circulando na vila

Bem vindo a este espaço, que se propõe divulgar as principais notícias do Vila Nova e região. Participe, com sugestões, ideias, fotografias...

quarta-feira, 30 de março de 2016

Artesãos do meio rural incentivados a criar produtos com referência cultural

Artesãos e produtores de alimentos artesanais da área rural de Joinville ingressaram nesta terça-feira (29) em um novo desafio: criar produtos que tenham identidade cultural. A ajuda virá do Viartesanias, projeto de Formação em Cultura aprovado pelo Sistema Municipal de Desenvolvimento pela Cultura (Simdec) e que tem apoio da Fundação 25 de Julho, onde ocorrerá a capacitação.

A aula inaugural ocorreu na tarde de terça-feira. São 58 inscritos, a maioria mulheres dos 17 grupos de Desenvolvimento da Mulher Rural da Fundação 25 de Julho. “O projeto chega para ajudar no resgate da identidade cultural, na capacitação das mulheres do meio rural e também como um ganho econômico para as famílias. Também é um presente para as comemorações dos 50 anos da Fundação”, destaca o presidente do órgão, Valério Schiochet. 

O curso terá duração de sete meses e será dividido em duas fases: de formação, com aulas sobre Joinville, suas referências culturais e a Metodologia 3D’s para o desenvolvimento de produtos artesanais; e de assessoramentos, quando cada artesão será acompanhado individualmente para o desenvolvimento de sua criação. Os produtos devem ser expostos na Festa das Flores deste ano e na Casa Kruger, adiantou Valério Schiochet. 

O projeto Viartesanias foi proposto pela artesã e graduanda em Artes Visuais pela Universidade da Região de Joinville (Univille), Rita da Costa. Ela já havia desenvolvido o projeto em 2015, na Univille, também pelo Simdec. Da formação, surgiram 25 novos produtos de referência cultural. 

Neste ano, o trabalho é direcionado aos artesãos do meio rural. “Vamos trazendo estímulos e assessoramos o aluno a pensar novos produtos. Ele se descobre autor, criador”, explica Rita.
A assistente social da Fundação 25 de Julho, Jaqueline do Rocio Alves Coelho, participou da formação realizada em 2015, até para incentivar as mulheres do meio rural a participar da formação deste ano. “Será importante para que elas saibam reconhecer, no artesanato, a vida delas”, enfatiza. 

Exemplos de empreendimento

As artesãs Rosana de Sequeira e Ana Carolina de Liz, mãe e filha, estiveram na aula inaugural para dar o seu exemplo. Elas participaram da formação em 2015, e da experiência surgiu o empreendimento “Funcionárias”, de confecção de bolsas. O nome faz relação com a flor Funcionária, que Rosana plantava com a tia que a criou, e com as indústrias da cidade, já que o produto é feito com retalhos de tecidos de confecções que produzem uniformes para empresas de Joinville. 

São usados apenas tecidos novos, que antes eram descartados no aterro sanitário. O produto é comercializado dentro de uma caixa cinza. “Uma caixa, por lembrar o formato de uma indústria, e cinza, por lembrar os dias chuvosos de Joinville. As bolsas têm ainda aroma de terra molhada e grama cortada e levam carimbos com o desenho de uma bicicleta e que registram um produto 100% de Joinville e 80% de resíduo industrial”, explica Rosana.

As bolsas são comercializadas na Feira do Príncipe e pelas redes sociais. A filha Ana Carolina acrescenta que já surgiram novos produtos, como as bolsas-saco, saquinhos multiuso e bolsas porta-projetos. 

A proponente do projeto, Rita da Costa, também dá o exemplo da aluna e artesã Aurea Pfiffer Sherif. Ela entrou no projeto realizado em 2015 dizendo que trabalharia com caixas. Em uma das aulas, um historiador trouxe detalhes da imigração, e ela se encantou com os austríacos. “Daí surgiu o boneco Igor, e hoje ela trabalha este produto fazendo o resgate de outras famílias”, explica.

Fonte: Prefeitura de Joinville. Fotos: Rogerio da Silva

terça-feira, 29 de março de 2016

Oportunidade para quem não fez biometria

Os eleitores que não conseguiram fazer o cadastramento biométrico no prazo definido pela Justiça Eleitoral terão mais uma chance de ficar em dia. A partir desta terça-feira (29) até o dia 15 de abril o atendimento será realizado no posto da rua Otto Boehm, das 12 às 18 horas. No local, além de fazer a biometria o eleitor também poderá requerer o primeiro título ou ainda fazer a transferência. Para todos os casos, é necessário levar comprovante de residência recente, o título atual e documentos pessoais com foto. Quem deixar de fazer a biometria não poderá votar em outubro deste ano e ainda corre o risco de ter o CPF suspenso pela justiça, não poderá participar de concursos públicos e nem tirar passaporte. 

quarta-feira, 23 de março de 2016

Páscoa em Joinville tem programação na área rural e diversão ao ar livre

O feriado de Páscoa virá recheado de atrações para toda a família em diversas propriedades da área rural e, também, na área urbana de Joinville.

No bairro Vila Nova, o sítio Canto dos Pássaros estará aberto ao público na sexta-feira, sábado e domingo, das 8 às 17 horas. Além de conhecer as atividades rotineiras da propriedade – interação com pequenos animais, passeio pela trilha, visita à horta – as crianças poderão participar de brincadeiras especiais como pintura das casquinhas de ovos, “coelhinho na toca” e “caça ao ninho”.

No sábado (26), das 14:30 às 17 horas, a propriedade vai servir café colonial especial, com bolos doces e salgados, cucas, pães, geleias, frios e embutidos, sucos naturais, tudo preparado com ingredientes próprios da colônia. 

A taxa de visitação ao sítio Canto dos Pássaros é de R$ 10 por pessoa e crianças de até três anos não pagam. O café vai custar R$ 25 por pessoa e crianças com até oito anos pagam R$12,50.

Na região do Piraí, o Rancho Alegre já está decorado para receber crianças e adultos para aproveitar o feriado e a Páscoa em família. 

De sexta a domingo, a propriedade estará aberta das 14 às 17 horas, com café colonial (pagamento por item de consumo) e muito espaço para quem quiser fazer o seu próprio piquenique e brincadeiras ao ar livre, como “caça ao ninho”. A taxa de visitação ao Rancho Alegre também custa R$ 10 por pessoa e crianças de até três anos no pagam.

Já na Estrada Bonita, o Recanto Estrada Bonita servirá almoço com cardápios especiais. Na Sexta-feira Santa, o tradicional buffet terá diversos pratos à base de peixe. No sábado, costela de chão e, no domingo, cordeiro fogo de chão.

Nos três dias, também haverá café colonial à tarde, com mais de quarenta itens incluindo tortas doces e salgadas, cucas, pães, queijos coloniais, salames e embutidos.

O almoço no Recanto Estrada Bonita custará R$ 39,90 por pessoa e o café colonial R$ 27. Crianças de até cinco anos não pagam e, de cinco a dez, pagam meia.

Mirante e Expoville

Para quem busca opções no centro de Joinville, uma ótima sugestão é visitar o novo Mirante de Joinville, de onde é possível contemplar toda a cidade, inclusive a Baía da Babitonga e a Serra do Mar. 

O passeio inclui, ainda, trilha ecológica suspensa que contorna o Morro da Boa Vista e janela de contemplação da cidade.

O acesso ao Mirante pode ser feito a pé, de bicicleta ou com o ônibus da linha exclusiva – número 2015, que parte do Terminal Central Urbano e faz paradas ao longo do itinerário, até a entrada do Zoobotânico.

Outra dica para o feriado é a Expoville, onde o público pode aproveitar o espaço ao ar livre para fazer piqueniques, praticar atividades físicas e, ainda, se divertir com as opções do parque como aluguel de bicicletas, tirolesa, brinquedos infláveis, water ball, futebolha, entre outros.



SERVIÇO:


SÍTIO CAMPO DOS PÁSSAROS
Estrada Comprida, logo depois do número 1200 – Vila Nova
(47) 3439-6292 / 9181-4544

RANCHO ALEGRE
Estrada Piraí, Km 5 – Vila Nova
(47) 3434-3874

RECANTO ESTRADA BONITA
Estrada Bonita, Km 5 (fina da estrada)
(47) 3436-9535 / 3467-0715 / 9920-6545

MIRANTE DE JOINVILLE
Rua Pastor Guilherme Rau – bairro Saguaçu

EXPOVILLE
Rua XV de Novembro, 4315 – ao lado do Pórtico de Joinville

terça-feira, 22 de março de 2016

Cepat divulga novas vagas de emprego

O Centro Público de Atendimento aos Trabalhadores (Cepat), órgão ligado à Prefeitura de Joinville, divulgou nesta segunda-feira (21) nova relação de vagas de emprego, com salários que variam de R$ 985,60 a R$ 2 mil. 

As novas vagas são para carpinteiro, mecânico de manutenção de caminhão a diesel, motorista carreteiro, pedreiro e servente de pedreiro. Ainda não foram preenchidas as vagas para operadores de escavadeira, grua, rolo compactador e trator de esteira, padeiro, pedreiro e técnico em manutenção de equipamentos de impressora.

Ainda entre as vagas que permanecem em aberto, há funções que aceitam pessoas com deficiência: açougueiro, confeiteiro, cozinheiro, encarregado de supermercado, especialista em vinho (sommelier), gerente de supermercado, lubrificador de automóveis e médico veterinário. Já o cargo de auxiliar de linha de produção oferece três vagas exclusivamente para pessoas com deficiência.

As oportunidades são para homens e mulheres e estão disponíveis no Centro e nos bairros Costa e Silva, Boa Vista, Itaum, Santo Antônio, Glória, Floresta e Vila Nova.

Os interessados devem comparecer à sede do Cepat, na rua Abdon Batista, 342, próximo ao Mercado Municipal, com documentos de identidade (Carteira de Trabalho, CPF, RG) e CEP do endereço onde reside. O órgão funciona das 8 às 14 horas. 

Confira o quadro completo das vagas de emprego AQUI.

sexta-feira, 18 de março de 2016

Concurso à rainha do Vila Nova 150 anos tem inscrições abertas

Em 2015 sete candidatas participaram do concurso
O concurso que vai eleger a rainha do  Vila Nova 150 anos já tem inscrições abertas. Neste ano o evento vai premiar três faixas etárias: infantil, adulto e terceira idade. O Conselho das Associações do Vila Nova – Cavin e o Sesc divulgaram o regulamento para as associações de moradores e demais entidades representativas do bairro. A coroação das vencedoras será realizada no dia 2 de julho.

Para participar do concurso, a interessada deve procurar a Associação de Moradores de sua área de abrangência ou outra entidade filiada ao Cavin. A definição da rainha infantil (de 5 a 10 anos) e da rainha adulta (de 15 a 30 anos) será mediante a venda de votos pelas candidatas e suas representantes.

Já a eleição da rainha da terceira idade (acima de 60 anos) será definida por corpo de jurados no dia 2 de julho, no ginásio do Sesc Comunidade do Vila Nova. Um dos requisitos para a participação no concurso é residir no bairro Vila Nova, mediante comprovante de residência.

As vencedoras irão participar das atividades comemorativas aos 150 anos do bairro e representar o bairro até a próxima festa, em 2017.

O prazo para as inscrições das candidatas é o dia 10 de abril. Cada entidade pode participar em todas as faixas etárias ou se preferir somente em uma ou duas.

Mais informações no Sesc Comunidade, pelo fone 3434-6991. 

Foto: Adilson Girardi

quarta-feira, 16 de março de 2016

Feira do Vila Nova inicia programação 2016 neste sábado

A primeira edição da Feira do Vila Nova em 2016 será realizada no próximo sábado, dia 19 de março, junto ao Terminal de Ônibus do bairro, na rua XV de Novembro, das 9 às 14 horas. A feira é uma oportunidade para a venda de artesanatos diversos, alimentação caseira, roupas e calçados usados, livros, gibis e revistas, caldo de cana, entre outros. 

O evento também vai contar com apresentações de zumba, treinamento funcional, pilates solo e hip hop. A atividade será coordenada pela professora Juliana Prado, da Academia Studio Z do com sede no bairro Vila Nova e com o apoio do coordenador do Sesc Comunidade, Vanderlei Pereira.

Na programação haverá ainda apresentação musical, a partir das 9h30,com o grupo de violão, acordeom e guitarra Bertoldi e Amigos. A partir das 11 horas músicos da comunidade se apresentam no palco da feira com números de cavaquinho, violão, acordeom e bandoneon.

A participação é livre para pessoas que residem no bairro Vila Nova. Para quem vai vender artesanato não é necessário retirar licença. Já para quem vai comercializar alimentos ou bebidas é necessária a licença da Vigilância Sanitária. Para se inscrever e fazer parte da Feira do Vila Nova os interessados devem entrar em contato com a Fundação Cultural de Joinville (FCJ), pelo fone 3433-2190. 


A Feira do Vila Nova é uma promoção da Prefeitura de Joinville, através da Fundação Cultural, e tem o apoio logístico da Subprefeitura Oeste, do Sesc Comunidade e do Conselho das Associações do Vila Nova - Cavin. 

Fotos: Adilson Girardi

terça-feira, 15 de março de 2016

Cepat de Joinville anuncia 50 vagas de emprego

O Centro Público de Atendimento aos Trabalhadores (Cepat), órgão ligado à Prefeitura de Joinville, anunciou nesta segunda-feira (14) nova relação de oferta de emprego. São 50 vagas, para homens e mulheres, com média salarial de R$ 1.500. 

As novas vagas são para açougueiro, confeiteiro, operador de escavadeira, operador de rolo compactador e operador de trator de esteira. Aceitam pessoas com deficiência os cargos de lubrificador de automóveis e mecânico (veículo pesado). Estas oportunidades de emprego são oferecidas no Centro e nos bairros Boa Vista, Santo Antônio e Glória.

Entre as ofertas já anunciadas, mas que permanecem em aberto, estão 15 vagas para encarregado de supermercado, no bairro Itaum. O cargo aceita pessoa com deficiência e exige do candidato ensino fundamental completo e experiência de seis meses. 

O Cepat também divulga as vagas exclusivas para pessoas com deficiência: auxiliar administrativo e auxiliar de almoxarifado. 

Os interessados devem comparecer à sede do Cepat, na rua Abdon Batista, 342, próximo ao Mercado Municipal, com documentos de identidade (Carteira de Trabalho, CPF, RG) e CEP do endereço onde reside. O órgão funciona das 8 às 14 horas. 

Confira o quadro completo das vagas de emprego AQUI.

segunda-feira, 14 de março de 2016

Binário do Vila Nova vai receber radar e lombada eletrônica

Cruzamento do binário com Bento da Rocha terá radar
A Prefeitura de Joinville, por intermédio do Departamento de Trânsito (Detrans), vai acionar mais dez equipamentos eletrônicos de fiscalização de trânsito na primeira quinzena de abril. O conjunto integra o pacote com 100 equipamentos licitados em 2015 e prevê cinco radares fixos, um radar em semáforo e cinco lombadas eletrônicas. 

Para o bairro Vila Nova está prevista a instalação de um radar e uma lombada eletrônica. O radar fixo, com velocidade controlada de 60 km/h, será colocado no cruzamento da rua Leopoldo Beninca com Bento Torquato da Rocha. A lombada eletrônica ficará em frente à Escola Municipal Karin Barkemeyer, na rua São Firmino, e a velocidade será limitada a 40 km/h.

A instalação dos dois equipamentos atende pedido coletivo realizado pelo Conselho das Associações do Vila Nova - Cavin, Associação de Moradores do Vila Nova e Conselho de Segurança do Vila Nova - Conseg. 

Segundo o gerente de Trânsito do Detrans, engenheiro Samuel Gomes, do contrato contendo 100 equipamentos metade deles já foram instalados. Com os 10 que serão instalados em abril restam ainda 40% para execução. “O acionamento dos demais depende da liberação de recursos, mas deve ocorrer ao longo do ano”, prevê.

Os cinco radares fixos serão instalados nas ruas Dona Elza Meinert, bairro Costa e Silva; Leopoldo Beninca, bairro Vila Nova; São Paulo, bairro Bucarein e rua Timbó, bairro América. As lombadas eletrônicas vão para as ruas São Firmino, bairro Vila Nova; Visconde de Taunay, Atiradores; Santa Catarina, Floresta; Boehmerwald, mesmo bairro e Genaral Valgas Neves, bairro Atiradores. O radar em semáforo será instalado no cruzamento das rus Florianópolis e Guanabara, bairro Guanabara.

Locais para a Implantação de Radar Fixo:

1) Rua Dona Elza Meinert, 551
2) Rua Leopoldo Beninca, 354
3) Rua São Paulo, 2593
4) Rua Timbó, 1276

Locais para a Implantação de Lombada Eletrônica:

1) Rua São Firmino, 460
2) Rua Visconde de Taunay, 900
3) Rua Santa Catarina, 598
4) Rua Boehmerwald, 2200
5) Rua General Valgas Neves, 466

Local para a Implantação de Radar Semáforo:

1)Rua Florianópolis X Guanabara

Equipamentos já instalados

 Radar em semáforo

1- Rua Dr. João Colin x Rua Max Colin
2- Rua São Paulo x Rua Inácio Bastos
3- Av. Dr. Albano Schultz x Rua Princesa Isabel
4- Rua Hermann A. Lepper x Rua Otto E. Lepper
6- Rua das Cegonhas x Rua Frontin
7- Rua Max Colin x Rua Blumenau
8- Rua Monsenhor Gercino x Rua Fátima
10- Av. Paulo Schroeder x Rua Boehmerwald
11- Rua XV de Novembro X Rua Rodolfo Baumer
12- Av.Cel. Procópio Gomes X Inácio Bastos
13- Rua Blumenau x Rua Pres. Prudente de Moraes
14- Rua Florianópolis x Rua Graciosa
15- Av. Getúlio Vargas x Rua Inácio Bastos
16- Av. José Vieira X Rua Itaiópolis

Radar Fixo

17- Rua Areia Branca, 420
18- Rua Dona Francisca, 11657
19- Rua Guanabara, 1420
20- Rua Jarivatuba, 1150
21- Rua Pref. Baltazar Buschle, 630
22- Rua Camboriú, 300
23- Rua Boehmerwald, 600
24- Rua Comandante Paulo Serra, 580
25- Rua Marechal Luz, 500
26- Rua Ponte Serrada, 440
27- Rua Guaíra, 500
28- Rua Minas Gerais, 5350
29- Rua Rio Grande do Sul, 500
30- Avenida Kurt Meinert nº 1.072
31- Rua Graciosa, 1000
32- Rua Inácio Bastos, 770
33- Rua Papa João XXIII, 500
34- Rua Tuiuti, 1500
35- Rua Albano Schmidt, 1091
36- Rua Iririú, 1070
37- Av. Paulo Schroeder,1750
38- Av. Aluísio Pires Condeixa, 2700

Lombada Eletrônica

39- Rua Dona Francisca, 3651
40- Rua Santa Catarina, 1450
41- Rua Gothard Kaesemodel, 326
42- Rua Waldomiro José Borges, 6528
43- Rua Xavier Arp, 250
44- Rua Gothard Kaesemodel, 533
45- Rua Júpiter, 890
46- Rua Monsenhor Gercino, 3120
47- Rua Carlos Benack, 590
48- Rua São Paulo , 700
49- Rua Monsenhor Gercino, 6396

50- Rua Iririú, 246

sábado, 12 de março de 2016

Acredi realiza pré-assembleia neste sábado

Mais de 100 pessoas participaram da pré-assembleia da Cooperativa de Crédito Acredi neste sábado no bairro Vila Nova. No evento foram apresentados os resultados obtidos no ano de 2015 e as metas para 2016. A cooperativa, cuja sede no Vila Nova funciona na rua XV de Novembro esquina com rua São Brás, em frente ao terminal de ônibus, conta hoje com 16 mil associados na cidade. O número representa um crescimento de 15,4% em relação à 2014. Em Joinville são sete postos de atendimento e em breve será inaugurada mais uma unidade no bairro Itinga. No balanço do ano de 2015, a instituição teve sobras de R$ 1,1 milhão, que foram distribuídas nas cotas-capital dos associados. A assembleia geral da Acredi está marcada para o dia 19 de abril, às 19 horas, na Sociedade Alvorada. Foto: Adilson Girardi

sexta-feira, 11 de março de 2016

Feira do Vila Nova será realizada sábado, dia 19 de março

A primeira edição da Feira do Vila Nova em 2016 será realizada no terceiro sábado do mês, dia 19 de março, junto ao Terminal de Ônibus, das 9 às 14 horas. A feira é uma oportunidade para a venda de artesanatos diversos, alimentação caseira, roupas e calçados usados, livros, gibis e revistas, caldo de cana, entre outros. 

A participação é livre para pessoas que residem no bairro Vila Nova. Para quem vai vender artesanato não é necessário retirar licença. Já para quem vai comercializar alimentos ou bebidas é necessária a licença da Vigilância Sanitária. Para se inscrever e fazer parte da Feira do Vila Nova os interessados devem entrar em contato com a Fundação Cultural de Joinville (FCJ), pelo fone 3433-2190. 

A Feira do Vila Nova é uma promoção da Prefeitura de Joinville, através da Fundação Cultural, e tem o apoio logístico da Subprefeitura Oeste, do Sesc Comunidade e do Conselho das Associações do Vila Nova - Cavin.

quinta-feira, 10 de março de 2016

Vídeo Especial 165 anos: campo e cidade convivem na zona Oeste de Joinville

Domingo tem festa do palmito em Pirabeiraba

A Sociedade Rio da Prata, com apoio da Prefeitura de Joinville, promove no domingo (13) a terceira edição da Festa Regional do Palmito Cultivado. 

O evento deste ano homenageia a cidade de Joinville, que comemora aniversário de 165 anos, e a própria Sociedade Rio da Prata, que completa 70 anos de fundação.

A programação da festa começa às 9 horas de domingo, com abertura dos eventos e início das apresentações culturais. Entre as atrações, música de bandoneon, acordeom, violão e guitarra. Às 11 horas começa a ser servido o almoço típico à base de palmito.

No cardápio, pratos variados como palmito à moda Rio da Prata, risoto de palmito, pastel, cachorro quente com palmito picado, marreco, frango e pernil grelhados e a novidade desta edição, o strudel de palmito. Para o café da tarde haverá cucas, pães caseiros e café com leite.

As comemorações prosseguem à tarde com domingueira animada pelo conjunto musical Estrela de Ouro. O encerramento da festa está previsto para as 19 horas.

No local da festa haverá exposição e venda de produtos da cultura do palmito cultivado, produtos artesanais coloniais e artesanato da região.

Produção de palmáceas

A região Norte de Santa Catarina é uma das mais fortes produtoras de palmeiras cultivadas. O clima de calor com muitas chuvas beneficia a cultura. “Por ser uma espécie nativa da região amazônica, onde há muito sol e chuva, as palmeiras encontram um clima bastante favorável na região de Joinville e municípios vizinhos”, disse o engenheiro agrônomo Alexandre Visconti, da Epagri.

Na avaliação da Epagri, o cultivo de palmeiras para consumo de palmito ganha cada vez mais espaço entre as culturas de produção agrícola. Mais de três mil produtores rurais do litoral Norte catarinense têm na produção de palmeiras parte de sua renda.

O engenheiro agrônomo Onévio Zabot, gerente da Epagri em Joinville afirma que em algumas cidades, como Massaranduba, por exemplo, a cultura já ultrapassou a produção de bananas em área plantada. “A produção de palmito é uma grata surpresa para nós e hoje é uma cultura que cresce em média 10% ao ano”, comenta.

Espécies de palmito

Inicialmente centralizada no palmito juçara, a produção de palmáceas hoje se espraia para novos cultivares. A mais procurada por seu custo benefício é a palmeira pupunha. Também são cultivadas em menor escala as palmeiras real, imperial e algumas espécies híbridas.

A diversidade das espécies surge com as dificuldades e restrições inicialmente impostas ao corte da palmeira Euterpe Edulis (juçara). A partir daí entram em cena alternativas com menor impacto ambiental, como a palmeira real, palmeira imperial e a pupunha. “O mercado se ajusta com a demanda e nós precisamos levar o apoio técnico para os produtores”, diz Valério Schiochet, presidente da Fundação 25 de Julho.

Para fazer em casa

Rodela de Palmito Gratinada

300g de palmito rodela
50g de manteiga
10g de sal
Cebolinha verde

Modo de fazer: Derreter a manteiga, refogar as rodelas de palmito, aquecer bem em uma frigideira ou panela de ferro, depois salpicar o sal e a cebolinha verde. Feiro isto dispor o produto em um refratário, cobrir com a mussarela e levar ao forno já aquecido em 180 graus. Tirar do forno e servir. Se preferir pode ser usado molho de pimenta e servir com arroz branco. Elaboração: Chef Arnoldo Nehls.

Serviço:

3ª Festa Regional do Palmito Cultivado
Local: Sociedade Rio da Prata – SC 418, Km 7 – Pirabeiraba.
Data: 13 de março, domingo, a partir das 9 horas.
Quanto: Entrada R$ 10,00 - (a partir das 13h30); Estacionamento R$ 5,00.
Buffet: R$ 30,00 – Strudel: R$ 40,0 – Risoto R$ 35,00.

segunda-feira, 7 de março de 2016

Sesc promove curso de liderança comunitária

O Sesc de Joinville está promovendo um curso para formação de jovens lideranças comunitárias. O curso é de iniciativa da Junio Achievement, uma organização social, de caráter educativo e sem finalidade de lucro. Criada em 1919, beneficia, anualmente, mais de 10 milhões de jovens em 121 países. 

No modelo projetado para a capacitação, os estudantes analisam a situação da comunidade local, detectam um aspecto a ser melhorado, constituem uma organização comunitária, elaboram um projeto de serviço comunitário e praticam atitudes de liderança durante 12 semanas.

Através do Sesc Comunidade do Vila Nova alunos do ensino médio da Escola Maestro Francisco Manoel da Silva receberam convites para participar. O curso é gratuito e para fazer parte é preciso participar da reunião preparatória que será realizada dia 19 de março, às 14 horas, no Sesc. 

A ideia é formar pelo menos duas turmas com 30 alunos cada. Pessoas com idades entre 18 e 24 anos que queiram participar podem se dirigir ao Sesc Comunidade ou entrar em contato pelo telefone 3434-6991, falar com Vanderlei. 

O Conselho das Associações do Vila Nova - Cavin, apoia este projeto através da indicação de membros de diversas associações que queiram fazer parte do curso. O Jornal Notícias da Vila participa através da divulgação do projeto em todas as suas etapas. 


Alunos da Escola Karin Barkemeyer homenageiam Joinville

Os principais ícones da cidade de Joinville foram retratados em exposição por alunos do quarto ano da Escola Municipal Karin Barkemeyer, no bairro Vila Nova. O trabalho é em comemoração aos 165 anos da cidade, que se comemora no dia 9 de março, quarta-feira.  Segundo professora Cacieli Moy Braciak Batista, responsável pelas turmas que realizaram as maquetes, o objetivo era o de homenagear a cidade mostrando suas belezas e encantos. Assim, no pátio da escola estão diversas maquetes e desenhos do antigo mirante, da rua das Palmeiras, do Pórtico e do Moinho, da Arena Joinville, do cotidiano e da natureza. Foto: Adilson Girardi

sábado, 5 de março de 2016

Segurança na região rural é discutida em reunião entre Cavin e Associação da Estrada dos Morros

Moradores da região rural do bairro Vila Nova compareceram nesta sexta-feira na reunião conjunta entre o Conselho das Associações - Cavin e a Associação de Moradores da Estrada dos Morros. O tema principal da assembleia foi discutir alternativas para melhorar a segurança na região rural do bairro. Vários moradores da Estrada do Salto 1 estiveram presentes para acompanhar as discussões. Há uma semana uma mulher foi espancada por marginais na região rural durante assalto a propriedade rural. 

Entre as propostas sugeridas as de destaque foram a busca de infraestrutura de comunicação para o meio rural. "Se não tivermos estrutura para utilizar os meios eletrônicos de segurança, como rede celular e câmeras de monitoramento, fica difícil resolver o problema", disse Tarciso Jannig, que tem propriedade rural na região. 

Enquanto a estrutura não chega outra proposta encaminhada foi a de aperfeiçoar as redes de whattsapp através de antenas via rádio para que os moradores possam se comunicar em caso de suspeitas de ocorrências. "Também existe a possibilidade de ser ativada uma solução com utilização de programa com uso do GPS", disse Valdecir Wehmut, do Conselho de Segurança. 

Para o presidente da Associação, Ivo Juttel, que instalou câmeras na região da Estrada dos Morros é necessário unir esforços entre a comunidade organizada para melhorar a segurança, uma vez que a solução definitiva é difícil por causa da extensão da região rural e a escassez e policiamento.

O Cavin, a Associação de Moradores e o Conselho de Segurança também vão encaminhar ofício à Prefeitura para tentar a liberação do uso da fibra ótica que passa por estradas rurais para as escolas e para a Estação de Tratamento de Água. 

Foto: Adilson Girardi

sexta-feira, 4 de março de 2016

Escola Anaburgo dá largada ao projeto MovimentAção

Com um teatro apresentado pelas crianças do ensino fundamental foi dada a largada do projeto MovimentAção, na Escola Municipal Anaburgo, no Vila Nova. Os alunos mostraram uma série de brincadeiras que trazem algum tipo de ensinamento em sala de aula. No final, as turmas se separaram e participaram do piquenique da leitura. Em várias ilhas de leitura espalhadas pelo pátio da escola, os alunos estudaram de uma forma diferente. 

Prefeitura de Joinville instala linha exclusiva de ônibus para o Mirante da Boa Vista

As pessoas que pretendem visitar o Mirante da Boa Vista terão uma linha exclusiva – número 2015 - de ônibus para o transporte. Para o dia 9 de março, quando a estrutura será reaberta, esse serviço será oferecido gratuitamente à população, em virtude das comemorações dos 165 anos de Joinville.

Neste dia, a saída será de frente ao Ginásio Abel Schulz, na rua Rio Branco. O veículo utilizado é um micro-ônibus, com 40 passageiros, adaptado para pessoas com necessidades especiais.

O horário para esse dia é o mesmo de final de semana e feriados: saída cada 20 minutos, a partir das 8h até as 19h.

Itinerário: Estação Central - Rua Nove de Março, Av. Hermann A. Lepper, Rua Dona Francisca, Rua Saguaçu, Rua Pastor Guilherme Raul, Mirante, Rua Pastor Guilherme Raul, Rua Amazonas, Rua Biguaçu, Rua Dona Francisca, Rua Max Colin, Avenida Doutor Albano Schulz, Rua XV de Novembro. Haverá ponto de ônibus no Pórtico do Mirante da Boa Vista e no Zoobotânico.

Serviço do transporte para os demais dias

A partir do dia 10 de março linha número 2015 de transporte para o Mirante da Boa Vista vai sair do Terminal Central Urbano. Será cobrado o valor da passagem em vigência (veja abaixo). Já o desembarque será em frente ao Ginásio Abel Schulz, na rua Rio Branco. Durante a semana o serviço será operado com um micro-ônibus e, nos finais de semana e feriados, com dois.

Passagem: O valor da passagem de ida é 3,70 (antecipada) e R$ 4,50 (embarcada). Não será a cobrada a passagem de volta.

Horários: Durante a semana os horários do transporte são intercalados a cada 40 minutos, a partir das 7h50 até as 17h. Nos finais de semana e feriados os horário são intercalados a cada 20 minutos, a partir das 8h até as 19h. 

Itinerário: Estação Central - Rua Nove de Março, Av. Hermann A. Lepper, Rua Dona Francisca, Rua Saguaçu, Rua Pastor Guilherme Raul, Mirante, Rua Pastor Guilherme Raul, Rua Amazonas, Rua Biguaçu, Rua Dona Francisca, Rua Max Colin, Avenida Doutor Albano Schulz, Rua XV de Novembro. Haverá ponto de ônibus no Pórtico do Mirante da Boa Vista e no Zoobotânico.

OBS: No mirante, no momento, não haverá vagas para estacionamento de veículos de passeio. A orientação é que as pessoas utilizem micro-ônibus. 

Fonte: Prefeitura de Joinville. Foto: Adilson Girardi

quinta-feira, 3 de março de 2016

Ponte no Arataca será instalada terça-feira (8)

Nova estrutura no Arataca foi solicitada pelo CAVIN
A Prefeitura de Joinville e a Defesa Civil Municipal e Estadual vão instalar a ponte sobre o rio Águas Vermelhas, na Estrada Arataca, na próxima terça-feira, dia 8 de maio. As obras de confecção das cabeceiras foram concluídas nesta semana e já foram vistoriadas pelos setores responsáveis. 

O kit de transposição chega também na terça-feira e será imediatamente instalado. Por causa das constantes enchentes verificadas na região, o nível da nova ponte ficou  pelo menos 1,20 metro mais elevado que a ponte anterior. 

A antiga ponte, de madeira, foi retirada depois que caminhão comprometeu a estrutura, em outubro de 2015. Na época, o Conselho das Associações do Vila Nova - CAVIN, enviou ofício à Prefeitura solicitando uma solução tanto para esta ponte como para a da Estrada dos Portugueses. "Em resposta, a Prefeitura sinalizou com a liberação dos dois kits de transposição junto à Defesa Civil Estadual", informou o presidente do Conselho, Elpídio Zimmermann. 

Em caso de chuvas, a instalação dos kits pode ser adiada. 

Foto: Adilson Girardi

terça-feira, 1 de março de 2016

Assalto e violência na zona rural do Vila Nova

Moradores protestaram e pediram mais segurança para a região
Dona Felisbina Wagner Koentopp, de 55 anos, estava em casa. Uma propriedade rural localizada na região da Estrada do Salto 1, no bairro Vila Nova. Era sábado por volta das 15 horas e o marido, seu Geraldo Koentopp, estava na roça trabalhado. Felisbina também trabalhava cortando ração para o gado quando três rapazes a chamaram já dentro do pátio para pedir alguma coisa. Foi ela virar as costas para ir desligar a máquina e eles anunciarem o assalto, já com arma em punho. Daí por diante foi uma covardia. 

Os marginais levaram a vítima para dentro da casa e começaram o espancamento. Em busca de dinheiro, eles não tiveram pressa. "Pararam de bater talvez porque acharam que ela havia morrido", disse a filha Solange. Depois que fugiram, dona Felisbina ainda encontrou forças para acionar uma espécie de campainha que o casal mantinha em casa para alguma emergência. 

Seu Geraldo ouviu o chamado e logo correu para casa, prevendo algum problema sério. A vítima conseguiu de algum jeito se desvencilhar dos arames que a amordaçavam e ligou para a filha Solange, que veio rapidamente, acionou a Polícia Militar e levou a mãe para o hospital. 

O resultado, além do dinheiro levado, foram dois ossos do nariz e um do maxilar quebrados, hematomas pelo rosto todo e o trauma pela agressividade dos bandidos. "É terrível a situação que passamos. Não desejo isso nem para o pior inimigo", disse Solange.

Agora dona Felisbina vai precisar fazer uma cirurgia para correção do maxilar. "Antes vai ter que esperar desinchar o rosto, que ficou bastante debilitado", comentou Solange. Mas a maior preocupação agora é voltar para casa, numa situação de risco iminente. 

Nesta terça-feira os familiares e moradores da região se uniram para protestar. Todos são unânimes em afirmar que falta segurança no meio rural. "Nos finais de semana isso aqui é o caos. Ninguém respeita a propriedade alheia", disse uma moradora que não quis se identificar. 

Atraídos pelas belezas naturais e pelos rios que cortam a região, os turistas de fim de semana talvez não imaginem que no meio deles há marginais que se aproveitam da situação de abandono para atacar famílias inteiras. 

Para o presidente do Conselho das Associações, Elpídio Zimmermann, não há solução imediata para este tipo de problema. "O que se pode fazer são medidas paliativas, como a instalação de câmeras de segurança, a presença mais constante da polícia e da Guarda Municipal na região, para quem sabe inibir a ação dos bandidos", avaliou.

Na próxima sexta-feira a Associação de Moradores da Estrada dos Morros se reúne em assembleia. Os moradores prometem comparecer para juntos buscarem soluções para o perigo que ronda toda a região rural. 

Foto: Adilson Girardi

Concurso da Prefeitura - Nota de Esclarecimento

NOTA DE ESCLARECIMENTO – PREFEITURA DE JOINVILLE
Joinville, 
01/03/2016 07:57:58

A Prefeitura de Joinville esclarece que não há nenhum edital de inscrição para concurso público do Município em andamento. As informações divulgadas sobre este assunto nas redes sociais são falsas.