circulando na vila

Bem vindo a este espaço, que se propõe divulgar as principais notícias do Vila Nova e região. Participe, com sugestões, ideias, fotografias...

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

Por que transformar o Vila Nova em Distrito

A diferença entre bairro e distrito reside no formato administrativo. Bairro é uma unidade meramente geográfica. Distrito é uma unidade administrativa, tem estrutura político-administrativa.

Os motivos que levaram à proposta para transformar o bairro Vila Nova em distrito foram a necessidade de valorizar a região, que hoje conta com mais de 26 mil habitantes, e a abertura de oportunidade de investimentos externos no lugar.

Se o Vila Nova fosse uma cidade, figuraria pelo menos entre as 60 maiores de Santa Catarina, tanto em população como pelo Produto Interno Bruto. 

Não é a intenção do proponente emancipar o bairro e leva-lo à condição de cidade, mas sim de que a comunidade seja reconhecida e seja atendida de forma eficaz pelos serviços públicos.

Com a mudança para distrito, abrem-se algumas possibilidades administrativas, como o requerimento para a instalação de um cartório (bairros também podem requerer, mas o status de distrito melhora as chances de sucesso no pedido); e a possibilidade de obtenção de recursos externos para melhorar a infraestrutura de ruas e obras públicas. 

O processo para transformar o bairro Vila Nova em distrito já iniciou, com a proposta de discussão na Câmara de Vereadores, onde foram convidados representantes da Prefeitura e das Associações de Moradores do bairro.

3 comentários:

Anônimo disse...

Otima iiniciativa. Este local e moradores necessitam desta reforma. Par
abens, vereador Adilson.

Elvis Rubens Schmitz disse...

Sou a Favor da Proposta Se a Prefeitura não esta dando conta de suprir o Bairro com suas necessidades. E vai Facilitar o Desenvolvimento e a Vida da População do Bairro Eu Concordo com a Mudança.

Anônimo disse...

Sim. ...com certeza Pirabeiraba ja está sendo à bastante tempo em Distrito. ......e porque Vila Nova ficou no esquecimento?