circulando na vila

Bem vindo a este espaço, que se propõe divulgar as principais notícias do Vila Nova e região. Participe, com sugestões, ideias, fotografias...

sexta-feira, 8 de novembro de 2013

Seprot implanta Núcleo de Defesa Civil no Vila Nova


O primeiro passo para a reativação do Núcleo de Defesa Civil no bairro Vila Nova foi dado ontem à noite, na reunião do Conselho das Associações (Cavin), quando representante da Secretaria de Proteção Civil e Segurança Pública (Seprot) apresentou o projeto para cerca de 50 lideranças da região. Do encontro foram selecionados cinco voluntários que vão dar início ao processo de implantação do Nudec. A primeira reunião do grupo já ocorre no dia 19 de novembro, na sala de reuniões do Sesc Vila Nova.

Cada Núcleo de Defesa Civil (Nudec) é formado por um grupo comunitário organizado em um bairro, rua, edifício, associação comunitária, entidade, entre outros, que participa de atividades de defesa civil como voluntário. A instalação do Nudec é prioritária em áreas de risco de desastres e tem por objetivo organizar e preparar a comunidade local a dar a pronta resposta aos desastres.

Em Joinville, apenas dois bairros contam com esta estrutura, atualmente. “Há um grupo organizado no centro da cidade e outro no bairro Nova Brasília, além do Grupo de Resgate em Montanhas”, descreve Maiko Richter, coordenador de prevenção da Seprot e palestrante do evento. “A proposta inicial é instalarmos núcleos nos bairros Petrópolis, Jardim Paraíso e Vila Nova”, projeta.

De acordo com Richter, o ideal seria que cada um dos bairros tivesse um Nudec funcionando, “mas o mínimo que deveríamos ter é um em cada área de abrangência das Subprefeituras”, diz. A definição de prioridade para implantação dos núcleos leva em consideração os riscos de desastres naturais, como enchentes e deslizamentos. É o caso do bairro Petrópolis, onde a topografia existente propicia deslizamentos, em épocas de chuvas mais intensas.

Já no bairro Vila Nova, o foco das prevenções é o risco de alagamentos, em função do transbordamento do rio Águas Vermelhas, e os perigos de afogamento, durante a temporada de verão, nos rios da região rural. “Neste caso, as atitudes dos núcleos são focadas na prevenção e nas campanhas educativas”, comenta.

As comunidades onde há voluntários para participar do projeto recebem a visita de representantes da Defesa Civil, que realizam palestra para mostrar as atividades e a importância dos núcleos para a comunidade. “O segundo passo é organizar pequenos grupos para receberem qualificação específica em defesa civil”, complementa Richter.

Nenhum comentário: