circulando na vila

Bem vindo a este espaço, que se propõe divulgar as principais notícias do Vila Nova e região. Participe, com sugestões, ideias, fotografias...

terça-feira, 11 de agosto de 2015

Prefeitura de Joinville orienta agricultores sobre o uso de agrotóxicos

A Prefeitura de Joinville, através das equipes da Unidade Sanitária, Fundação 25 de Julho, Programa Saúde da Família Vila Nova Rural e do Centro de Referência do Trabalhador (Cerest) realizaram, nesta segunda-feira (10), a coleta de amostras de sangue de agricultores na região rural do bairro Vila Nova. 

O trabalho faz parte de projeto de pesquisa sobre a contaminação e doenças provocadas pelos agrotóxicos utilizados na lavoura. A ação ocorreu na Estação da Saúde, na Rodovia do Arroz.

A coleta das amostras sanguíneas foi coordenada pelo médico do Cerest, Evaristo Iglesias e executada por agentes da Unidade Sanitária Municipal. O agricultor Samir Grah, que já manejou com produtos agrotóxicos, compareceu para fazer os exames. Hoje ele trabalha numa plantação livre de venenos e preside a Associação dos Produtores Orgânicos Rio Cristina.

O presidente da Fundação 25 de Julho, Valério Schiochet, diz que durante o dia ainda serão realizadas coletas domiciliares, “para aqueles agricultores que não puderem comparecer na Estação da Saúde”.

O projeto, inédito entre agricultores da região rural de Joinville, tem como proposta orientar os produtores sobre os perigos da contaminação e de doenças provocadas pelo uso inadequado ou abusivo de agrotóxicos. Na produção agrícola na região predominam as culturas de arroz, banana, aipim e verduras.

Na primeira etapa do programa foram identificados agricultores com doenças e intoxicação provocadas pelo uso constante e abusivo dos venenos nas lavouras e encaminhados para consulta médica no Cerest. Em seguida foram aplicados questionários por acadêmicos de biomedicina, serviço de assistência social da Fundação 25 de Julho e por agente social da Estação da Saúde do bairro Vila Nova.

Segundo o médico Evaristo Iglesias, em mais ou menos 15 dias começam a sair os resultados desta etapa de trabalho. “A partir daí serão desencadeadas novas ações de orientação ou de medicação, se for o caso”, explicou.

Fonte: Prefeitura de Joinville. Foto: Rogerio da Silva

Nenhum comentário: