circulando na vila

Bem vindo a este espaço, que se propõe divulgar as principais notícias do Vila Nova e região. Participe, com sugestões, ideias, fotografias...

quarta-feira, 30 de setembro de 2015

Abertas inscrições para processo seletivo de alunos para Escola Agrícola

Estão abertas até sexta-feira (2 de outubro) as inscrições ao processo seletivo para preenchimento das vagas do curso de ensino fundamental (6º ao 9º ano) com pré-qualificação em Agropecuária da Escola Agrícola Carlos Heins Funke, no Distrito de Pirabeiraba, em Joinville. São oferecidas 90 vagas para o 6º ano, com ingresso em 2016, em período integral. 

As inscrições devem ser realizadas exclusivamente na Escola Agrícola, na rodovia SC-418 (antiga SC-301), km 0,5, das 8 às 11 horas e das 12h30 às 15 horas. Não há taxa de inscrição. O edital com todas as informações sobre o processo seletivo está disponível no endereço eletrônico http://carloshfunke.blogspot.com e no mural da escola. Podem participar candidatos que estejam concluindo este ano o 5º ano do ensino fundamental. 

A lista dos inscritos será divulgada em 9 de outubro. Eles passarão, no período de 15 a 21 de outubro, por avaliação prática (atividades práticas do cotidiano da escola), circuito prático (dinâmicas realizadas em diferentes unidades didáticas com atividades orientadas) e entrevista. O resultado final sairá no dia 4 de novembro. O candidato classificado deverá matricular-se nos dias 5 e 6 de novembro, das 8 às 11 horas e das 12h30 às 15 horas.

A unidade, administrada pela Secretaria Municipal de Educação, é única escola agrícola de ensino fundamental da região. São ministradas as disciplinas obrigatórias da Base Comum: Língua Portuguesa, Matemática, Ciências, Língua Estrangeira (Alemão e Inglês), Geografia, História, Educação Física, Ensino Religioso e Artes. Na Base Técnica: Práticas de Gerenciamento Agrícola, Práticas Agrícolas, Práticas Zootécnicas e Práticas Industriais. O corpo docente é formado por 21 professores.

Nas unidades didáticas os alunos aprendem a prática da vida no campo. As unidades contemplam oficinas de floricultura, fruticultura, culturas anuais (batata e milho), horta, viveiros de mudas, bovinocultura, caprinocultura, ovinocultura, cunicultura (coelhos), coturnicultura (codornas), piscicultura, aviário de corte e de postura, suinocultura, aves exóticas e anacultura (criação de marrecos).

A estrutura da escola ainda oferece uma cozinha experimental, laboratório de ciências e salas ambientes, preparadas para cada disciplina curricular onde quem se desloca é o aluno e não o professor. Durante a jornada os alunos recebem as refeições no local (almoços e lanches).

Ao final dos quatro anos, o aluno recebe o certificado em nível de ensino fundamental com pré-qualificação em Agropecuária, para que o jovem possa na sua propriedade rural, de acordo com os conceitos do desenvolvimento sustentável e despertando o interesse pela permanência no campo.

A escola iniciou as atividades 1990 para atender a demanda de ensino agrícola para a região de Joinville. Por conta de seu perfil, tem a parceria da Fundação 25 de Julho, da Empresa de Pesquisa e Extensão Agropecuária Rural de Santa Catarina (Epagri), da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc) e da Fundação Nacional do Índio (Funai).

Fonte: Prefeitura de Joinville. Foto: Rogerio da Silva

Feira da agricultura familiar oferece vantagens para o consumidor

Feira oferece verduras orgânicas de produção familiar
Todos os dias, das 5 às 11 horas, um grupo de agricultores familiares oferece variedade em verduras, legumes e produtos coloniais na Feira Agroecológica realizada em espaço na Central de Abastecimento (Ceasa), na rua dos Bororós,  Distrito Industrial. O diferencial para o consumidor está na qualidade dos produtos orgânicos, no preço oferecido diretamente do produtor e no incentivo à produção por famílias da região de Joinville.

Entre os produtores que comercializam na feira estão famílias associadas a cooperativas, associações e demais entidades ligadas à produção orgânica e familiar. No local há oferta de verduras, legumes, frutas e itens coloniais como muss, melado, mel, geleia, conservas e compotas.

“Nossa intenção é oferecer espaço para que as famílias possam expor e vender seus produtos, aumentando a renda familiar”, disse o presidente da Fundação 25 de Julho, Valério Schiochet.

Segundo o gerente de Abastecimento e Comercialização da Fundação 25 de Julho, Troy Roger Lemke, hoje são em torno de 50 famílias da região rural de Pirabeiraba e do Vila Nova cadastradas no projeto. “Para participar e vender seus produtos na feira a família precisa estar inserida em algum grupo associado”, explicou.


Para incentivar a comercialização, em dois dias da semana, segunda em quinta-feira, a feira também funciona no período da tarde, das 13 às 17 horas. 

Foto: Rogerio da Silva/Secom.

terça-feira, 29 de setembro de 2015

Reunião do Gestão Compartilhada vai abordar segurança no Vila Nova


Moradores discutem ações em reunião da Amarxv

Reuniões da Amarxv ocorrem na última segunda do mês
Em reunião que contou com a presença de bom número de moradores, a Associação de Moradores do Alto da Rua XV - Amarxv, realizou sua assembleia mensal em sala da Escola Municipal Bernardo Tank. 

Na pauta, assuntos relacionados à pavimentação, infraestrutura, meio ambiente, sinalização viária e conselho tutelar. Das autoridades convidadas para participar da reunião compareceu a secretária da Subprefeitura Oeste, Elenita de Souza, que falou sobre pavimentação e infraestrutura. 

O presidente da Amarxv, Geverson Pacher, comentou sobre alguns problemas recorrentes no bairro Vila Nova, como o relacionado ao tratamento de esgotos no empreendimento Vila Germânica. "Foram encaminhados três ofícios para a Prefeitura e até agora não houve respostas. Assim, teremos que levar a questão adiante, para uma solução judiciária", advertiu. 

As reuniões da Amarxv ocorrem sempre na última segunda-feira de cada mês, na Escola Municipal Bernardo Tank, no Vila Nova. 

Foto: Adilson Girardi

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Entidades realizam ações no Abrigo Animal de Joinville neste final de semana

Nesta sexta-feira (25), a partir das 14 horas, o Serviço Organizado de Inclusão Social (SOIS), reúne cerca de 20 pessoas para atividades no Abrigo Animal de Joinville, cujo objetivo é a interação, inserção e estímulo à cidadania.

O SOIS é uma entidade social, ligada à Secretaria da Saúde, de suporte às pessoas com transtorno mental ou com necessidades decorrentes do uso de drogas e álcool, porém com quadros estabilizados. Em Joinville, aproximadamente 70 pessoas são atendidas pelo serviço.

A visita ao Abrigo Animal tem como finalidade inserir os usuários no programa passeadores voluntários. “Conhecemos o trabalho desenvolvido no abrigo e nos interessamos em participar do programa. É uma oportunidade de oferecer nosso apoio e aprender com a experiência”, frisou Priscila Battistella, terapeuta ocupacional da SOIS.

No domingo (27), das 13h30 às 17h30, acontece, a segunda edição do programa passeadores voluntários no Abrigo Animal. A iniciativa é da Frente de Ação pelos Direitos Animais de Joinville (Frada). São mais de 500 cães a espera da oportunidade em passear ao lado de tutores provisórios.

As inscrições estão abertas e podem ser feitas pela página eletrônica da Frada. A ação é aberta a toda comunidade. Para participar basta estar motivado, gostar de cães e estar em boas condições físicas. O passeio leva em torno de 30 minutos. Crianças menores de idade precisam estar acompanhadas por um adulto.

O Abrigo Animal fica na rua Estrada Blumenau, km 12, bairro Vila Nova.

A entidade recebe apoio da Prefeitura de Joinville.

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Prefeitura de Joinville lança projeto ‘Feiras nos Bairros

Com o objetivo de expandir feiras culturais para os bairros de Joinville, em parceria com as lideranças locais, a Prefeitura de Joinville, através da Fundação Cultural, lança o projeto ‘Feiras nos Bairros’. 

A proposta é estimular a economia criativa, com geração de fonte de renda para artesãos e artistas; criar momento de convivência para a comunidade local; e divulgar talentos, artistas e artesãos locais, priorizando aqueles que moram no bairro.

A Fundação Cultural será a responsável por realizar as inscrições dos feirantes, expedir autorizações e orientá-los para obtenção das demais liberações necessárias. A Fundação também irá auxiliar na divulgação destas feiras.

No site da Fundação Cultural - fundacaocultural.joinville.sc.gov.br- está disponível o regulamento do projeto ‘Feira nos Bairros’, para que as comunidades interessadas em abrigar uma feira conheçam o processo.

O presidente da Fundação Cultural de Joinville e vice-prefeito, Rodrigo Coelho, destacou que a Prefeitura de Joinville encabeçou a criação destas feiras, com a Feira do Príncipe. 

“Além de ser uma ótima opção cultural para a população, a ideia é fortalecer os artistas e artesãos locais e melhorar a renda deles”, observou Coelho.

Feira do Vila Nova

No dia 17 de outubro será realizada a primeira edição da Feira do Vila Nova, das 9 às 14 h. 

O evento irá ocorrer no terceiro sábado de cada mês, no espaço ao lado da Terminal Urbano do Vila Nova. A exemplo da Feira do Floresta, também será organizada pelos moradores com o apoio da Fundação Cultural. 

Outras feiras

Em 9 de março de 2014, a Fundação Cultural e Prefeitura Municipal de Joinville lançaram a Feira do Príncipe, que ocorre no segundo domingo de cada mês na rua do Príncipe. O evento reúne, no Centro da cidade, cerca de 300 expositores que oferecem várias opções de artesanato, brechó, antiguidades, artes na hora e gastronomia. No palco da Praça Nereu Ramos são realizadas apresentações culturais. 

Já em abril deste ano, nasceu a Feira do Floresta, organizada pela Fundação Cultural e moradores do bairro. O evento ocorre no quarto sábado de cada mês, na Praça Tiradentes, nos mesmos moldes da Feira do Príncipe. Participam artesãos e chefs de cozinha do bairro Floresta.

A Fundação Cultural realiza também o ‘Sábado na Estação’, mensalmente, no quarto sábado. Na Estação da Memória, o público confere o tradicional mercado de pulgas, artesanato, brechó e apresentações musicais. 

Fundação 25 de Julho organiza piquenique de integração de gerações

A Fundação Municipal 25 de Julho, órgão da Prefeitura de Joinville, promove na manhã de sábado (26), um piquenique intergeracional. 

O evento vai integrar diversas gerações de agricultores. As ações iniciam a partir de 8 horas, na sede da Fundação 25 de julho, rodovia SC 301, Dona Francisca, Pirabeiraba.

O evento será um momento de lazer e descontração com a participação de um grupo de idosos das regiões de Pirabeiraba e Vila Nova. As atividades serão desenvolvidas na sede da Fundação e faz parte das comemorações da Semana do Idoso.

A programação vai contar com caminhadas, competições, contação de histórias e outras dinâmicas que estimulam o relacionamento social. O grupo será recepcionado por servidores públicos e as tarefas distribuídas por assistentes sociais.

“Esses idosos são sempre muito atuantes na comunidade, especialmente na região rural de Joinville. Eles desenvolvem diversas ações sociais e irão festejar um ano de atividades em grupo”, destacou o presidente da Fundação 25 de Julho, Valério Schiochet.

Serviço
O quê: piquenique intergeracional
Quando: sábado, dia 26 de setembro
Horário: das 8 às 11 horas
Onde: Fundação 25 de julho, rodovia SC 301, Dona Francisca, Pirabeiraba

quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Sesc Comunidade, Cavin e Subprefeitura promovem Festa do Dia das Crianças

O Sesc Comunidade em parceria com o Cavin e Subprefeitura da Região Oeste, convidam a todos para participar da tradicional festa do DIA DAS CRIANÇAS, que acontecerá dia 11 de outubro a partir das 14 horas até as 17 horas, na quadra do Sesc Comunidade, localizado na Rua Alwin Passold, s/n.

Assim como nos anos anteriores, o evento é GRATUITO e estamos arrecadando brinquedos e guloseimas para distribuir para as crianças no dia do evento. 

Serão distribuídos: brinquedos, sucos, pipoca e guloseimas.

PROGRAMAÇÃO

1. Quintal de Brincadeiras:

Este espaço apresenta um verdadeiro “quintal” ao ar livre, onde serão propostas atividades de resgate de brinquedos, brincadeiras e jogos tradicionais, como Pião, Corda, Perna de Pau, Brincadeiras de Roda, Cantigas e Brinquedos Cantados, Jogos populares como Pique – Esconde, Pique – Pega entre outros.

2. Espaço Caras e Cores:

Com pinturas de rosto, penteados e pintura de cabelo, para expressar, no visual, a alegria de um dia de 

festa.

3. Festival de Esporte Recreativo:

O incentivo à atividade física e a pratica do lazer ativo com programações recreativas. 

- Mini Volei e Mini Basquete, Mini Tênis de Mesa

4. Bosque dos Livros:

Espaço tematizado e equipado para a leitura e contação de histórias, 

5. Sala de Jogos de Todo Mundo 

Brincadeiras ricas em experiências motoras, cognitivas e sociais, com propostas de atividades e brincadeiras, propiciando ainda que os pais possam brincar com seus filhos, em um espaço especialmente pensado para brincadeiras em família.

6. Espaço do Pequeno Artesão:

Espaço para oficinas artístico recreativas, como oficinas de: Pipas, escultura em bexigas, entre outras.

7. Equipamentos recreativos:

8. Oficina de jardinagem: Oficina de plantio e manejo de mudas.

9. Apresentações Artísticas e Lutas:

- Karatê
- Muay Thai
- Ginástica Artística
- Ballet
- Capoeira
- Zumba Kids

10. Apresentação do grupo Anjos de Plantão: Os melhores Super heróis do cinema.

As doações de brinquedos e guloseimas podem ser feitas diretamente no Sesc Comunidade Vila Nova, à rua Alvin Pasold, ao lado da Subprefeitura Oeste.

Contamos com a doação e presença de todos. 

Crianças do CEI Sigelfrid Poffo plantam mudas de árvore no jardim da unidade

Ação foi realizada para comemorar Dia da Árvore
Despertar a consciência ecológica e proporcionar um ambiente sensorial no hall de entrada do Centro Educação Infantil Sigelfrid Poffo, bairro Vila Nova. 

Esses foram os objetivos da atividade prática desenvolvida na manhã desta terça feira (22), por educadores e alunos da unidade.

Para celebrar o dia da Árvore, comemorado em 21 de setembro, eles realizaram o plantio de mudas das espécies podocarpo e jasmim imperial. Elas foram escolhidas por lançar aromas, capazes de criar um ambiente de sensações para as crianças. 

A diretora do CEI, Ilca Lehnen, destaca que a atividade estimula o contato direto com a natureza, promove a preservação do meio ambiente além de proporcionar a percepção dos sentidos. “Antes o espaço era sem vida. 

Agora está bonito, colorido, perfumado e didático”, disse. Mais de 200 crianças com idades de zero a quatro anos são atendidas pela unidade nos períodos matutino, vespertino e integral.

A ação faz parte de uma parceria entre a direção do CEI e a empresa Exit Comunicação Estratégica, que financiou a compra de todos os materiais utilizados na revitalização do espaço.

Fonte: Prefeitura de Joinville. Foto: Rogerio da Silva

terça-feira, 22 de setembro de 2015

Ponte interditada na rua dos Portugueses, no Vila Nova

A ponte de madeira sobre o rio Motucas, na rua dos Portugueses, região do Anaburgo, no bairro Vila Nova, foi interditada pela Prefeitura de Joinville nesta segunda-feira. A estrutura da ponte cedeu após a passagem de caminhão por volta das 17h30, comprometendo a passagem para veículos. A alternativa de desvio é pelas estradas Motucas e do Atalho, até chegar à Rodovia do Arroz.

Segundo a Subprefeitura Oeste, no local deverá ser instalado um kit de transposição, fornecido pela Defesa Civil estadual. A Prefeitura entra com a execução das cabeceiras. 

O kit de transposição da Defesa Civil já havia sido entregue para instalação, mas como houve diferença no tamanho das peças, o equipamento foi deslocado para Pirabeiraba. Agora o bairro Vila Nova aguarda pela cessão de dois kits, um para a Estrada Arataca e outro para a Estrada dos Portugueses.

sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Extintor de incêndio não é mais obrigatório em automóveis

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) decidiu em reunião nesta quinta-feira (17) que o uso do extintor de incêndio em carros, caminhonetes, camionetas e triciclos de cabine fechadas, será opcional, ou seja, a falta do equipamento não mais será considerada infração nem resultará em multa.

A entidade justifica que os carros atuais possuem tecnologia com maior segurança contra incêndio e, além disso, o despreparo para o uso do extintor poderia causar mais perigo para os motoristas.

O fim da obrigatoriedade do extintor para carros começará a valer a partir da publicação da resolução, o que deverá ocorrer nos próximos dias, diz o Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

Desde 1970, rodar com veículos sem o equipamento ou com ele vencido ou inadequado é considerado infração grave, com multa de R$ 127,69 e mais 5 pontos na carteira de motorista. O Brasil é um dos poucos países que obrigava automóveis a ter o extintor. Nos Estados Unidos e na maioria das nações europeias não existe a obrigatoriedade.

O equipamento continuará sendo exigido no país apenas para caminhões, caminhão-trator, micro-ônibus, ônibus e veículos destinados ao transporte de produtos inflamáveis.

Fonte: www.globo.com. Foto: Luciana Amaral/G1

quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Passeio Ciclístico neste sábado no Vila Nova

A Semana Nacional do Trânsito inicia nesta sexta-feira (18), em Joinville. A abertura oficial acontece às 9 horas, na Prefeitura. O evento que abre as atividades voltadas à comunidade começa no sábado (19), com o passeio ciclístico. A largada será do Sesc Vila Nova, na rua Alwin Pasold. As pessoas interessadas pode se inscrever no local, a partir das 14 horas.

As atividades seguem até o dia 27 de setembro, com uma extensa programação (veja abaixo). As ações serão realizadas pelo Departamento de Trânsito de Joinville (Detrans) por meio da Escola Pública de Trânsito (EPTRAN). O principal objetivo da Semana do Trânsito, de acordo com a organização, é desenvolver um trabalho de conscientização para reduzir o número de mortes por acidentes.

“Para mudarmos esse quadro dependemos da mudança de atitude de todos os atores no trânsito – pedestres, ciclistas, condutores de veículos e passageiros”, observa a gerente da Escola de Trânsito, Ana Maria Dias da Costa.


Ana Maria observa que o ator de trânsito deve ser tratado como alguém que tem o poder de decidir o seu destino e que é responsável pelas próprias ações e, consequentemente, vai sofrer as consequências de suas escolhas. “Cada um de nós é responsável por mudanças de atitudes no trânsito para que possamos cada vez mais preservar vidas”, acrescenta.

Dia Mundial Sem Carro

Dentro da Semana do Trânsito está a realização do Dia Mundial Sem Carro, agendado para o dia 22 de setembro. Nesta data haverá uma programação própria. Uma das ações é a utilização de trecho da rua 9 de Março em corredor exclusivo de ônibus – do Terminal Central até avenida Juscelino Kubitschek/rua João Colin. No dia 22, neste trecho, somente poderão circular ônibus e táxis em duas mãos de direção. 

Trata-se de uma situação que será transformada em realidade em breve. Essa obra terá a assinatura da ordem de serviço na próxima terça-feira (22/09) e deve iniciar nos dias seguintes. Os recursos são do Governo do Estado por meio do programa BNDES 3. 

O novo sistema vai permitir a eliminação da passagem de ônibus pelas ruas Princesa Isabel, Príncipe, Jacob Richlin, Jerônimo Coelho e Travessa Bachmann e vai reduzir o tempo das viagens. Haverá alargamento das calçadas e espaços para ciclistas e pedestres, devidamente delimitados.

Outro destaque será a entrega do primeiro parklet (vaga viva) da cidade e a assinatura da ordem de serviço para a transformação de trecho da rua 9 de Março em corredor exclusivo de ônibus. A entrega está prevista para as 10 horas na Travessa Bachmann. Um espaço de duas vagas de estacionamento será transformado em uma área compacta de convivência, com bancos, mesas, jardins e outros equipamentos urbanos.

quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Festa da Polenta neste domingo no Vila Nova

O bairro Vila Nova, de Joinville, recebe no próximo domingo (20) a 21ª edição da Festa da Polenta. Será mais uma oportunidade para resgatar tradições e costumes trazidos pelos imigrantes italianos há mais de um século, com boa gastronomia e muita animação.

A programação inicia às 9h30, com missa na Igreja Santo Antônio, na SC-413 km 23, Rodovia do Arroz. A partir das 11h30, as apresentações culturais acontecem no salão ao lado da igreja.

O Coral Italiano Genitori D’Stiani abre as apresentações típicas. Em seguida, a música fica por conta do programa Roda de Viola, comandado por Jair da Belém.

A culinária italiana à base de polenta é a especialidade do cardápio. O almoço será servido ao meio-dia, com polenta recheada, arroz, omelete, queijo, frango caipira, macarrão, nhoque e verduras.

O valor do almoço é R$ 25 por pessoa. Ainda haverá no local bazar de artesanato e comercialização de produtos coloniais, como cucas, pães, biscoitos, melado e geleias.

“Estamos trabalhando para trazer o melhor da tradição italiana. A novidade deste ano é a retomada do concurso da rainha da festa”, destaca Nadir Zermiani, uma das organizadoras do evento.

A Festa da Polenta é uma realização do Programa de Desenvolvimento da Mulher Rural, Grupo de Desenvolvimento da Mulher Rural Santo Antônio, com apoio da Fundação 25 de Julho, da Fundação Turística de Joinville e Prefeitura de Joinville.

Programação 21ª Festa da Polenta

9h30 – Santa Missa na igreja Santo Antônio
11h30 – Abertura da Festa com apresentações culturais (Coral Genitori D’Stiani)
12h – Programa Roda de Viola, de Jair da Belém
12h – Almoço típico italiano (polenta recheada, arroz, omelete, queijo, frango caipira, macarrão, nhoque caseiro e verduras)
14h – Escolha da rainha e das princesas da Festa da Polenta
14h30 – Apresentações culturais
15h – Tarde dançante
19h– Encerramento

terça-feira, 15 de setembro de 2015

Prefeitura de Joinville lança edital para compra de vagas na educação infantil

A Prefeitura de Joinville, por meio da Secretaria de Educação, abriu chamada pública para credenciamento de instituições educacionais privadas comunitárias, filantrópicas e confessionais para o atendimento, na educação infantil de até 4,8 mil crianças, de 5 meses de idade a 5 anos, 11 meses e 29 dias. 
 
As instituições interessadas devem apresentar a documentação exigida pelo edital até o dia 22 de setembro, das 8 às 14 horas, na Gerência da Unidade Administrativa da Secretaria de Educação, na rua Itajaí, 390 - Centro.

O edital com todas as informações está disponível em banner rotativo nos sites da Prefeitura (www.joinville.sc.gov.br) e da Secretaria de Educação (educacao.joinville.sc.gov.br).

Das 4,8 mil vagas, 3,5 mil serão destinadas ao atendimento de crianças de 4 e 5 anos, em período parcial. As 1,3 mil restantes vão atender as crianças menores, de 5 meses a três anos, em período parcial (800 vagas) e integral (500).

O edital também informa os valores a serem repassados aos Centros de Educação Infantil conveniados por criança atendida, conforme faixa etária e período (parcial ou integral), e o quadro de vagas por região do município.

segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Detrans vai instalar mais nove radares em setembro

Radar instalado na rua XV de Novembro, bairro Vila Nova
O Departamento de Trânsito de Joinville (Detrans) vai ativar mais nove equipamentos de fiscalização eletrônica no mês de setembro. Serão instalados seis radares na primeira quinzena e outros três até o final do mês, totalizando 46 dos 100 equipamentos contratados. “Estas serão as últimas unidades destinadas para este ano”, disse o gerente de Trânsito, Samuel Bernardes.

Até o momento 37 equipamentos eletrônicos, entre radares, lombadas eletrônicas e semáforos estão em funcionamento. Com as nove unidades a serem instaladas em setembro o total sobe para 46 pontos de fiscalização. A implantação de novos equipamentos será retomada a partir de janeiro de 2016. 

Segundo Samuel Bernardes, a definição dos locais que recebem os radares leva em conta, dentre outros aspectos, “a definição clara da necessidade de instalação desses elementos seguindo normas próprias do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) para definição do número de equipamentos e os respectivos locais, onde ocorrem ou, potencialmente, possam ocorrer acidentes que justifiquem esse regulador de velocidade”.

Radares em setembro

Rua Minas Gerais, nº 5.400 – Morro do Meio (1ª quinzena)

Rua Rio Grande do Sul, nº 500, Atiradores (1ª quinzena)

Avenida Aluísio Pires Condeixa, nº 521 – Centro (1ª quinzena)

Rua Monsenhor Gercino (Condomínio Alto da Colina – Itaum (1ª quinzena)

Rua Quinze de Novembro (Terminal do Vila Nova) – Vila Nova (1ª quinzena)

Avenida José Vieira x Itaiópolis – Saguaçu (1ª quinzena)

Rua Kurt Meinert, nº 1.000 – Paranaguamirim (2ª quinzena)

Rua Iririú, nº 145 – Iririú (2ª quinzena)



Avenida Cel Procópio Gomes x Inácio Bastos – Bucarein (2ª quinzena)

Secretaria da Saúde de Joinville realiza mutirão para exames de endoscopia

A Secretaria da Saúde de Joinville iniciou o agendamento para a realização de 970 exames de endoscopia entre os meses de setembro e outubro. O mutirão abrange praticamente 23% dos pacientes que aguardam atendimento na especialidade. Dos 4.297 usuários que esperam o exame, 117 deles são casos classificados como urgência. 

Segundo Camila Kalef, da Área de Regulação da Secretaria da Saúde, 320 as vagas serão disponibilizadas por intermédio do consórcio CIS Nordeste, outras 450 pelo contrato celebrado entre o Município e a Associação Beneficente Ebenezer (CIES) e 200 cotas são oferecidas por convênio com o ambulatório do Hospital Municipal São José. 
Os agendamentos para as consultas são realizados pela Secretaria da Saúde, por contato telefônico ou por atendimento na sede, na rua Araranguá, 397, bairro América. “O cadastro dos 970 pacientes que serão atendidos será finalizado até o mês de outubro”, informa Camila. 
Cadastro atualizado

A Secretaria da Saúde orienta às pessoas que estão na fila de espera que procurem a sua unidade de saúde para atualizar o seu cadastro e seus números de telefone, principal fonte de contato da Secretaria com o paciente. 

“Até dezembro, vamos fazer a marcação de mais 70 mil consultas e exames, por isso é muito importante os contatos estarem atualizados”, destaca o diretor executivo Jean Rodrigues da Silva.

O gerente cita, como exemplo, o trabalho desenvolvido no mutirão da ultrassonografia, realizado no início de setembro. Durante seis horas, foi possível contatar apenas 140 usuários de uma lista de 500 pessoas. “Em muitos casos, o telefone que constava no nosso sistema não era mais do paciente”, exemplifica.

Fonte: Prefeitura de Joinville

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Feira do Vila Nova recebe primeiras inscrições

Reunião foi realizada no Sesc Comunidade do bairro
Primeira reunião sobre a Feira do Vila Nova contou com a presença do diretor executivo e coordenadora de eventos e feiras da Fundação Cultural, Guilherme Gassenferth e Janaína, e cerca de 15 pessoas que fizeram suas inscrições para participar da feira. 

Na próxima quinta-feira, às 19h30, também no Sesc, será realizada a segunda e última reunião para receber inscrições. Ainda restam em torno de 15 vagas. 

A Feira do Vila Nova é uma iniciativa da Prefeitura de Joinville, por intermédio da Fundação Cultural. O pedido foi feito pelo Conselho das Associações do Vila Nova - Cavin. O evento vai ocorrer no terceiro sábado de cada mês, começando em outubro. 

Entre as atrações da feira, haverá venda de artesanatos diversos, comida típica da cozinha alemã e italiana, shows culturais, troca-troca de livros e gibis, brechós, entre outros. 

Fundação 25 de Julho lança projeto para oferecer alimentos diretos do produtor

A Prefeitura de Joinville, através da Fundação 25 de Julho, oferece uma boa opção de alimentação saudável para a comunidade joinvilense a partir do dia 19 de setembro. O projeto cria a Central de Comercialização e Promoção dos Produtos da Agricultura Familiar de Joinville e Região. 

A proposta é disponibilizar espaço na Ceasa para o agricultor associado comercializar diretamente sua produção para o consumidor final. O lançamento ocorre durante a Feira da Primavera, dia 19 de setembro, a partir das 9 horas.

O presidente da Fundação 25 de Julho, Valério Schiochet, explica que os principais objetivos do projeto são os de garantir acesso a produtos diretos do produtor, com foco na agricultura familiar, com mais qualidade e preço compatível com cadeias produtivas mais curtas. 

“Fileiras curtas têm como objetivo saltar intermediações, permitindo ao produtor aumentar a margem, oferecendo seus produtos com melhor qualidade, a um preço mais acessível e para favorecer a relação entre quem produz e quem consome.”, citou.

Depois do lançamento, a comercialização dos produtos continua com ofertas todos os dias, no horário de funcionamento da Central de Abastecimento (Ceasa), entre as 4 e 11 horas, e às segundas e quintas-feiras também no período da tarde, das 14 às 18 horas. “Com a consolidação da feira a ideia é ampliar o atendimento para todos os dias da semana no período da tarde”, prevê Schiochet.

Para participar da feira como produtor, os interessados precisam estar associados à entidade representativa. “A ideia é valorizar também o associativismo e fortalecer as entidades que promovem a agricultura familiar”, disse Schiochet.

Feira da Primavera

Em sua segunda edição, a Feira da Primavera 2015 será realizada dia 19 de setembro, sábado, das 9 às 16 horas, na Centras de Abastecimento (Ceasa), na rua dos Bororós, 2.415, no Distrito Industrial.

Na feira haverá comercialização de produtos agroecológicos, mudas nativas ornamentais e frutíferas, mudas de verduras, flores e grama de jardim. Além disso, produtores oferecem também produtos artesanais, como geleias, melado, muss, cucas, pães, biscoitos caseiros, entre outros.

Mais informações sobre a comercialização de produtos da agricultura familiar e sobre a Feira da Primavera podem ser obtidas na Ceasa e na Fundação 25 de Julho, pelos fones 3473-5340 e 3424-1188.

quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Oferta de vagas em CEIs deve duplicar em 2016 no Vila Nova

Obras no CEI Laércio Beninca, no Parque XV
O ano de 2016 deve ser melhor para as famílias que têm crianças que dependem da educação infantil no bairro Vila Nova. O serviço público oferece atualmente vagas em dois estabelecimentos gratuitos: o Centro de Educação Infantil Siegilfrid Poffo e o Centro de Educação Infantil Raio de Sol. Outras vagas são oferecidas na parceria da Prefeitura com a Sesma, sediada atualmente na Igreja Católica Medianeira. 

Para o próximo ano, devem ser concluídas as obras de construção dos CEIs Nova Vila, localizado na rua Rolando Gurske; e o CEI Laércio Beninca, em rua de mesmo nome no Parque XV. As obras estão em fase de conclusão das fundações e as paredes começam a ser erguidas nas próximas semanas. A expectativa é de que as duas unidades fiquem prontas até o final do primeiro trimestre de 2016. 

Além disso, deve ser iniciada também a construção de outra unidade no terreno doado pela Prefeitura ao Sesc, nos fundos da Subprefeitura Oeste, rua Alvin Pasold. A data para início da construção ainda depende de definição do Sesc, que deve assinar a escritura de doação do imóvel neste mês de setembro. 

terça-feira, 8 de setembro de 2015

Pirabeiraba promove Festa da Colheita no fim de semana

A comunidade de Pirabeiraba prepara uma série de atrações para a 37ª edição da Festa da Colheita, que ocorre dias 11, 12 e 13 de setembro, próximo fim de semana, na Sociedade Dona Francisca. 

Na programação, competições de tiro, apresentações culturais, concurso de rainha, desfile de agricultores, tarde-dançante e as delícias da gastronomia colonial.

A 'Erntenfest', festa da colheita no dialeto alemão, já é tradicional no meio rural de Joinville. Segundo Hilda Schulze, uma das organizadoras do evento, a previsão é de casa cheia nos três dias de comemoração. “Esperamos que o público venha prestigiar e conhecer um pouco das nossas tradições”, comentou.

Na sexta-feira (11), a programação prevê competição de tiro ao alvo seta, jantar típico com Schwartzauer (sopa preta) e animação com o musical Liriane e Rodrigo (zwei Lustige Musidanten), de Ibirama (SC). O jantar custa R$ 15 e ingresso para o baile é livre.

Sábado a festa retoma a partir das 21h30, com o concurso à rainha, princesas e miss simpatia. Na sequência, apresentação do grupo folclórico Windmühle e o baile com o musical Corpo e Alma, do Rio Grande do Sul.

Às 10 horas de domingo, o ponto alto da festa, com o desfile de agricultores e seus carros alegóricos, alunos da Escola Municipal Germano Lenschow, atiradores da Sociedade Dona Francisca, musical Estrela de Outro, grupos folclóricos e rainha e princesas da festa. A passeata ocorre na rua Dona Francisca, que ficar fechada para a comemoração.

O almoço colonial será servido a partir das 11h30. No cardápio, cinco tipos de carne, saladas e demais acompanhamentos. O preço individual é de R$ 28. No período da tarde a festa prossegue com o musical Estrela de Ouro, de Jaraguá do Sul (entrada livre).

Na tradição da festa, no final do dia, às 18 horas, será realizada a colheita dos produtos doados pela comunidade e expostos no salão.

Mais informações com Hilda Schulze, fone (47) 3428-0271.

sábado, 5 de setembro de 2015

Cavin solicita e Prefeitura autoriza a Feira do Vila Nova

O Conselho das Associações do Vila Nova (Cavin) encaminhou ofício à Prefeitura para que seja implantada no bairro uma feira mensal de variedades. "A ideia é fazer uma feira parecida com a que já ocorre no Centro, na rua do Príncipe, e no bairro Floresta", disse Adilson Girardi, presidente do Cavin. 

A Fundação Cultural de Joinville apoiou a ideia e vai dar as diretrizes para a execução da Feira do Vila Nova uma vez por mês, no terceiro sábado, das 9 às 14 horas.

Na proposta encaminhada são descritos os tipos de serviços e opções para a feira, que deve ocorrer uma vez por mês no espaço ao lado do terminal de ônibus. O carro-chefe são as barracas com produtos de artesanato produzidos pelos diversos grupos existentes no bairro. 

Além disso, espaços para troca de livros e revistas, oferta de produtos coloniais, antiguidades, exposição de fotos e bicicletas antigas, mudas de árvores frutíferas, venda de produtos orgânicos, entre outros. Uma das ideias é trazer em cada feira um serviço gratuito para a comunidade, para incentivar o consumo interno no Vila Nova.

"O formato e a supervisão serão da Prefeitura, através da Fundação Cultural, mas a execução deve ficar com a Subprefeitura e o Cavin", comentou Adilson. 

quarta-feira, 2 de setembro de 2015

Cavin elege nova diretoria nesta quinta-feira (3)

O Conselho das Associações do Vila Nova – Cavin, elege nova diretoria nesta quinta-feira (3). Criado em 23 de março de 2013, durante o 1º Congresso das Associações do Vila Nova, o Cavin tem como proposta congregar e ajudar as entidades sem fins lucrativos do bairro Vila Nova. 

É composta por dois delegados indicados de cada uma das Associações de Moradores e demais entidades, como conselhos de saúde, de segurança, grupos de escoteiros, APPs de Escolas, diretorias de igrejas, entre outros. Atualmente conta com representantes de 25 entidades.

As assembleias do CAVIN ocorrem sempre na primeira quinta-feira de cada mês, na sala de reuniões do Sesc Comunidade do Vila Nova. Nesta quinta-feira, dia 3, ocorre a eleição que vai substituir a primeira diretoria, que tem à frente o jornalista Adilson Girardi, com Elpídio Zimmermann na vice-presidência. A participação da comunidade é livre, e os delegados indicados têm direito de votar e serem votados.

Entre outras ações, o CAVIN é o responsável pela criação da Festa de Aniversário do Vila Nova, pela realização do Congresso das Associações, que está em sua terceira edição e pela elaboração do novo mapeamento das áreas de abrangência de cada uma das nove associações no bairro (duas rurais e sete urbanas).

Secretaria da Saúde adota procedimento para filtrar filas de espera

A Secretaria da Saúde de Joinville (SMS) passa a adotar novo fluxo de processo na chamada de pacientes para consultas, exames e cirurgias na rede municipal. 

A partir desta quarta-feira (2), após o terceiro contato telefônico sem resposta, o nome da pessoa sai da lista principal e é registrado em relação separada, para verificação. 

O objetivo da medida é filtrar e atualizar as listas de espera e diminuir a quantidade de faltas às consultas, que em agosto registrou o percentual de 30%.

Segundo o diretor executivo da Secretaria da Saúde, Jean Rodrigues da Silva, para que o paciente seja considerado não localizado, a Secretaria da Saúde estabeleceu uma portaria que prevê três tentativas de contato telefônico em dias e horários alternados. Jean explica que a retirada do nome do paciente da lista de espera não significa o cancelamento de seu agendamento.

“Caso a pessoa entre em contato com a rede municipal e atualize seus dados cadastrais terá seu agendamento garantido sem precisar entrar em fila de espera novamente”, explica.

Com a lista de pacientes não localizados será efetuado um trabalho complementar. Equipe da rede atenção básica será destacada para a realização de visitas domiciliares para verificar a situação da pessoa. 

“Esses pacientes deverão receber a visita de algum agente comunitário a fim de verificar a situação, se ele ainda mora no mesmo local, se já foi atendido na rede particular ou se não necessita mais do atendimento”, diz Jean.

Pacientes impedidos

Outro procedimento que passa a ser adotado a partir desta quarta-feira (2) é a adoção de lista de pacientes impedidos. 

A situação de impedimento se configura em função de três fatores: condições do paciente; condições do profissional ou condições do estabelecimento de saúde. 

Assim que o paciente deixar sua condição de impedido terá seu procedimento agendado sem necessidade de aguardar em fila de espera.

Não comparecimento

Segundo levantamento realizado pela Secretaria da Saúde, o número de pessoas que faltou a algum procedimento chegou a 30% do total. “São pacientes que agendaram o procedimento e no dia marcado não compareceram nas unidades”, relata Jean.

As listas de espera para consultas, exames e cirurgias na rede municipal de saúde podem ser acessadas a partir do link https://saude.joinville.sc.gov.br/

Instituto da Cultura e Educação apresenta Feira do Livro 2016

O Instituto da Cultura e Educação apresenta na quinta-feira, dia 3, detalhes da décima terceira edição da Feira do Livro de Joinville, de 1º a 10 de abril de 2016. 

Sueli Brandão, diretora do Instituto e idealizadora do evento, e a curadora Maria Antonieta Cunha divulgarão as primeiras informações sobre a programação e alguns dos nomes já confirmados – dentre eles Frei Betto, Zuenir Ventura, Eva Furnari, Paula Pimenta e Bia Bedran.

O lançamento da edição 2016 vai ocorrer na Biblioteca Pública Municipal Rolf Colin, às 9h.

Um dos destaques da programação é a presença de Juarez Machado como homenageado da 13ª Feira do Livro. O artista joinvilense, reconhecido internacionalmente, também fará durante a feira o lançamento de um livro de imagens refletindo momentos de sua trajetória nas artes.

A edição 2016 tem como tema “A literatura pede passagem”, concentrando no Complexo do Centreventos Cau Hansen (Centro de Exposições Edmundo Doubrawa e Teatro Juares Machado) ampla programação de caráter educativo e de incentivo à leitura, atividades como palestras, bate-papos com escritores, sessões de autógrafos, apresentações culturais e a feira para venda direta de títulos de vários gêneros literários diretamente ao consumidor.

Fonte: Ronaldo Corrêa - Texto Livre

terça-feira, 1 de setembro de 2015

Associação de Apicultores de Joinville recebe caixas de abelhas em Pirabeiraba

A Associação dos Apicultores de Joinville (Apiville) recebeu nesta terça-feira 54 caixas de abelhas para o cultivo de mel. 

A ação faz parte de convênio entre a Federação das Associações de Apicultores de Santa Catarina, Fundação Banco do Brasil e Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDES). 

Através do convênio, serão entregues no total 2.700 caixas em todo o Estado. A região Norte foi contemplada com 540 unidades, 54 para cada uma das dez associações. A Prefeitura de Joinville apoia a iniciativa. 

Segundo o técnico da Fundação 25 de Julho e integrante da Apiville, Ingo Weinfurter, a doação vem num momento importante e é um incentivo para melhorar as condições de cultivo das abelhas. 

“Em 2018, teremos o Congresso Nacional da Apicultura em Joinville e é preciso intensificar ações para motivar a produção de forma adequada”, disse.

Para o vice-presidente da Apiville, Lírio Antônio Andrioli a ação mostra o comprometimento da Fundação Banco do Brasil com a apicultura. “Com este incentivo nós temos também a responsabilidade de melhorar nossa produção”, disse. 

O representante da Federação Catarinense de Apicultura, José Mauman, citou a necessidade de se fazer um inventário geral na apicultura no Estado. 

“Será realizado para que possamos conhecer as realidades de cada um dos apiários existentes no Estado, a quantidade, os padrões utilizados, a produção, entre outros”, destacou.

O presidente da Fundação 25 de Julho, Valério Schiochet, aproveitou a solenidade de entrega das caixas para informar sobre a cessão de espaço para a implantação de uma unidade coletora de mel. “O imóvel a ser cedido vai sediar a Estação do Mel e é uma forma da Prefeitura apoiar ações na área da apicultura”, disse.

A produção de mel na região Norte do Estado alcançou em 2014 o volume de 87 toneladas. Em 2015, este número subiu para 140 toneladas.

“Esta variação ocorre em função das mudanças climáticas”, explicou Ingo.

Foto: Rogerio da Silva

Fundação 25 de Julho realiza curso sobre hidroponia para agricultores de Joinville

Agricultores da região rural de Pirabeiraba e do Vila Nova participaram nesta segunda-feira (31) da fase final do curso sobre hidroponia, a técnica de cultivo de verduras na água. 

O módulo foi realizado no auditório da Fundação 25 de Julho, com instrução a cargo de técnico do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar).

A hidroponia é a técnica de cultivar plantas sem solo, onde as raízes recebem uma solução nutritiva balanceada que contém água e todos os nutrientes essenciais ao desenvolvimento da planta. 

Na hidroponia, as raízes podem estar suspensas em meio líquido ou apoiadas em substrato inerte (areia lavada, por exemplo).

No desenvolvimento do curso, o técnico Valmir Carlos de Oliveira, do Senar, abordou o histórico do cultivo, suas vantagens e desvantagens, os tipos de plantas que se adaptam com o modelo, as técnicas de preparo das bandejas ou canteiros, os custos e comparações e o controle de pragas e doenças.

“Ao contrário do que muitos pensam, na hidroponia há uma economia de 80% de água em relação às culturas normais, realizadas no solo”, disse Oliveira. Outra vantagem mencionada pelo técnico foi em relação aos custos da plantação. “Há economia de insumos como adubo e venenos e ainda de mão-de-obra”, avaliou.

As principais culturas desenvolvidas na hidroponia em Santa Catarina são a rúcula, alface, salsinha, cebolinha, morangos. “Depende muito do mercado existente em cada região”, explica.

Para o técnico agrícola Robson da Silva Pereira, que já participou de outros treinamentos sobre o tema, o curso é uma oportunidade de aperfeiçoamento. “Pretendo aplicar os conhecimentos para cultivar morangos para comercialização”, adiantou. 

A opção pela hidroponia leva em consideração a questão econômica.

“É um tipo de cultura ainda com pouca concorrência”, complementou.