circulando na vila

Bem vindo a este espaço, que se propõe divulgar as principais notícias do Vila Nova e região. Participe, com sugestões, ideias, fotografias...

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Circulando na Vila - Julho


Seprot no Maestro

A Prefeitura de Joinville definiu o uso que vai dar para a Escola Maestro Francisco Manoel da Silva, assim que os alunos forem transferidos para a nova escola Bailarina Liselott Trinks, localizada na rua Rudolf Baumer. Parte da Secretaria de Proteção Civil e Segurança (Seprot), que hoje está na Cidadela Antarctica, vai ocupar o prédio pertencente ao governo do Estado e será cedido ao Município. A expectativa da comunidade era de que o espaço pudesse ser transformado em um Centro de Educação Infantil ou até mesmo utilizado para o ensino fundamental. Ao menos, a ocupação pela Seprot vai evitar que o prédio fique abandonado e também servirá para dar uma sensação de segurança ao bairro, haja vista a movimentação que o setor deverá trazer com guardas municipais e agentes de trânsito. As mudanças devem ocorrem em agosto.

Delegacia fica

Após reunião na Comissão de Economia da Câmara de Vereadores e conversa entre o vereador Adilson Girardi, o presidente do Conselho de Segurança Antonio Batista e a Delegada Regional Tânia Harada, ficou esclarecido que a Delegacia de Polícia Civil instalada no bairro Vila Nova não será fechada. Ao contrário, será incrementada com um efetivo maior de policiais e aumento da oferta de serviços. Além da realização de boletins de ocorrência, o vereador sugeriu que no local pudessem ser fornecidos também serviços de confecção de identidade, numa parceria com o Instituto Geral de Perícias (IGP) e ainda fornecidos documentos de veículos.

Projetos

Vereador Adilson Girardi encaminha projeto no Legislativo para que o Município considere como prioritárias nos programas de pavimentação comunitária as ruas que servem linhas de ônibus e as que são acesso para algum tipo de equipamento comunitário (escolas, Centros de Educação Infantil, Unidades de Saúde, entre outros). Outro pedido do vereador é para que a Prefeitura realize credenciamento de empresas para a realização dos pavimentos, tanto de lajotas como em asfalto.

Unidade Vila Nova 1

Com a retomada dos trabalhos na Unidade Básica de Saúde Vila Nova 1 a comunidade fica na expectativa do cumprimento dos novos prazos estipulados pela Secretaria da Saúde. Agora a previsão contratual é para que a obra seja concluída até outubro deste ano. Os próprios gestores afirmam, no entanto, que este prazo vai depender da disponibilidade de recursos para continuar pagando a empreiteira. Para pessoas ligadas ao Conselho de Saúde Local, o prazo mais factível deve mesmo ser o estipulado pelo Ministério Público em recente ajuste, ou seja, janeiro de 2018. As obras da Unidade iniciaram em 2013.

Recapes

Após concluir o recapeamento asfáltico na rua Bento Torquato da Rocha e ter realizado a sinalização vertical, agora Unidade de Pavimentação do Município está preparando a segunda rua do bairro que vai receber a melhoria: a Paulo Schneider, entre a rua XV de Novembro e a rua dos Suíços, num trecho de aproximadamente 1 km. As obras de recape fazem parte do pacote com 55 ruas fruto de financiamento com o Badesc.  Na Bento da Rocha, os moradores também esperam pela instalação de semáforo no cruzamento da via com o binário e da demarcação de ciclofaixa.

Isenção de IPTU

A Secretaria da Fazenda do Município de Joinville antecipou para o mês de agosto o atendimento aos pedidos de isenção do Imposto sobre Propriedade Predial e Territorial Urbana (IPTU) referente a 2018. A isenção é o direito de não pagar o imposto, destinada a públicos específicos. Os interessados devem apresentar documentação e proceder conforme orientado no serviço Isenção de IPTU. O atendimento ocorrerá nas subprefeituras e no setor de atendimento fazendário, na sede da Prefeitura, de 1º a 31 de agosto de 2017.

Quem tem direito

Proprietário de um único imóvel residencial (moradia), com renda familiar (soma de todos os ganhos das pessoas da casa) igual ou menor a dois salários mínimos.  Imóvel pertencente a órfão de pais, recebidos por doação ou herança, quando menores ou incapazes, com renda igual ou menor a dois salários mínimos.  Maior incapaz.  Associação de moradores ativa e declarada de utilidade pública. Imóvel cedido gratuitamente para uso do Poder Público Municipal. Imóveis urbanos que possuam áreas florestadas, gravadas como área de preservação permanente. Imóvel em área rural com cadastro de produtor rural. Imóvel cadastrado no Inventário do Patrimônio Cultural de Joinville (IPCJ), utilizado como residência unifamiliar de proprietário de um único imóvel.  Entidade desportiva, recreativa e cultural.

Segurança

Em recente reunião com a comunidade, a Associação de Moradores da Estrada dos Morros discutiu alternativas para melhorar a segurança na região rural. A ideia é aumentar a área de cobertura com câmeras de vigilância. Outra preocupação dos moradores é com a temporada de verão que se aproxima e os consequentes transtornos provocados por banhistas que procuram a região rural nos fins de semana. Segundo o vice-presidente da Associação, Ivo Juttel, é preciso antecipar as ações para não ficar para a última hora.

Estrada Dedo Grosso

Em recente audiência com representantes a Agência Regional de Desenvolvimento, moradores da Estrada Dedo Grosso reivindicaram as melhorias que teriam sido prometidas pelo governo do Estado em consequência da instalação do Centro de Atendimento Socioeducativo (Case). Entre as benfeitorias, a pavimentação do trecho entre a Rodovia do Arroz e o Case e a disponibilização de linhas telefônicas para a comunidade. Outra reclamação dos moradores é com a infraestrutura da via, que em função do movimento intenso de veículos necessita de encaibramento e patrolamentos mais constantes.

Associação Eco-Rural

No segundo encontro realizado na sede do Vale do Ouro, região próxima à cachoeira do Piraí, envolvendo a Associação Eco-rural, moradores e empreendedores ouviram do secretário de Infraestrutura Urbana, Romualdo França, a informação de que a ponte de madeira localizada na Estrada do Salto 1 será substituída por estrutura de placas de concreto. A ação é necessária para que ônibus de turismo possam trafegar no local. No encontro os moradores também reivindicaram a melhoria na iluminação pública e a manutenção das estradas rurais.



Nenhum comentário: