sábado, 21 de outubro de 2017

Circulando na Vila com informações gerais do Vila Nova

Pavimentação 2017

Em recente reunião com o prefeito Udo Döhler, o vereador Adilson Girardi, o secretário da Subprefeitura Oeste, presidentes do CAVIN e de Associações de Moradores apresentaram o um raio-x da pavimentação comunitária no Vila Nova. Segundo o relatório, de janeiro a setembro foram pavimentadas 14 ruas. Ordens de serviço já foram assinadas para outras três, cujas obras iniciam ainda em outubro. No total, o ano de 2017 deve fechar com aproximadamente 6 km de pavimentação comunitária. O resultado supera a soma do que já foi feito nos últimos 12 anos no bairro. No modelo atual, o morador participa pagando material e mão de obra e a Prefeitura executa a drenagem, esperas de boca de lobo e preparo da cancha. 

Pavimentação 2018

Na mesma reunião foi apresentado o planejamento para pavimentação em 2018 no Vila Nova. O mapa apresenta ruas onde já existe adesão de 100% (20 ruas), outras vias que dependem de ação da Prefeitura, sem possibilidade de adesão (ruas que servem linhas de ônibus) e ruas que já foram licitadas para receber as obras. O planejamento considera a possibilidade de aplicação de recursos do BID para pavimento de algumas vias. A meta da Subprefeitura para o próximo ano é de alcançar mais 10 km de ruas pavimentadas. No encontro, o vereador solicitou ao prefeito ajuda da Prefeitura com mais equipamentos e equipes de mão de obra. 

Rua XV, Paulo Schneider e Suíços

Três cobranças foram feitas pelos presidentes de associação ao prefeito. A revitalização da rua XV de Novembro, o recapeamento da rua Paulo Schneider e a pavimentação da rua dos Suíços, na ligação entre o Vila Nova e o Costa e Silva. A rua XV, segundo o prefeito, está em quarto lugar de uma lista de 19 itens de cobrança ao governo do Estado. A obra tem chance de ocorrer em 2018. O recape da Paulo Schneider tem prazo de execução até dezembro de 2017. Já a rua dos Suíços depende de recursos externos, uma vez que não há condições de fazer por adesão. 

Educação

As obras na área da educação seguem em sua maioria para conclusão. Na Escola Bernardo Tank a previsão é inaugurar a reforma e ampliação ainda neste ano. Na Escola Valentim João da Rocha a direção já se prepara para entregar a reforma para a comunidade. O Centro de Educação Infantil do Nova Vila está em fase final de construção. O impasse continua sendo as obras de contenção do barranco nos fundos do CEI. Nova licitação foi feita para resolver o problema. 

Saúde

Já a Unidade Básica de Saúde da Família está com prazo de entrega definido pela Secretaria da Saúde. O prédio deve ficar pronto em fevereiro de 2018. Com a inauguração deste novo espaço a oferta de serviços de saúde no bairro deve melhorar. Hoje o Vila Nova conta com apenas uma Unidade de Saúde na área urbana e outros dois postos menores, um na região do Anaburgo e outro na zona rural, na Rodovia do Arroz. 

Macoppi

Referência no norte de Santa Catarina na produção de sementes de arroz, a Indústria Macoppi também já foi destaque nacional pela inovação na criação de marrecos nas arrozeiras. Em recente conversa com o proprietário, Ordival Macoppi, estudantes da Univille ouviram durante quase duas horas interessantes histórias da vida no campo. “Hoje graças a Deus podemos dar uma boa condição para nossos filhos, mas foi à custa de muito trabalho e sacrifício”, comentou Macoppi. 

Tradição

Um sucesso a realização da Festa da Polenta 2017. A coordenadora Nadir Zermiani conseguiu resgatar os costumes da tradição italiana ao trazer para a animação da festa corais que cantaram no dialeto italiano. Além da boa música, o cardápio à base da polenta, galinha caipira, queijo, fortaia, macarrão, entre outros ingredientes que agradaram ao público presente. Os organizadores conseguiram trazer qualidade e manter a quantidade de público. Parabéns!

Sem remuneração

O vereador Adilson Girardi solicitou à Câmara de Vereadores 31 dias de licença para tratar de assunto particular em outubro. Com a saída, abriu espaço para o suplente Marlon Sagaz, do Solidariedade, assumir a cadeira por um mês. Durante o período de licença sem remuneração, Adilson retoma seu trabalho na Secretaria de Comunicação da Prefeitura, onde é jornalista concursado. O rodízio faz parte de acordo partidário.

Novo presidente

O Conselho das Associações do Vila Nova – CAVIN, conta com nova diretoria. Com as eleições realizadas no final de setembro, a nova diretoria foi eleita com posse marcada para dia 17 de outubro, no Sesc Comunidade. O novo presidente para os próximos dois anos é Júlio Savadil, que representa a Associação de Moradores Amigos do Irineu. O ex-presidente Elpídio Zimmermann passa a ser o vice-presidente. Sucesso à nova diretoria!

Moradores realizam passeata pedindo mais paz e segurança no trânsito

Moradores da região da rua Bento Torquato da Rocha e familiares de Maria Irene Pinto, que foi atropelada em 5 de outubro e veio a falecer alguns dias depois, realizaram uma passeata ontem à tarde no bairro Vila Nova. 

Levando cartazes e faixas, eles pediam mais segurança e paz no trânsito. Emilson Madruga, viúvo de Maria Irene, organizou o movimento como um alerta às autoridades para que haja mais sinalização e lombadas na rua Bento Torquato da Rocha, local onde ocorreu o atropelamento. 

Os moradores também organizaram um abaixo assinado pedindo pela instalação de lombadas ao longo da via e um semáforo no cruzamento com o binário. 

Até agora não há informações concretas a respeito do motorista que atropelou Irene e se evadiu do local sem prestar socorro. Mas segundo relatos, a Polícia já trabalha com algumas pistas e informações e breve deverá divulgar a solução do caso.

Fotos: Fernando Constantino.

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Escola Bailarina Liselott Trinks promove Feira das Profissões

Foto: Equipe da Mecânica Automotiva e a professora Dania.
Alunos da Escola de Ensino Médio Bailarina Liselott Trinks, no bairro Vila Nova, promoveram mais uma edição da Feira das Profissões, a primera na nova escola. Coordenada pela professora Dania Hasse Duvoisin, a feira já é uma tradição no ensino médio do Vila Nova. Nesta edição foram apresentadas 27 profissões.

Nas salas de aula, muita criatividade dos alunos para demonstrar as principais características nas mais variadas carreiras. Os alunos se organizaram para explicar cada detalhe da profissão às demais classes e para um grupo de observadores externos e internos convidados para avaliar o desempenho de cada equipe. 

Mais fotos da Feira das Profissões AQUI.




Enquete sobre a criação do Distrito do Vila Nova tem aprovação de 82%

Enquete realizada pelo blog Circulando na Vila sobre a criação do Distrito do Vila Nova teve aprovação de 82% dos participantes. Apenas 13% se manifestaram contrários à ideia e outros 2% não sabem ou preferiram não opinar sobre o assunto. O projeto de lei para autorizar o plebiscito tramita na Câmara de Vereadores. Se for aprovada, a consulta popular deve ser realizada juntamente com as eleições do ano que vem. Para ser aprovada, a criação do distrito precisa contar com 50% mais um dos eleitores. Para saber mais sobre a criação do Distrito do Vila Nova, clique AQUI.

Nova diretoria toma posse no Conselho das Associações do Vila Nova

Equipe fica à frente do Cavin de 2017 a 2019
O CAVIN, Conselho das Associações do Vila Nova, tem nova diretoria empossada. A solenidade ocorreu no dia 17 de outubro, na sede do Sesc Comunidade Vila Nova. Júlio Cesar Savadil, que representa a Associação de Moradores Amigos do Irineu, é o novo presidente para o biênio 2017-2019. 

Na vice-presidência ficou Elpídio Zimmermann, que até esta data era o presidente. A diretoria também é composta pelas secretárias Delorme Trapp e Eliane da Silva; tesoureiros Imar de Melo e Marcelo Müller; Conselheiros fiscais Ivo Juttel, Beto Amaral e Ricardo Eccel; e suplentes Carla Merkle, Susana Staats e Marcos Trapp. 

Na posse, o ex-presidente Elpídio Zimmermann fez um relato da atuação do Cavin, desde sua fundação, em 23 de março de 2013. Destacou as conquistas, como as melhorias no binário do Vila Nova, as reformas de escolas e unidade de saúde, a criação da Festa de Aniversário do Vila Nova e o apoio às diversas entidades do bairro.

Júlio Savadil, que tomou posse, disse que reconhece a responsabilidade que é comandar o conselho que congrega quase 30 entidades do bairro. "Assumo sabendo do grande trabalho que foi realizado até aqui e com o compromisso que continuar apoiando e trabalhando pelo nosso Vila Nova", concluíu. 

Foto: Fernando Constantino

Secretaria de Assistência Social atende com serviços no Vila Nova

Moradores do bairro Vila Nova e região compareceram em bom número nesta sexta-feira (20/01) ao atendimento itinerante oferecido pela Secretaria de Assistência Social no galpão da Igreja Católica Medianeira. 

O Projeto ASSIM (Assistência Social Itinerante Municipal) é uma ação da Secretaria de Assistência Social (SAS) e tem como objetivo facilitar o acesso aos serviços e programas desenvolvidos pela Secretaria de Assistência Social para a população dos bairros que não possuem Centro de Referência de Assistência Social – CRAS. 

Entre os serviços oferecidos, o cadastro único, atendimento social, segurança alimentar e nutricional, obtenção de tarifa social para a água, serviços de referência, oportunidades de emprego pelo Cepat. 

“A maior procura é pela inscrição no cadastro único, que hoje é um pré-requisito para a obtenção de fraldas nas Unidades Básicas de Saúde”, comentou Ariel Vieira, gerente de Proteção Social Básica da Secretaria de Assistência Social. 

Sobre a necessidade de renovação do documento, Ariel explicou que o cadastro é válido por dois anos porque a realidade familiar tem alterações durante este período. “Se não for atualizado, os benefícios, como o Bolsa Família, são suspensos”, completou. 

A moradora Patrícia Borba compareceu para renovar o cadastro e aproveitou para trazer os pais José de Borba e Edite de Borba para fazer o documento novo. “Chegamos aqui e fomos bem atendidos. O serviço foi rápido e eficiente”, avaliou. 

O próximo atendimento itinerante da Assistência Social já tem local e data marcada. Será no bairro Fátima, zona Sul de Joinville, no dia 24 de novembro, das 9 às 14 horas.

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Alunos da Escola Karin Barkemeyer campeões no caratê

Débora tem 14 anos. Cauã tem 10. Dois adolescentes com perfil de campeões. Neste mês de outubro eles estiveram em Salvador, na Bahia, e trouxeram três medalhas para Joinville. Os dois são atletas de caratê e alunos da Escola Municipal Karin Barkemeyer, no Vila Nova. 

Débora Cristine Kroeger de Oliveira estuda no 8º ano do ensino fundamental, é faixa verde e compete na categoria Sub 14. Ela conquistou o ouro na modalidade Sub 14 Escolar e a prata na Cadete Sub 14. Cauã Soppa Alves de Lima também é faixa verde no caratê.  Ele é aluno do 5º ano e conquistou a medalha de ouro na categoria Sub 12 Escolar. 

Os dois alunos começaram a praticar o esporte na escola mesmo. "Foi através do Programa de Iniciação ao Desporto (Pide), em 2014, com aulas com o professor Luiz Ildefonso de Oliveira", disse a professora Danielle Soppa, mãe de Cauã. 

Com o ótimo desempenho dos alunos, o professor Luiz levou-os a treinar na Sociedade Ginástica, para aperfeiçoamento das técnicas. Para continuar orgulhando o nome da escola e da cidade com suas conquistas, eles dependem de patrocício. 

"A Prefeitura ajuda um pouco com as passagens, a Escola também é parceira, mas não é o suficiente e quando chegam as competições fora da cidade os custos aumentam", comentou Danielle.

Por isso, quem estiver disposto a investir nestes jovens talentos pode entrar em contato através deste blog ou diretamente na escola. 

Foto: Adilson Girardi