segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Postos devem informar quando gasolina vendida é a formulada

O vereador Adilson Girardi (SD), protocolou projeto de lei para que postos de combustíveis de Joinville sejam obrigados a informar em locais visíveis quando o combustível comercializado nas bombas for do tipo ‘formulado”. A gasolina formulada é um combustível composto por sobras de gasolina comum e uma mistura de solventes e seu produto final fica parecido com a gasolina. O produto tem custo mais baixo, mas, segundo técnicos, tem desempenho mais baixo que a gasolina refinada. A comercialização da gasolina formulada é autorizada pela Agência Nacional do Petróleo (ANAC), porém, o consumidor deve ser informado e o preço praticado deve ser menor.

Foto: Divulgação

Epagri lança nesta quinta seu primeiro arroz especial para risoto


A Epagri lança nesta quinta-feira, 22, em Itajaí, o seu primeiro cultivar de arroz especial para preparo de risotos: o SCS123 Pérola. O lançamento ocorre na Estação Experimental da Epagri em Itajaí (EEI), a partir das 9h30min. Além de sessão solene, estão programadas visita ao campo de cultivo e uma atividade técnica, marcada para o período da tarde.

O arroz Pérola vem sendo desenvolvido pela Epagri desde 2007. Ele é especial para confecção de risotos por suas características peculiares, como o formato e a textura, que o tornam mais capaz de absorver sabores adicionados no preparo culinário.

O novo cultivar da Epagri é também mais produtivo que os outros especiais para risotos. Ester Wickert, pesquisadora da EEI e uma das responsáveis pelo trabalho, conta que arrozes para risoto costumam produzir 4 toneladas por hectare. “Normalmente os grãos especiais têm menor produtividade”, explica Ester. Já o Pérola apresentou produtividade média de 10 toneladas por hectare nos experimentos realizados em diversas regiões produtoras de Santa Catarina.

Tamanha produtividade se deve, entre outros fatores, à arquitetura mais moderna da planta, que é mais baixa, tem maturação uniforme e bom perfilhamento. As plantas de arquitetura convencional, mais altas e com panículas mais abertas, estão mais sujeitas à queda e ao ataque de pássaros, por exemplo. Além de ser mais produtiva, a arquitetura do cultivar Pérola permite a automatização da colheita, relata a pesquisadora.

Outra vantagem para o produtor é o grande valor agregado de arrozes especiais para risotos. Enquanto o consumidor compra 1kg de arroz branco comum pelo valor médio de R$ 2,50, a mesma quantidade do especial pode chegar a R$ 12,00. O produtor já estabelecido de arroz comum que queira plantar o Pérola não vai precisar fazer nenhuma adaptação no seu modo de produção, já que o manejo das duas plantas é idêntico. Ele só vai precisar encontrar mercado para escoar seu produto diferenciado. 

Ainda neste ano a Epagri realiza chamada pública para definir a empresa que vai multiplicar a semente do arroz Pérola, para que o agriculto possa plantar o novo cultivar. A expectativa da pesquisadora Ester é de que na safra de 2019 ele esteja sendo cultivado, para chegar à mesa dos catarinenses a partir de 2020.

30 cultivares

Ao longo de sua história a Epagri já desenvolveu 30 cultivares de arroz, 23 deles lançados especificamente para as condições de Santa Catarina. Destes, 12 seguem com recomendação de cultivo, já que os mais antigos acabam se tornando obsoletos com o desenvolvimento de novas pesquisas.

Em Santa Catarina, 80% das lavouras de arroz utilizam cultivares desenvolvidos pela Epagri. As sementes do grão desenvolvidas pela Empresa também são cultivadas em outros Estados - como Paraná, Rio Grande do Sul, Mato Grosso, São Paulo, Alagoas, Goiás e Tocantins – e até em outros países, entre eles Argentina, Bolívia e Paraguai.

A Epagri faz pesquisas para desenvolvimento de cultivares especiais de arroz desde 1995. Além do Pérola, já foram lançados nessa linha o Rubi (vermelho) e o Ônix (preto). O próximo desafio, em que os pesquisadores da EEI já trabalham, é lançar um arroz especial aromatizado, muito utilizado na culinária tailandesa.

Santa Catarina é o segundo maior produtor de arroz no País. O Sul do Estado é a principal região produtora (61,9%), seguido pelo Médio/Baixo Vale do Itajaí, Norte Catarinense, Alto Vale do Itajaí e Litoral Centro. Atualmente, mais de 30 mil pessoas dependem economicamente desta atividade no Estado.

Serviço

· O que: lançamento do cultivar de arroz SCS123 Pérola;

· Quando: dia 22 de fevereiro, quinta-feira, a partir das 9h30min;

· Onde: Na Estação Experimental da Epagri em Itajaí (EEI) - Rd. Antônio Heil, 6800, Bairro Itaipava;

· Informações e entrevistas: Ester Wickert, no fone (47) 33986339, ramal direto dela. Ou no fone geral da EEI (47) 33986300.

Informações para a imprensa

· Gisele Dias, jornalista: (48) 99989-2992/3665-5147

· Cinthia Andruchak Freitas, jornalista: (48) 3665-5344

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2018

Vereador apresenta projeto de lei para beneficiar proprietários rurais


Motivado por reclamação de agricultor da região da Estrada do Salto 1, região rural do bairro Vila Nova, o vereador Adilson Girardi apresentou projeto de lei na Câmara de Vereadores para modificar item da Lei de Ordenamento Territorial, a LOT, aprovada no ano passado. Pela lei, todo parcelamento na região rural obriga o proprietário a doar 22% do total desmembrado para a Prefeitura, a título de implantação de equipamentos comunitários. O vereador está propondo a isenção total desta exigência para terrenos rurais, uma vez que a medida só se justifica em áreas urbanas. O projeto segue para análise da Comissão de Legislação e Justiça e, caso seja aprovado, vai para a Comissão de Urbanismo, Serviços e Obras. As mudanças na LOT também dependem de audiência pública e análise do Conselho da Cidade.

Foto: Adilson Girardi

Prefeitura de Joinville abre processos seletivos para estágio remunerado

A Prefeitura de Joinville está com processos seletivos abertos para estágio remunerado em Administração, Arquitetura, Direito, Educação Física e Engenharia Civil e para curso de nível médio de Técnico em Administração.

Todas as instruções sobre como participar estão disponíveis no site da Prefeitura de Joinville

Os editais estabelecem que os estágios não poderão exceder a dois anos. A jornada da atividade será de seis horas diárias, ou trinta horas semanais, devendo corresponder ao horário de funcionamento da Secretaria em que o estagiário estiver lotado.

Aos candidatos com deficiência é assegurado o direito de se inscrever desde que as atribuições da área de estágio pretendida sejam compatíveis com a deficiência.

Os processos seletivos serão feitos por meio de prova objetiva, em que serão avaliados os conhecimentos e/ou habilidades dos candidatos sobre as matérias relacionadas a cada cargo e função.

Serão considerados aprovados os candidatos que obtiverem nota igual ou superior a 55 numa escala até 100. Candidatos classificados serão admitidos obedecendo a ordem de classificação.

Fonte: Prefeitura de Joinville.

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Funcionamento de órgãos municipais no feriado de Carnaval 2018

Por conta do período de Carnaval, o Município decretou ponto facultativo em 12 e 13/02/2018. Confira como funcionarão os órgãos municipais no feriado. Atendimento volta ao horário normal em todas as unidades em 14/02/2018. 

Secretaria da Saúde

Secretaria de Assistência Social

  • CEPAT: fecha em 12 e 13/02; reabre em 14/02.

Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente

  • Unidade de Fiscalização: atua em plantão, das 9 às 16 horas, pelos telefones 98817-0839 e 98807-8159.
  • Parques:

Secretaria de Educação

Escolas municipaisCentros de Educação Infantil (CEIs) e Centros de Educação Profissional não terão aula na segunda-feira (12/02) e e terça-feira (13/02). Biblioteca Pública Prefeito Rolf Colin e a Biblioteca Pública Gustavo Ohde também fecham no período.

Secretaria de Infraestrutura Urbana

  • Coleta de lixo: funcionam normalmente.
  • Transporte coletivo: em 12/02, opera com horário de sábado; em 11/02, terá linha especial até 3h da madrugada (em função do Desfile de Carnaval); em 13/02, opera em horário especial.

Secretaria de Proteção Civil e Segurança Pública

Companhia Águas de Joinville

  • Unidades de atendimento presencial no Centro e bairros fechadas em 12 e 13/02.
  • Central de Atendimento 115: funciona normalmente para informações sobre fatura, vazamentos, consertos de ramal e cavalete, entre outros serviços.

Secretaria de Cultura e Turismo

Outras unidades

  • Ouvidoria: denúncias, reclamações, pedidos de informação, sugestões e elogios podem ser registrados normalmente por formulário eletrônico. Análise e tramitação das manifestações registradas no feriadão será feita a partir de 14/02. Telefone 156 não atenderá em 12 e 13/02.
  • PROCON: fecha em 12 e 13/02, retorna 14/02.
Fonte: Prefeitura de Joinville.

Governo Federal reconhece situação de emergência em Joinville por causa de chuvas de janeiro de 2018

O Governo Federal reconheceu a situação de emergência no Município de Joinville, referendando Decreto Municipal de 29 de janeiro de 2018.

A oficialização foi feita por meio da Portaria nº 33, de 7 de fevereiro de 2018, publicada no Diário Oficial da União, pela Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil.

O reconhecimento federal é decorrente das chuvas intensas dos dias 16 e 17 de janeiro de 2018, que afetaram 53 mil pessoas, atingiram 21.404 unidades habitacionais e provocaram prejuízos públicos e para a iniciativa privada.

A Prefeitura de Joinville estima prejuízos públicos em R$ 2.337.164,06. Para ter acesso a recursos emergenciais, a Prefeitura irá apresentar o Plano Detalhado de Resposta, por meio do Sistema Integrado de Informações sobre Desastres.

Após a análise técnica por equipes da Secretaria Nacional de Defesa Civil, o Ministério da Integração Nacional define os recursos a serem disponibilizados.

Os investimentos seriam para obras nos sistemas de micro e macrodrenagem, recuperação de pontes, pavimentação, muros de arrimos e a limpeza e desobstrução de rios e canais.

O reconhecimento da Situação de Emergência também permite a movimentação da conta do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) pelos trabalhadores que tiveram suas casas atingidas pelas cheias. Porém, ainda não há uma definição sobre esse procedimento.

Nos próximos dias, a Prefeitura de Joinville e a Caixa Econômica Federal irão divulgar como ocorrerá o processo.

Fonte: Prefeitura de Joinville.

terça-feira, 6 de fevereiro de 2018

Unidades de Saúde Anaburgo e Rural reabrem dia 19/2

Depois de um período de reformas, as Unidades de Saúde do Anaburgo e Vila Nova Rural passam agora pela fase de instalação do mobiliário. A reabertura das duas unidades para atendimento ao público ficou marcada para o dia 19 de fevereiro. A previsão inicial era concluir as obras para o início do mês, mas houve atrasos em função do período de chuvas que ocorreu em janeiro. 

Foto: Adilson Girardi