circulando na vila

Bem vindo a este espaço, que se propõe divulgar as principais notícias do Vila Nova e região. Participe, com sugestões, ideias, fotografias...

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Seis bairros com abastecimento comprometido nesta sexta (29)

A Companhia Águas de Joinville informa que, por causa de serviços de melhoria na rede de água, os bairros Aventureiro, Jardim Paraíso, Jardim Sofia, Vila Cubatão, Vila Nova (Anaburgo e laterais) e Zona Industrial devem ter o abastecimento comprometido nesta sexta-feira (29).
Dois serviços serão realizados. Das 8 às 12 horas, uma equipe da Companhia realizará o trabalho de manutenção na rua dos Suíços. Já no cruzamento das ruas Tuiuti e Santos Dumont, o serviço, que também inicia às 8 horas, deve ser concluído às 14 horas.
Com a conclusão dos trabalhos, o abastecimento de água no bairro Vila Nova e na Zona Industrial deve normalizar durante a tarde de sexta. Nos bairros Aventureiro, Jardim Paraíso, Jardim Sofia e Vila Cubatão, a normalização do sistema ocorre durante a noite.
A Águas de Joinville pede a compreensão de todos e reforça a necessidade de caixa-d’água e do consumo consciente. Mais informações pela central de atendimento 115.

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Prefeitura executa drenagem em rua do Vila Nova

A Prefeitura de Joinville, através da Subprefeitura da Região Oeste, realiza nesta quarta-feira (27) a drenagem da rua Ferdinando Catafesta, uma lateral da Estrada Anaburgo, no bairro Vila Nova. 

No local serão instalados 50 tubos de 40cm. A obra substitui antiga drenagem, que estava obstruída por causa da erosão e vai beneficiar as 30 famílias que residem no local.

Ainda na região do Anaburgo, a Subprefeitura iniciou as obras de aterro nas cabeceiras da ponte sobre o rio Motucas. No local, a Prefeitura instalou, em parceria com a Defesa Civil Estadual, um kit de transposição, com 6,25m de largura e 13m de comprimento. A previsão é de que a ponte seja liberada para o trânsito em uma semana. Em caso de chuvas o prazo será prorrogado.

A Subprefeitura Sudoeste atua nesta quarta-feira com roçadas nas ruas Tancredo Neves, no bairro Morro do Meio e nas ruas Minas Gerais e da Associação de Moradores Minas Gerais, no bairro Nova Brasília. Serviços de patrolamento e de limpeza de valas são realizados na rua Lagoa Dourada. 

Interdição de via

A Estrada dos Suíços está com interdição total nesta quarta-feira. No local foram iniciados os trabalhos de drenagem para posterior pavimentação asfáltica. 

A obra é executada em parceria pelo Governo do Estado e a empresa Krona. A opção para o tráfego de veículos é a rua XV de Novembro e as rua São Firmino e Leopoldo Beninca, no binário do Vila Nova.

Foto: Phelipe José/Secom

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

IPVA de veículos com final 1 deve ser pago até o dia 1º de fevereiro

Proprietários de veículos com placa final 1, que não optaram pelo parcelamento do IPVA 2016, têm até a próxima segunda-feira, 1º de fevereiro, para quitar sua obrigação em cota única, sem multa. O prazo para parcelamento do imposto terminou no dia 10 de janeiro. Quem tiver veículo com placa final dois já deve programar o pagamento do IPVA, cujos prazos começam a vencer no dia 10 de fevereiro.

A SEF, responsável pelo recolhimento do imposto, lembra que os vencimentos dependem do final da placa do veículo, mas os contribuintes podem antecipar o pagamento a qualquer momento. A guia de pagamento, taxas, multas e seguro DPVAT podem ser emitidos na internet e paga nas agências bancárias conveniadas: Banco do Brasil, Bradesco, Itaú, Santander, Caixa Econômica Federal, Sistema Bancoob/Sicoob, HSBC, Sicredi e Cecred.

A quitação é um dos requisitos para licenciar o veículo. O não pagamento também implica em Notificação Fiscal, com multa de 50% do valor devido, mais juros SELIC ao mês ou fração. Para saber qual o valor do IPVA do seu carro, acesse a tabela disponível no site da Secretaria da Fazenda, aqui.Para pagar, clique aqui.

Imposto está 4% menor em SC

O valor do IPVA 2016 está em média 4% menor para os proprietários de veículos em Santa Catarina. A base de cálculo do imposto é o valor de mercado do veículo aferido pela tabela Fipe (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas) ao Estado. A previsão da Fazenda é arrecadar R$ 1,56 bilhão com IPVA em 2016. O valor corresponde a quase 10% da arrecadação própria do Estado. Desse total, 50% serão repassados no ato do recolhimento ao município onde o veículo estiver emplacado.

A receita do imposto não é exclusiva para obras viárias. Em Santa Catarina, a inadimplência gira em torno de 3%, e as alíquotas do imposto variam entre 1% e 2% (veja abaixo). No Rio Grande do Sul, é 3%; no Paraná, 3,5; e em São Paulo, 4%. Atualmente, o Estado conta com uma frota de aproximadamente 4,5 milhões de veículos. O total de veículos tributados é de 3,1 milhões. Os demais têm isenção (veículos antigos, táxis e portadores de deficiência).

Fonte: Secretaria de Estado da Fazenda de Santa Catarina.

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

Estrada dos Suíços tem interdições por conta da obra de pavimentação

A Estrada dos Suíços, no trecho entre a empresa Krona e a Rodovia do Arroz, deve sofrer interdições totais e parciais nos próximos meses. O transtorno vem para melhorar a situação da via, que será pavimentada e por isso terá máquinas na pista constantemente. 
A obra de pavimentação é uma parceria entre a Krona e o Governo do Estado, com recursos adiantados pela empresa e que depois serão descontados de impostos estaduais. O trecho de aproximadamente 500 metros vai contemplar toda infraestrutura necessária, como calçadas, ciclofaixas, sinalização vertical e horizontal e o trevo de acesso à Rodovia do Arroz. 

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Vídeo semanal do Jornal Notícias da Vila

No vídeo desta semana do Jornal Notícias da Vila você acompanha reportagens sobre a Unidade de Saúde Vila Nova 1; atividades do Sesc Comunidade neste início de ano; a instalação do kit de transposição na ponte sobre o rio Motucas, na Estrada dos Portugueses; os perigos e cuidados dos banhos de rio na região rural e as aulas de Zumba na Associação de Moradores Nova Vila. Veja o vídeo AQUI

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Fundação 25 de Julho inicia entrega de alevinos de tilápias

Foto Phelipe José/Secom
Aproximadamente 60 mil alevinos foram comercializados na primeira semana da safra 2016 de tilápias na Fundação 25 de Julho, em Pirabeiraba. A projeção do setor para o ano é de que pelo menos 600 mil unidades sejam vendidas no período.


O público que procura a Fundação para adquirir filhotes de tilápia é composto por três tipos de consumidores: agricultores de subsistência, piscicultores amadores e produtores rurais voltados à produção comercial.

O agricultor Alfredo Artmann produz tilápias há 30 anos. Morador da Estrada do Pico, em Pirabeiraba, o produtor tem 11 lagoas em sua propriedade e garante que vender peixe ainda é um bom negócio. “Estou levando hoje dois mil alevinos, mas vou precisar de mais”, adianta.

Valdir Niehues e Ricardo Lepper vão investir na piscicultura pela primeira vez. Compraram 20 mil filhotes de tilápia para criar em lagoas na Estrada do Salto II, região rural do bairro Vila Nova. “Em mais ou menos 9 meses queremos começar a comercializar peixes com 700 ou 800 gramas”, prevê Valdir. A estimativa de lucro é de R$ 1 para cada alevino.

A piscicultura é atividade que vem atraindo cada vez mais adeptos no meio rural da cidade. Com produção de 800 toneladas ao ano, a modalidade já é a terceira maior atividade agrícola do município, ficando atrás somente do arroz e da banana.

Hoje são 219 produtores oficialmente cadastrados. Destes, 58 são considerados profissionais, que têm na produção de peixes sua principal fonte de recursos. Outros 161 são semiprofissionais, para quem a piscicultura é segunda opção de renda. Fora estes, existem ainda mais de mil produtores ocasionais, que se espalham por toda região rural.

Incentivo à produção

Hoje a Fundação 25 de Julho vende os alevinos que produz. Mas este modelo vai mudar. Segundo o presidente Valério Schiochet, a partir do próximo ano a ideia é de encerrar as vendas e promover a doação de alevinos para famílias de produtores de subsistência, como forma de incentivar o cultivo. “Nosso foco não é competir com produtores de alevinos profissionais”, explica.

Uma nova modalidade de cultivo também deve começar a funcionar neste ano. O cultivo de espécies nativas. Com esta ação a Fundação pretende resgatar a produção e o consumo de outros tipos de peixe, tradicionais no meio rural joinvilense, conciliando a produção com o plano de manejo das Áreas de Proteção Ambiental. “Um exemplo é o lambari, que tem forte comercialização em outros centros e em Joinville sua produção pode ser potencializada”, avalia Schiochet.

Equipe especializada

Com uma equipe formada por 10 pessoas, a Fundação conta com gente especializada no assunto. O engenheiro agrônomo Roberto Hoppe, responsável pelo setor, tem mestrado em aquicultura.

Outra mestra na área é a oceanógrafa Fernanda de Queiroz, que atua no laboratório de alevinos e faz o acompanhamento da produção junto aos agricultores. O setor ainda conta com a veterinária Suzane Pahl-klitp, o técnico agrícola Marciano Lopes e mais seis servidores que atuam na estação.

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

Prefeitura e Defesa Civil Estadual instalam kit de transposição na Estrada dos Portugueses

A Prefeitura de Joinville e a Defesa Civil Estadual instalaram nesta quarta-feira (20) um kit de transposição de obstáculo sobre o rio Motucas, na Estrada dos Portugueses, bairro Vila Nova. O kit substitui a antiga ponte de madeira que caiu em 22 de setembro de 2015 após a passagem de um caminhão. Neste intervalo os moradores passavam por um pontilhão provisório.

A nova estrutura é composta por cinco vigas de concreto de 6,25 metros de largura por 12 metros de comprimento. “Agora a passagem fica mais segura para a passagem dos moradores da região”, disse Márnio Pereira, gerente da Defesa Civil de Joinville. A obra beneficia diretamente mais de 200 famílias da região. 

No final do ano passado, equipe da Unidade de Obras da Seinfra concluiu a obra de instalação das cabeceiras, que servem de sustentação das vigas. Com o kit de transposição instalado,  a Subprefeitura da Região Oeste realizará o trabalho de aterro das cabeceiras para permitir o retorno do tráfego na Estrada dos Portugueses. A previsão para que este trabalho esteja concluído é de duas semanas. 

A instalação do kit é resultado de uma parceria entre a Defesa Civil estadual, municipal, Subprefeitura e Seinfra. Outro kit de transposição será instalado na Estrada Arataca, que faz a ligação entre os bairros Vila Nova e São Marcos.


Segundo o coordenador da Defesa Civil Estadual, Antônio Edival Pereira, o kit para a ponte da Estrada Arataca já está disponível. “Estamos aguardando a conclusão dos trabalhos de construção das cabeceiras, pela Prefeitura, para depois trazer a ponte de concreto”, disse.

Pedido da comunidade


Para o presidente do Conselho das Associações do Vila Nova (Cavin), Elpídio Zimmermann, a instalação do Kit atende ao pedido da comunidade. “É uma reivindicação que fizemos à Prefeitura em benefício desta região e também para os moradores da Estrada Arataca”, afirmou. 

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Vídeo: Onça à solta no Vila Nova

Uma onça está andando livremente pelo bairro Vila Nova. O animal foi visto no interior de um terreno nas proximidades da Escola Bernardo Tank, no loteamento Baumer. Moradores acionaram a Polícia Ambiental, que esteve no local mas não conseguiu capturar a onça. Mais tarde, ela ainda foi vista pulando os muros da escola e passeando pelas redondezas. Provavelmente o felino saiu da mata existente nos fundos do loteamento em busca de alimento. Se alguém avistar o animal deve comunicar à Polícia Ambiental. No vídeo cedido por moradores é possível observar e ouvir os ruídos do animal.

video

sábado, 16 de janeiro de 2016

Pavimentação da Estrada dos Suíços inicia na próxima semana

Uma parceria entre a empresa Krona e o Estado para pavimentação da rua dos Suíços começa a sair do papel na semana que vem. O trecho contemplado será entre a entrada da Krona e a Rodovia do Arroz. A obra sai graças à aplicação direta de impostos estaduais adiantados pela empresa, que se encarregou da contratação da pavimentação. Além do benefício para a empresa, que tem a via como principal caminho para escoar sua produção, moradores do bairro também ganham mais uma opção de tráfego pavimentado dentro do bairro. O projeto contempla espaços para ciclistas, sinalização vertical e horizontal e o trevo de saída na Rodovia do Arroz. 

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Vídeo Semanal Notícias da Vila


Circulando na Vila

Safra de arroz

A safra 2015/2016 de arroz em Joinville já apresenta prejuízos para os rizicultores. A causa dos danos foi o excesso de chuva, que impediu o desenvolvimento dos grãos e também facilitou a proliferação de pragas na lavoura. Para economizar com a colheita e ganhar tempo, alguns agricultores chegaram a descartar 100% da plantação esperando a melhora do tempo e a oportunidade de fazer novo plantio. Segundo estimativa da Fundação 25 de Julho, aproximadamente 30% da safra ficou comprometida. 

Segurança

A Associação de Moradores da Estrada dos Morros foi a primeira na região do Vila Nova a instalar câmeras de segurança em trechos de sua área de abrangência. A modalidade é autorizada pela lei nº 8.167, de 21 de dezembro de 2015, que permite a implantação das câmeras de segurança nos logradouros públicos no Município de Joinville por Associações e Conselhos Comunitários de Segurança. Os equipamentos estão instalados na Estrada dos Morros, nas imediações da sede provisória da Associação de Moradores. 


Biometria

O prazo para o cadastramento termina em 22 de março de 2016. O eleitor que não atender ao chamado da Justiça Eleitoral terá seu título cancelado e, entre outras sanções, fica impedido de votar, inscrever-se em concurso público e tirar passaporte. O local para fazer o cadastro biométrico fica na rua Otto Boehm, 71, Centro da cidade. O horário de atendimento é de segunda a sexta, das 9 às 18 horas.

Novidades

Para este início de 2016 o espaço Circulando na Vila inaugura um novo formato de informar a comunidade. Ainda em janeiro vai ao ar um vídeo semanal com as principais informações do bairro Vila Nova e região Oeste de Joinville. O vídeo será disponibilizado pelas redes sociais todas as sextas-feiras.

Atividades no Sesc

Aos poucos o Sesc Comunidade vai retomando as atividades no ginásio de esportes. Dia 16 volta a Zumba. Em seguida, no dia 18, recomeçam as aulas de dança sênior. Dia 26 começa o Muay Thai, com aulas às terças e quintas. O karatê shotokan inicia dia 16 de fevereiro e tem aulas terças e quintas também. Dia 8 de fevereiro voltam as aulas de hip hop, às segundas e quartas. As atividades da Felej retornam depois do Carnaval.  Mais informações pelo telefone 3434-6991.

Ponte do Piraí

Em dezembro de 2015 as chuvas com ventania derrubaram a cobertura da ponte sobre o rio Piraí, na região rural do Vila Nova. A ponte, tombada pelo patrimônio histórico municipal, teve também sua estrutura danificada pela força das águas e do vento. Ainda em dezembro a Associação de Moradores da Estrada do Sul e Blumenau e o Conselho das Associações do Vila Nova – Cavin, enviaram ofício à Prefeitura para discutir uma solução definitiva para a ponte.

Proposta

A ideia da comunidade é sugerir a construção de uma ponte em concreto, com vão, largura e cobertura semelhantes à existente em Pirabeiraba, possibilitando a passagem de máquinas agrícolas para escoar a produção rural. A alternativa, pela Rodovia do Arroz, é perigosa por causa da falta de acostamentos e vias marginais. Há uma proposta também de se buscar ajuda na Defesa Civil estadual, com a cessão de kits de transposição, ação que depende de projeto da Secretaria de Infraestrutura.

Patrolamento

As ações de patrolamento e ensaibramento nas ruas do bairro Vila Nova, depois do período de chuvas, ainda não retornaram à normalidade. Mesmo com o tempo de sol, o serviço é executado por só uma das duas motoniveladoras. A patrola contratada junto à empreiteira está parada por causa de atraso nos pagamentos. A Subprefeitura aguarda ainda para este mês de janeiro a regularização financeira para dispor do equipamento.

Recapes

Quando a Prefeitura elaborou o projeto para recapeamento de ruas na cidade, o Conselho das Associações do Vila Nova – Cavin, encaminhou pedido para contemplar 10 ruas do bairro Vila Nova. Oito delas entraram na listagem. Agora a Prefeitura liberou o primeiro lote de ruas a serem repavimentadas. No Vila Nova entraram duas: A Bento Torquato da Rocha e a Paulo Schneider.  As obras têm prazo até abril para serem concluídas.

Saúde rural


A Secretaria da Saúde vai executar o projeto para a construção de uma nova unidade de saúde na região rural. O espaço ocupado atualmente, na Rodovia do Arroz, comunidade Santo Antônio, é alugada. Em 2006 a Prefeitura adquiriu um terreno, com 2.500 metros quadrados, para a construção do posto. O imóvel fica na esquina da Rodovia do Arroz com a Estrada Dedo Grosso, em frente ao Bar Canarinho. 

sábado, 9 de janeiro de 2016

Câmeras gravam assalto a panificadora no Vila Nova

Câmeras de vídeo instaladas em uma panificadora do bairro Vila Nova registraram a ação de dois assaltantes no início da noite de sexta-feira. Dois jovens entraram no estabelecimento com capacete na cabeça, chegaram a mostrar o rosto e em seguida com uma arma em punho anunciaram o assalto. Na hora não havia clientes dentro da panificadora e o proprietário estava sozinho no balcão. Os assaltantes levaram todo o dinheiro do caixa e fugiram com uma motocicleta. De posse das imagens, as autoridades policiais trabalham para identificar os criminosos. Veja as imagens do assalto AQUI

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Associação da Estrada dos Morros é pioneira na instalação de câmeras no Vila Nova

A Associação de Moradores da Estrada dos Morros foi a primeira na região do Vila Nova a instalar câmeras de segurança em trechos de sua área de abrangência. A modalidade é autorizada pela lei nº 8.167, de 21 de dezembro de 2015, que permite a implantação das câmeras de segurança nos logradouros públicos no Município de Joinville por Associações e Conselhos Comunitários de Segurança.
Os equipamentos estão instalados na Estrada dos Morros, nas imediações da sede provisória da Associação de Moradores. 

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Prefeitura prepara base para ponte na Estrada Arataca

Seinfra prepara estrutura das cabeceiras no Arataca
A Prefeitura de Joinville, por meio da Secretaria de Infraestrutura Urbana, está executando as obras de base para a instalação da ponte sobre o rio Águas Vermelhas, na Estrada Arataca, no bairro Vila Nova. A estrutura que foi danificada em 2015 será substituída por um kit de transposição da Defesa Civil Estadual. 

A responsabilidade pela construção das cabeceiras ficou a cargo da Prefeitura. Segundo a Defesa Civil do Município, a previsão é de que esta estrutura esteja concluída em mais duas semanas. "Depois disso vamos conversar com representantes do Estado para a liberação do kit de transposição", disse Márnio Pereira, gerente da Defesa Civil. 

Conforme o blog Circulando na Vila já havia adiantado, o kit de transposição para a ponte da Estrada dos Portugueses, na região do Anaburgo, será entregue dia 19 de janeiro. No local os moradores instalaram, em parceria com a Subprefeitura de Pirabeiraba, uma passagem provisória com madeira. 

A substituição das pontes de madeira por estruturas de concreto, na Estrada Arataca, Estrada dos Portugueses e agora na Estrada Blumenau, no Piraí, são solicitações das Associações de Moradores e do Conselho das Associações do Vila Nova - Cavin. 

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

Prejuízos na safra de arroz

A safra 2015/2016 de arroz em Joinville já apresenta prejuízos para os rizicultores. A causa dos danos foi o excesso de chuva, que impediu o desenvolvimento dos grãos e também facilitou a proliferação de pragas na lavoura. Para economizar com a colheita e ganhar tempo, alguns agricultores chegaram a descartar 100% da plantação esperando a melhora do tempo e a oportunidade de fazer novo plantio. Segundo estimativa da Fundação 25 de Julho, aproximadamente 30% da safra ficou comprometida. 

Cepat oferece vagas de emprego com salários que chegam até R$ 3 mil

O Centro Público de Atendimento ao Trabalhador (Cepat), órgão da Prefeitura de Joinville vinculado à Secretaria de Integração e Desenvolvimento Econômico (Side) está oferecendo vagas de emprego para várias especialidades com salários que variam de R$ 1.086,00 a R$ 3.000,00. As vagas são para homens e mulheres que já tenham seis meses de experiência na função.

O único emprego em que não é informado o salário é para o cargo de analista de recursos humanos. O único pré-requisito é que os candidatos tenham ensino superior completo. A vaga é para trabalho no bairro Itaum.

Para o bairro Atiradores são oferecidas vagas para auxiliar de limpeza, com salário inicial de R$ 1.086,00, e auxiliar de mecânico de autos, com salário inicial de R$ 1.300,00. Esta vaga pode ser preenchida por pessoa com deficiência.

Para trabalhar na área central são oferecidas vagas de contador (ensino superior completo) com salário inicial de R$ 3.000,00, e recepcionista de hotel (ensino médio completo), com salário inicial de R$ 1.350,00.

Para os bairros América e Santo Antônio são oferecidas vagas para montador de centrais elétricas e técnico em manutenção de equipamentos de informática, com salários iniciais na faixa dos R$ 1.140,00.

Os interessados devem comparecer à sede do Cepat, à rua Abdon Batista, 342, próximo ao Mercado Municipal, com documentos de identidade (Carteira de Trabalho, CPF, RG) e CEP do endereço onde reside.

Fonte: Prefeitura de Joinville

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Tem pesquisa no Circulando na Vila - Qual sua opinião?

O Blog Circulando na Vila iniciou nesta segunda-feira uma pesquisa de opinião. Queremos saber qual a área onde o poder público mais precisa melhorar. São cinco opções: Manutenção de ruas, saúde, educação, lazer e segurança. A enquete ficará no ar por 30 dias. Dia 5 de fevereiro divulgaremos os resultado neste espaço.

Para votar, basta acessar o blog e clicar na opção, no lado esquerdo superior da tela. 

Prefeitura de Joinville inicia nesta terça-feira (5) atendimento especial do IPTU

A Prefeitura de Joinville inicia nesta terça-feira (5), no Centreventos Cau Hansen, atendimento especial do IPTU 2016. No local, das 8 às 17h30 – sem intervalo para o almoço -, o contribuinte poderá esclarecer dúvidas sobre o tributo, solicitar segunda via do carnê ou efetuar o pedido de isenção. O atendimento vai até o dia 5 de fevereiro, de segunda a sexta-feira. 
Na estrutura montada no Centreventos Cau Hansen estarão trabalhando 30 servidores – 15 em cada período –, com capacidade para realizar cerca de 1.800 atendimentos diários. “O contribuinte poderá encontrar todas as informações sobre o IPTU no próprio carnê, mas se as dúvidas persistirem, ele terá poderá esclarecê-las no serviço especial”, acrescenta o secretário da Fazenda, Flávio Henrique Alves.

O mesmo atendimento oferecido no Centreventos Cau Hansen poderá ser encontrado pelos contribuintes nas oito Subprefeituras. Neste período, de 5 de janeiro a 5 de fevereiro, não haverá atendimento para o IPTU no setor de Atendimento ao Cidadão, no piso térreo da Prefeitura.

A Secretaria da Fazenda espera arrecadar com o IPTU neste ano cerca de R$ 120 milhões. Deste total, boa parte deve entrar nos cofres da Prefeitura nesta quarta-feira, dia 6, quando vence o primeiro prazo para o pagamento à vista com 10% de desconto. O segundo prazo será no dia 11 de fevereiro com 8% de desconto.

Hoje o índice de adimplência do IPTU (pessoas que pagam o tributo) é de 73%, segundo a Secretaria da Fazenda. “É o número que pode ser considerado bom se comparado a outros municípios, mas que pode ser ainda melhor em Joinville”, observa o secretário Flávio Alves.

Todas as informações sobre o IPTU 2016 também pode ser acessadas pela internet por meio do site da Prefeitura (www.joinville.sc.gov.br). No preenchimento do cadastro são solicitados no número da inscrição imobiliária do imóvel e o número do CPF do proprietário.

Locais de atendimento especial do IPTU
Centreventos Cau Hansen, de segunda a sexta-feira das 8 às 17h30, sem intervalo para o almoço, mediante a entrega de senhas. Também em todas as oito Subprefeituras nos bairros

Serviços
Serviços que podem ser solicitados presencialmente no Centreventos Cau Hansen ou nas Subprefeituras:
- 2ª Via do Carnê do IPTU
- Revisão do valor do IPTU, em caso de erros ou dúvidas
- Isenção do IPTU, para pessoas de baixa renda e outras
- Imunidade de IPTU, para instituições legalmente desobrigadas do pagamento

Serviços que podem ser solicitados via internet, no site da Prefeitura de Joinville (Prefeitura Digital).
- 2ª via do carnê do ITPU
- Revisão do IPTU

Como pagar o IPTU

O IPTU pode ser pago à vista, com desconto, ou parcelado em dez vezes. No próprio carnê há orientações para quem quer pagar à vista ou de forma parcelada.
Descontos
10% de desconto - para pagamento à vista até 6 de janeiro de 2016 
8% de desconto - para pagamento à vista até 11 de fevereiro de 2016.
Parcelamento

Para o pagamento parcelado, pague a primeira parcela até 6 de janeiro de 2016. A última parcela vencerá em outubro de 2016.
Onde pagar
O pagamento do IPTU pode ser feito nas agências da Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Sicob ou em qualquer casa lotérica. 
Estas são as agências que se credenciaram junto à Prefeitura de Joinville para processar o IPTU 2016. Não é possível fazer o pagamento em outros bancos.
Reajuste

O IPTU 2016 de Joinville foi corrigido em 9,93%, de acordo com a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) para os últimos 12 meses.
Aumentos além do reajuste

O valor de alguns carnês pode ser corrigido para mais ou para menos do que o valor da inflação, por causa de alterações cadastrais no imóvel. 

Os casos mais comuns são as mudanças de uso do imóvel (de residencial para comercial, por exemplo), ou de tamanho (quando há ampliação ou demolição). 

Todas as alterações cadastrais estarão descritas na página 2 do Carnê do IPTU.

Fonte: Prefeitura de Joinville. Foto: Rogerio da Silva

Calendário escolar da rede municipal para 2016

A Secretaria de Educação de Joinville divulgou o calendário letivo de 2016. As aulas iniciam no dia 10 de fevereiro para 65 mil alunos atendidos em 83 escolas e 65 Centros de Educação Infantil (CEIs) da rede municipal de ensino. Os professores começam antes, no dia 3 de fevereiro.

Conforme o calendário de 2016, o recesso escolar será entre os dias 18 e 29 de julho, com os alunos retornando às atividades no dia 1º de agosto. As aulas seguem até 15 de dezembro. 

Plantão em janeiro

Haverá plantão de atendimento entre os dias 19 e 29 de janeiro no CEI Jorge Luiz Vanderwegen, bairro Itaum, e no CEI Odorico Fortunado, bairro Aventureiro, para pais que já solicitaram atendimento. Os professores que vão atuar nesse plantão se reúnem no dia 18 de janeiro, para planejamento das atividades. 

Calendário escolar 2016
Início: 10 de fevereiro
Recesso escolar: 18 a 29 de julho.

Retorno no dia 1º de agosto.
Término: 15 de dezembro

sábado, 2 de janeiro de 2016

Últimos meses para fazer o cadastro biométrico

Os eleitores de Joinville que ainda não fizeram o cadastro biométrico devem se dirigir ao posto de atendimento da cidade portando documento oficial de identificação com foto, comprovante de residência (emitido nos últimos três meses) e título de eleitor (se existente).

Para o primeiro alistamento, os homens maiores de 18 anos devem apresentar quitação militar. Já para os maiores de 70 anos de idade, a biometria só é necessária se o idoso quiser continuar a exercer o direito do voto.

O cadastramento biométrico tem por finalidade tornar as eleições ainda mais seguras na identificação dos eleitores e prevenir a migração irregular entre municípios. Durante o procedimento, os eleitores confirmam à Justiça Eleitoral que são eleitores da localidade onde estão inscritos, além de terem suas digitais e foto colhidas.

O prazo para o cadastramento termina em 22 de março de 2016. O eleitor que não atender ao chamado da Justiça Eleitoral terá seu título cancelado e, entre outras sanções, fica impedido de votar, inscrever-se em concurso público e tirar passaporte.

O local para fazer o cadastro biométrico fica na rua Otto Boehm, 71, Centro da cidade. O horário de atendimento é de segunda a sexta, das 9 às 18 horas.

sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

Acordo ortográfico da língua portuguesa começa a valer hoje

Começa a valer neste dia 1º de janeiro o acordo ortográfico para os países que utilizam a língua portuguesa. Com a mudança, regras como o uso do hífen, a quantidade de letras do alfabeto, a acentuação das palavras, entre outros passam a ter nova redação e serão consideradas padrão no vocabulário no Brasil e em outros países. 
Confira abaixo algumas mudanças:

ALFABETO

- O alfabeto, que tinha 23 letras, passar a ter 26, com a inclusão do “k”, do “w” e do “y”. Porém, serão usadas somente em palavras e nomes estrangeiros e seus derivados e também em siglas e símbolos.

ACENTUAÇÃO

- Não será mais colocado o acento circunflexo em palavras em que as vogais “e” e “o” dobrarem, como voo, enjoo, creem e veem (anteriormente, eram escritas “vôo”, “enjôo”,
“crêem” e “vêem”).

- Desligue o piloto automático! Os verbos “ter” e “vir” continuam com a conjugação e a
grafia normais na terceira pessoa do plural do indicativo: eles/elas têm, eles/elas vêm.

- Também perdem o acento as paroxítonas com ditongo aberto, como idéia (que agora
será escrita ideia), heróico (nova grafia: heroico) etc.

- O acento agudo nas letras “i” e “u” também não existe mais quando vierem depois de
ditongos nas paroxítonas. Exemplos: feiúra (nova grafia: feiura) e baiúca (baiuca). Perdem o acento no “u” tônico as formas com acento na raiz nos grupos “que” e “qui”, “gue” e “gui”. Por exemplo, o verbo argúi passa a ser grafado argui.

HÍFEN

Quando será usado:

- Nas palavras com prefixo, só será usado hífen quando a palavra seguinte começar com a mesma letra que termina a primeira. Exemplos: super-realista, antiinflamatório, contra-atacar, micro-ônibus, sub-bacia.

- Nas palavras que começam pela letra “h”. Exemplos: super-homem, super-herói, anti-histamínico. Não será mais usado o hífen quando o prefixo terminar em vogal e a segunda palavra começar com as letras “r” ou “s”. Nesse caso, essas letras serão dobradas. Por exemplo: ultra-som (grafia antiga) passa a ser escrito ultrassom; contra-regra (grafia antiga) passa a ser contrarregra.

- Palavras com três ou mais elementos só levam hífen se forem nomes de bichos ou planta. Exemplos: copo-de-leite e mico-leão-dourado. Exceções: cor-de-rosa e pé-de-meia. Pé de moleque (anteriormente, era escrito pé-de-moleque, para designar o popular doce) não entrou na lista, por isso não tem mais hífen.

- Em palavras compostas que, pelo uso, passaram a formar uma unidade, não haverá mais hífen. Exemplos: manda-chuva passa a ser mandachuva; pára-quedas agora é paraquedas; assim com pára-quedista passa a ser grafado paraquedista.

ACENTO DIFERENCIAL

Na língua portuguesa, existem palavras com a mesma grafia, mas sinônimos diferentes. Para não causar confusão, era usado o acento diferencial. Pelo novo acordo, em vários vocábulos, esse tipo de acento foi extinto. Palavras como pára (verbo) / para
(preposição); pêlo (substantivo) / pelo (preposição) terão a mesma grafia, mas não serão mais acentuadas. Exceções: pôr (verbo), por (preposição); pode (verbo poder no presente), pôde (verbo poder no passado).

TREMA

Não se usará mais o trema em palavras como lingüiça (nova ortografia: linguiça), frequência (frequência), sagüi (sagui), etc. Ele será mantido em palavras estrangeiras e
seus derivados. Exemplos: Müller, mülleriano.

FERRAMENTA MOBILE

Apesar de a maioria dos processadores de texto já estar adequada ao novo acordo, ainda assim dúvidas podem aparecer. Nesse caso, a vida é facilitada para quem tem smartphones e tablets. É possível baixar, de graça, o Vocabulário Ortográfico da Língua Portuguesa. No campo de pesquisa da Playstore (Google Play) e App Store, basta digitar “volp” e baixar o programa.

Fonte: Jornal A Notícia (anoticia.clicrbs.com.br)