circulando na vila

Bem vindo a este espaço, que se propõe divulgar as principais notícias do Vila Nova e região. Participe, com sugestões, ideias, fotografias...

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Desfiles da Pátria iniciam nesta segunda

O desfiles da Semana da Pátria no bairros de Joinville iniciam na próxima segunda-feira, dia 31 de agosto, e seguem até o dia 4 de setembro (sexta-feira). No bairro Vila Nova, o desfile ocorre na quinta-feira, dia 3, às 9 horas, na rua Rolando Gurske.

A Prefeitura de Joinville vai organizar 10 apresentações nos bairros Aventureiro, Jardim Paraíso, Iririú, Comasa, Costa e Silva, Boa Vista, Vila Nova, Paranaguamirim, Petrópolis e Morro do Meio. 

Serão dois desfiles por dia, sempre às 9h15 e 15h15. A Semana da Pátria se encerra com o desfile cívico-militar de 7 de setembro, data em que se comemora a Independência do Brasil. O evento oficial inicia às 9 horas, na avenida José Vieira (Beira-rio), em frente ao Centreventos Cau Hansen. 

A Semana da Pátria é organizada pela Secretaria de Comunicação (Secom) e Subprefeituras, com o apoio da Secretaria de Educação e as empresas Gidion e Transtusa, que farão o transporte dos alunos das escolas participantes até o local do desfile. 

O gerente de Eventos da Secom, Carlos Eduardo Martins, destaca que os desfiles nos bairros são resultado da integração entre as subprefeituras, unidades de ensino e entidades. “Todos se unem para que evento seja um sucesso”, ressalta. 

Os desfiles também são uma forma de resgatar o civismo desde a infância. “É um momento especial para as crianças apresentarem a um grande público os projetos desenvolvidos nas suas escolas e para as fanfarras mostrarem seus trabalhos”, acrescenta Martins. 

Agenda de desfiles - Semana da Pátria

31/8 – Segunda-feira
9h15 – Aventureiro
Local: rua Theonesto Westrupp, entre a rua Jacupiranga e avenida Santos Dumont
15h15 – Jardim Paraíso
Local: avenida Júpiter, entre as ruas Bootes e Canis Major 

1º/9 – Terça-feira
9h15– Iririú
Local: rua Guaíra - a partir do posto Potencial
15h15 – Comasa
Local: rua Albano Schmidt, 4932. Concentração: pátio da Subprefeitura Leste 

2/9 – Quarta-feira
9h15 – Costa e Silva
Local: rua Otto Pfuetzenreuter. Concentração: rua Almirante Jaceguay
15h15 – Boa Vista
Local: rua Albano Schmidt, 1885. Concentração: pátio da igreja Nossa Senhora Imaculada

3/9 – Quinta-feira
9h15 – Vila Nova
Local: rua Rolando Gurske
15h15 – Paranaguamirim
Local: rua Éfeso

4/9 – Sexta-feira
9h15 – Petrópolis
Local: avenida Paulo Schroeder, próximo ao nº 2.115
15h15 – Morro do Meio
Local: rua Minas Gerais. Concentração na rua Franz Carl Brunken

7/9 – Segunda-feira
9h – Desfile cívico-militar em comemoração à Independência do Brasil, na avenida José Vieira (Beira-rio)

sexta-feira, 28 de agosto de 2015

Alunos da escola Karin Barkemeyer desenvolvem projeto de prevenção ao caracol africano


Professores, pais e alunos da Escola Municipal Karin Barkemeyer, no bairro Vila Nova, uniram forças para prevenir e combater o caracol africano. 

Com o apoio de equipe da Vigilância Ambiental da Secretaria da Saúde o grupo desenvolve atividades na escola e na comunidade. 

Nesta sexta-feira (28), durante todo o dia, os resultados são apresentados na Feira Interdisciplinar promovida pela escola.

As pesquisas sobre o tema iniciaram em março. “Nesta etapa os alunos ficaram sabendo de todas as características do molusco, como o histórico, as doenças ocasionadas, as formas de coleta e de descarte”, explicou a professora Andréia B. L. Klitzke, que coordena o projeto em parceria com a professora Zinai Gomes. 

No trabalho de campo, alunos recolheram amostras do caracol em terrenos no entorno da escola com o apoio de professores e pais. Uma cartilha com orientações gerais foi elaborada e será distribuída durante a Feira Interdisciplinar. "O objetivo é multiplicar os conhecimentos sobre o tema", disse Andréia.

Segundo o agente Carlos Alberto Ritter, da Vigilância Ambiental, o Vila Nova é o bairro com o maior número de registros do caracol africano. “São pelos menos 50% mais registros que as demais regiões”, comentou. Por conta das estatísticas, Ritter explica que são intensificados através de palestras os trabalhos de orientação nas demais escolas do bairro.

Nas palestras a orientação geral é a de evitar o acúmulo de lixo nos terrenos “onde o caracol se prolifera”, explica. Lugares com lixo servem de abrigo e alimento para o caracol, que prefere sempre locais úmidos. Em regiões com plantação de bananeiras, a orientação é recolher as folhas secas, antes que elas virem abrigo e alimento para o molusco. 

A reclamação sobre a presença de caracóis em terrenos baldios deve ser feita na Ouvidoria da Prefeitura de Joinville, pelo telefone 156 ou pelo site ouvidoria.joinville.sc.gov.br. Com o registro, a equipe da Vigilância Ambiental confere a denúncia e dá encaminhamento para que o proprietário do imóvel seja notificado e providencie a limpeza do terreno.

Perigos

Segundo dados da Vigilância Ambiental, em 50% das amostras coletadas e analisadas em Joinville, o caracol foi diagnosticado como um parasita causador de meningite eosinofílica. Este parasita pode ser transmitido pela ingestão acidental do molusco ou de seu muco, e através de hortaliças, mãos e objetos contaminados pelo caracol.

Como se prevenir

A médica veterinária Dieiny Belli explica que hortaliças que entraram em contato com o caracol ou que foram plantadas em ambiente onde o animal existe não devem ser consumidas. Em regiões onde a presença do caracol não é confirmada, as hortaliças podem se lavadas com solução de hipoclorito de sódio (até 4 gotas de água sanitária para cada litro de água e deixar os alimentos em imersão por 30 minutos).

Os caracóis devem ser coletados com as mãos protegidas por luvas ou outro material plástico descartável, colocados dentro de sacos plásticos e levados às unidades de saúde e Subprefeituras, que estão equipadas com tonéis de coleta.


Locais para descarte no Vila Nova

Unidade Básica de Saúde, rua XV de Novembro ao lado do número 8.430

Posto de Saúde da Família Anaburgo, rua Arnoldo Fred Liermann, nº 93

Ponto Comercial, rua Bento Torquato da Rocha, nº 818
Subprefeitura Oeste, rua São Brás, nº 184

Nos demais bairros da cidade, entrar em contato com a Unidade de Saúde e Subprefeitura da região.

Fotos: Rogerio da Silva/Secom

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Assembleia dá posse à nova diretoria na Associação de Moradores Estrada do Sul e Blumenau

Equipe que assumiu a diretoria da Associação
Em assembleia realizada na noite de quarta-feira, dia 26 de agosto, os moradores empossaram a nova diretoria da Associação de Moradores da Estrada do Sul e Blumenau. 

Eleitos para um mandato de dois anos, os novos componentes terão pela frente ações envolvendo a extensão da rede de água, as melhorias na Rodovia do Arroz, a implantação de linha de ônibus ligando o Vila Nova ao Morro do Meio, a reforma da ponte coberta sobre o rio Piraí, a instalação de telefone no Posto de Saúde, a iluminação pública na região e a conclusão do muro do Case, iniciado nesta semana. 

A nova diretoria ficou assim composta: Presidente: Marcos Trapp; Vice: Armelino Dadam; 1ª Secretária: Vanessa Macoppi; 2ª Secretária: Amasilda Grah; Tesoureiro: Nadir Zermiani; 2º Tesoureiro: Ingoberto Altrak; Diretor Social: Maria Altrak; Conselho Fiscal Titular: Gerson Bachtold, Ademar Beninca e Liamar Lafin; Conselho Fiscal Suplente: Edson Gehlen, José Zacarias e Isabel Macoppi. 

O presidente do Conselho das Associações do Vila Nova - CAVIN, Adilson Girardi parabenizou a diretoria que entregou o mandato pelas obras realizadas e se colocou à disposição dos novos diretores para colaborar com as ações da Associação de Moradores. 

terça-feira, 25 de agosto de 2015

Espaço Cultural Quilombo Arte no Vila Nova

Alunos do professor Britha que praticam capoeira
O professor Felipe, ou Britha como é mais conhecido, trabalha com aulas de capoeira há 14 anos no bairro Vila Nova. Atualmente ocupa um espaço na servidão João Girardi, em uma casa alugada.

No local leciona às segundas, quartas e sextas-feiras, a partir das 19 horas, para um grupo de 35 crianças, adolescentes e jovens. No mesmo espaço funciona temporariamente o curso de balé, que deve ser transferido para um outro local, com mais conforto para os alunos. Atualmente as aulas de balé ocorrem às segundas e quartas, a partir das 13h30.

Os interessados em participar das aulas de capoeira ou balé podem entrar em contato com o professor Britha ou com a professora Carol, pelo fone 9211-2692. A idade mínima para participar da capoeira é de 3 anos e para o balé a partir de 6 anos.

Cepat de Joinville divulga novas vagas de emprego

O Centro Público de Atendimento aos Trabalhadores (Cepat), órgão ligado à Prefeitura de Joinville, divulgou nesta segunda-feira (24) novas 54 vagas de emprego, com salários que variam de R$ 788 a R$ 1.722. 

Há vagas para auxiliar de limpeza, auxiliar de linha de produção, conferente de carga e descarga, eletricista, operador de injetora de plástico, operador de telemarketing ativo e receptivo, serralheiro, sushiman e zelador.

As vagas que aceitam pessoas com deficiência são: auxiliar de cozinha, cozinheiro de restaurante, inspetor de linha de produção, marceneiro, pintor de móveis - à pistola, servente de obras e vendedor de comércio varejista. Já as vagas para o cargo de operador de atendimento receptivo (telemarketing) são exclusivas para pessoas com deficiência.

A lista do Cepat também inclui 71 vagas já anunciadas e que permanecem em aberto, com salários que variam de R$ 911 a R$ 5 mil.

O Cepat funciona na rua Abdon Batista, 342, no Centro, das 8 às 14 horas. Os interessados devem apresentar Carteira de Trabalho, CPF, RG e CEP de seu endereço. 

Confira a relação completa das vagas de emprego AQUI

Fonte: Prefeitura de Joinville

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

Movimentação imobiliária no Vila Nova

A movimentação imobiliária no Vila Nova acontece nos bastidores. Nesta terça-feira, dia 25, a Cooperativa Sicob muda de endereço e inaugura sua nova sede na rua XV de Novembro, esquina com rua Waldemr Hesse, na entrada do Parque XV de Novembro.

Praticamente em frente ao prédio existem mais galpões em fase final de construção. Havia boatos de que empresas de ferragens e supermercado já teriam alugado o espaço, mas em conversa com o proprietário fomos informados que a locação ainda está em aberto.

Também da rua XV de Novembro, ao lado do posto do Banco do Brasil, a loja Nilson Eletromóveis fechou as portas e o imóvel está para locação. Mais um imóvel para locação, uma construção nova, situa-se na rua XV, esquina com a rua Paulo Penski.

Breve a imobiliária Zattar deve estabelecer loteamento ou condomínio em terreno localizado na rua XV, próximo à ponte sobre o rio Motucas. No imóvel há uma placa com autorização para supressão da vegetação. Um pouco mais adiante, no terreno anexo ao Hipermais, também em breve deve ser construído algum tipo de estabelecimento comercial.

sábado, 22 de agosto de 2015

Infight Centro de Artes Marciais forma campeões no Vila Nova

A primeira escola de artes marciais do bairro Vila Nova já forma campeões. Eduardo Macenas, 25 anos, conquistou o bicampeonato de muaythai na categoria amador; Luís Pellegrini foi o segundo colocado no semiprofissional e Adriana Pellegrini foi campeã amadora. O torneio foi realizado no Paraná e confirmou o cinturão até 60 Kg para Macenas. O grupo integra o Infight Centro de Artes Marciais.

Inaugurado em 2011 numa pequena sala do bairro Vila Nova, o centro logo conquistou adeptos nas variadas modalidades de artes marciais. Há pouco mais de um ano ocupa um espaço maior, na rua Rolf Brümer, com a supervisão do professor e atleta Luís Pellegrini e a também atleta Adriana Pellegrini. 

No local cerca de 100 alunos, entre crianças, jovens e adultos treinam nas modalidades de caratê, muaythai, jiu jitsu, MMA e treinamento funcional (para melhorar o condicionamento físico). O público é formado por homens e mulheres. “Ultimamente mais mulheres têm procurado a academia”, comenta Luís Pellegrini, que pratica muaythai há 15 anos.

O Infight Centro de Artes Marciais treina crianças a partir dos 5 anos de idade nas modalidades de caratê e jiu jitsu e a partir dos 10 anos para o MMA e muaythai. A academia fica na rua Rolf Brümer, nº 67, sobrepiso, no bairro Vila Nova. Os telefones de contato são 9929-8233 e 3207-2775.

sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Fundação 25 de Julho e Secretaria da Saúde promovem ação com moradores do Vila Nova

Mais de 40 moradores da área rural do bairro Vila Nova participaram nesta quinta-feira (20) da ação comunitária, promovida pela Prefeitura de Joinville, através da Fundação 25 de Julho e Secretaria da Saúde de Joinville, na Estação da Saúde, localizada na Rodovia do Arroz.

A ação integra o Programa Valorização Humana e Cultural do Ancião Rural, da Fundação. Durante o encontro, a comunidade recebeu atendimentos de verificação de diabetes (glicemia capilar) e pressão arterial, além de participar de uma conversa descontraída com a assistente social Jaqueline Coelho. "Só se alcança a real cidadania através da saúde e assistência social em parceria com as demais políticas públicas", destaca Jaqueline. 

Segundo a enfermeira da Secretaria da Saúde, Célia Olindia Dias, a ação tem como foco o envelhecimento saudável. "O trabalho busca dar esse acompanhamento aos idosos, observar suas necessidades e prioridades, além de promover o convívio coletivo, gerando também o lazer e bem-estar", pontua.

Aos 69 anos, Ardo Lino Poff é um dos participantes mais animados. "É uma coisa bem bonita o que estão fazendo aqui. Para nós, que trabalhamos toda a vida na roça é muito bom. Esses encontros são a única coisa que inventaram pra gente se reunir, porque só trabalhar é ruim", comenta entre risos.

O presidente da Fundação 25 de Julho, Valério Schiochet, destaca que o bem-estar deve combinar a saúde com a integração. "Cuidar das pessoas também é uma função do poder público", aponta.

Este foi o primeiro encontro e o intuito é que sejam realizadas reuniões toda terceira quinta-feira de cada mês, tendo como objetivo a inclusão e integração social com fortalecimento de vínculos familiares e comunitários para as pessoas idosas, com deficiência ou doenças crônicas.

Fonte: Prefeitura de Joinville. Foto: Rogerio da Silva.

quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Comunidade italiana resgata tradições e lança Festa da Polenta

Joaquim, ao centro, de chapéu, completou 98 anos dia 19/8
Embalados pela música do bandoneon e servidos com um cardápio à base de polenta cozida e frita, omelete, salame italiano e tortelle, agricultores da região rural do Vila Nova reviveram nesta quarta-feira um pouco das tradições da colonização italiana em Joinville.

A colazione, versão italiana do früstick realizado pelos descendentes de alemães, que significa café ou lanche da manhã, serviu para comemorar o aniversário de 98 anos de Joaquim Poltronieri, o mais antigo morador da localidade e para o lançamento da Festa da Polenta, que ocorre dia 20 de setembro.

O resgate dos costumes das famílias antigas da região rural faz parte de projeto desenvolvido pela Fundação 25 de Julho. Em julho, um grupo de moradores de Pirabeiraba e do Vila Nova, com idades acima de 90 anos, realizou visita à Prefeitura e foram recebidos pelo prefeito Udo Döhler. Nesta quarta-feira, Döhler acompanhou na comunidade da Estrada Blumenau o lançamento da Festa da Polenta.

“Nossa intenção é a de valorizar essas pessoas que contribuíram para o desenvolvimento da região rural de Joinville”, disse o presidente da Fundação 25 de Julho, Valério Schiochet. Na data em que completa 98 anos de idade, Joaquim Poltronieri recebeu duas placas de agradecimento: uma entregue por Schiochet e outra pelo grupo de bandonionistas presente ao encontro.

Joaquim Poltronieri é o patriarca de uma família com 11 filhos, 25 netos e 13 bisnetos. Nascido em Ascurra - SC, trabalhou toda a vida na cultura do arroz. Com 98 anos completados nesta quarta, mostra vigor para ir mais longe. “É 98 por enquanto”, comenta.

A família saiu de Ascurra em 1952 e se fixou numa propriedade rural na Estrada Blumenau, região do Vila Nova para continuar a tradição de plantar arroz, “num tempo que não havia energia elétrica e os recursos eram bem escassos”, comentou a filha Lurdes Poltronieri Jacob, que se encarregou de organizar a festa de aniversário. 

A Festa da Polenta será realizada dia 20 de setembro, no galpão de festas da Igreja Santo Antônio, na Rodovia do Arroz. O evento marca os festejos de uma das principais tradições italianas, que é o processamento do milho para a fabricação do fubá e da polenta. “É uma oportunidade para conhecer, através da gastronomia e das apresentações culturais, um pouco dos costumes de nossos antepassados”, disse Schiochet.

Foto: Rogerio da Silva.

Ponte de madeira é interditada na Estrada Arataca

A Defesa Civil e a Unidade de Obras da Prefeitura de Joinville interditaram, na manhã desta quarta-feira (19), a ponte de madeira sobre o rio Águas Vermelhas na Estrada Arataca, no bairro Vila Nova. O motivo foi o rompimento da estrutura provocado por veículo pesado que atravessou a ponte com excesso de peso. Há vinte dias foi instalada uma placa de advertência da proibição da passagem de caminhões. 

A Estrada Arataca liga os bairros São Marcos e Vila Nova, desde a rua Vitória Régia, próximo à BR-101, até a Rodovia do Arroz. Moradores e motoristas que utilizam aquela via terão de usar como rota alternativa a BR-101 ou a Rodovia do Arroz. Nem pedestres ou ciclistas podem passar. 

O gerente da Unidade de Obra, Aurélio Flenik, informou que a primeira providência para recomposição da passagem será a construção de novas cabeceiras, obra que deve demorar até dois meses. O trabalho será feito pela própria prefeitura com apoio da Subprefeitura da Região Oeste. 

Enquanto desenvolve o projeto e o dimensionamento da nova ponte, a Unidade de Obras e Subprefeitura aguardam a liberação pela Defesa Civil do Estado de um kit de transposição composto de peças de concreto pré-fabricadas. Segundo Aurélio Flenik, essa solução irá abreviar a instalação da nova ponte, pois a instalação do kit é rápida, sendo realizada em algumas horas.

terça-feira, 18 de agosto de 2015

Cepat de Joinville anuncia novas vagas de emprego

O Centro Público de Atendimento aos Trabalhadores (Cepat), órgão ligado à Prefeitura de Joinville, anunciou nesta segunda-feira (17) novas vagas de emprego para auxiliar de pessoal (RH), auxiliar financeiro, cozinheiro de restaurante, operador de retroescavadeira, técnico de manutenção eletrônica e vendedor pracista. 

Também foram divulgadas as vagas destinadas exclusivamente para pessoas com deficiência: auxiliar administrativo, auxiliar de cobrança, auxiliar de linha de produção, servente de limpeza e auxiliar jurídico. Os cargos de auxiliar de escritório, balconista de açougue e costureira de máquina reta também aceitam candidatos com deficiência.

Os maiores salários estão disponíveis nos cargos de operador de retroescavadeira (R$ 2 mil) e técnico de manutenção eletrônica (R$ 2.106). Já o maior número de vagas, num total de 10, é oferecido no cargo de auxiliar de linha de produção. 

A lista do Cepat também inclui vagas já anunciadas e que permanecem em aberto. Os interessados devem apresentar Carteira de Trabalho, CPF, RG e CEP de seu endereço. O Cepat funciona na rua Abdon Batista, 342, no Centro, das 8 às 14 horas.

Confira a relação completa das vagas de emprego AQUI.

sexta-feira, 14 de agosto de 2015

Vacinação contra a paralisia infantil começa neste sábado em Joinville

A campanha da vacinação contra a paralisia infantil começa neste sábado (15) em Joinville. Todas as unidades básicas de saúde estarão abertas das 8 às 17 horas, sem fechar para o almoço. 


Para proteger as crianças contra essa doença que causa paralisia, principalmente dos membros inferiores, a Prefeitura de Joinville, através da Secretaria da Saúde, pede que os pais vacinem anualmente seus filhos com idade entre seis meses e menores de cinco anos para formar uma barreira no meio ambiente e evitar o contágio com um vírus importado. 

Como a campanha também engloba a multivacinação, os pais poderão colocar em dia a carteirinha das crianças menores de cinco anos. Serão oferecidas todas as vacinas do calendário básico infantil e que protegem contra uma série de doenças.

O objetivo, em Joinville, é imunizar próximo de 32 mil crianças menores de cinco anos contra a paralisia infantil, além de atualizar o calendário de vacinas. A Campanha de Vacinação contra a Poliomielite e Multivacinação vai durar duas semanas, encerrando no dia 31 de agosto. 

A responsável técnica do Setor de Imunização da Secretaria da Saúde, Maria Goreti Lara Cardoso, explica que a vacinação de todas as crianças em um curto espaço de tempo (15 a 31 de agosto) cria uma barreira contra o vírus que causa a paralisia infantil, doença ainda registrada no Paquistão, Afeganistão e Nigéria. 

Essa barreira precisa ser formada todos os anos, por isso é preciso repetir a vacinação. A preocupação é proteger as crianças coletivamente, e não apenas individualmente. 

“Com a globalização e a possibilidade de uma pessoa estar em poucas horas do outro lado do mundo, não podemos correr o risco de o vírus entrar no País. A doença está erradicada no Brasil, mas não foi eliminada no mundo”, destaca Maria Goreti.

A poliomielite é uma doença grave, de fácil transmissão e que só pode ser prevenida por meio de vacina. Afeta o sistema nervoso e provoca a paralisia, principalmente dos membros inferiores. 

O último caso de poliomielite foi registrado no Brasil em 1989. Um ano antes, em 1988, iniciou-se campanha mundial para a eliminação da doença. 

Multivacinação

A campanha é destinada a crianças de zero a menores de cinco anos de idade. A expectativa é dar oportunidade aos pais e responsáveis que, por um motivo ou outro, deixaram de vacinar seus filhos na data certa. 

Vacinas oferecidas e quais doenças protegem:
- BCG: tuberculose miliar e meníngea
- Hepatites A e B 
- Rotavírus: diarreia por rotavírus 
- Pneumocócica 10 Valente: pneumonia por 10 sorotipos
- Meningo C: meningite do tipo C
- Poliomielite: paralisia infantil
- VTV: sarampo, caxumba e rubéola
- Pentavalente: difteria, tétano, coqueluche e doenças causadas pela bactéria Haemophilus influenzae tipo b (Hib), que são artrite, epiglotite, osteomielite, septicemia e meningite 
- DPT: difteria, tétano, coqueluche. Reforça a imunidade contra estas doenças aos 15 meses de vida e aos 4 anos.
- Tetraviral: sarampo, caxumba, rubéola e varicela

Fonte: Prefeitura de Joinville. Foto: Rogerio da Silva

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Detrans ativa mais quatro radares segunda-feira (17)

Mais quatro equipamentos eletrônicos para controle do trânsito entram em operação na próxima segunda-feira, dia 17 de agosto, em Joinville. 

São três radares e uma lombada eletrônica que serão ativados em ruas das regiões Leste e Sul da cidade. Com a ordem de serviço emitida pela Prefeitura de Joinville, através do Departamento de Trânsito (Detrans), chega a 36 o número de equipamentos instalados neste ano.

Segundo o engenheiro Samuel Bernardes, gerente de Trânsito do Detrans, serão ativados quatro tipos diferentes de controladores: um radar fixo na rua Guaíra, próximo ao número 350, no bairro Aventureiro; um radar com OCR (que faz a leitura da placa), na avenida Paulo Schroeder, próximo ao número 1.113, bairro Petrópolis; uma lombada eletrônica, na rua São Paulo próximo à rua Engenheiro José Gomes, bairro Floresta; e um radar de semáforo no cruzamento das ruas Paulo Schroeder e Boehmerwald, no bairro Boehmerwald.

Samuel Bernardes adianta que até o final do ano ainda serão instalados mais equipamentos. “A data de ativação depende do Inmetro, que faz a aferição dos equipamentos”, disse. 

Os lotes fazem parte da contratação total de 100 equipamentos realizada por licitação. A empresa Fotossensores venceu a concorrência com uma proposta no valor de R$ 23,9 milhões para um período de quatro anos.

Em abril, a Prefeitura de Joinville retomou a vigilância do tráfego de veículos por meio de equipamentos móveis (um para medição de velocidade e outro para verificação da legalidade do veículo). 

Os equipamentos fixos foram ativados em 15 de junho. São 20 radares e lombadas eletrônicas, além de dois aparelhos para verificar o avanço do sinal (popularmente conhecidos como fotossensores).

Em julho mais uma ordem de serviço foi executada e foram ativados 12 equipamentos em diversos pontos da cidade.

Fonte: Prefeitura de Joinville. Foto: Rogerio da Silva.

quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Programação Sesc Comunidade Vila Nova


Joinville sedia Congresso Brasileiro de Turismo Rural

As oportunidades que o turismo rural oferece para profissionais da área e para produtores rurais, bem como os resultados já conquistados pelo segmento no Brasil, serão algumas das temáticas discutidas no 9º Congresso Brasileiro de Turismo Rural, que acontece de 17 a 20 de novembro, no Centro de Convenções e Exposições da Expoville, em Joinville (SC).

Sediado pela primeira vez em uma cidade do Sul do país, o Congresso será realizado pela Univille (Universidade de Joinville) e pela Fundação Turística de Joinville.

“O Viva Ciranda, projeto de turismo rural pedagógico de Joinville, foi determinante para que a nossa cidade sediasse o Congresso Brasileiro de Turismo Rural, neste ano. A solidez e boa estruturação do nosso turismo rural serve de exemplo para todo o Brasil”, comenta o presidente da Fundação Turística, Raulino Esbiteskoski.

A programação do Congresso Brasileiro de Turismo Rural será formada por palestras, mesas redondas, painéis, relatos de experiências nacionais e internacionais, apresentações artísticas, mostra de produtos e serviços de turismo rural.

Além do conteúdo técnico e científico, os participantes do Congresso terão a oportunidade de vivenciar o turismo rural de Joinville na prática, com as visitas técnicas às propriedades rurais já consolidadas na atividade turística.

Também fará parte da programação do evento o II Colóquio Internacional de Pesquisa e Práticas em Turismo no Espaço Rural.

Palestrantes e inscrições

O Congresso Brasileiro de Turismo Rural é direcionado a estudantes e professores de graduação e pós-graduação de cursos de turismo, hotelaria, gastronomia e áreas afins; comunidades rurais; secretariais municipais e estaduais de indústria e comércio, turismo, cultura, educação, planejamento e agricultura; empresas turísticas públicas e privadas; e demais interessados.

À frente das palestras e painéis, estarão profissionais e especialistas renomados no Brasil e no exterior, como as professoras Regina Schuttler, da Universidade de Quilmes, da Argentina, e Luzia Coriolano, do Ceará, autora de livros e referência sobre turismo comunitário.

As inscrições para o evento devem ser feitas pelo site univille.br/cbtr e são gratuitas para agricultores familiares e produtores rurais. Alunos de cursos de gradução pagam R$70 e de pós-graduação R$130. Já para docentes e profissionais da área, as inscrições custam R$170.

Flores e gastronomia

Além da relevância do conteúdo apresentado, os participantes do 9o Congresso Brasileiro de Turismo Rural poderão aproveitar outras atrações especiais que acontecerão em Joinville, durante a realização do evento.

Uma delas é a 77a Festa das Flores, que será realizada de 17 a 22 de novembro, também no Complexo Expoville. É a festa de flores mais antiga do Brasil e traz atrações como concurso de orquídeas, exposição com mais de seis mil flores e plantas ornamentais e mercado de plantas.

Entre as atrações artísticas e culturais estão o tradicional concurso da Rainha da Festa das Flores, o Dia da Melhor Idade, apresentações de dança e música durante todo o período da festa. Outra novidade é o food truck que trará mais de 40 caminhões oferecendo gastronomia diversificada e ambientes personalizados.

Ainda dentro do Congresso, acontecerá a segunda edição da Semana Acadêmica de Gastronomia da Univille, com a participação de alunos da instituição.

Fonte: Prefeitura de Joinville

terça-feira, 11 de agosto de 2015

Prefeitura de Joinville orienta agricultores sobre o uso de agrotóxicos

A Prefeitura de Joinville, através das equipes da Unidade Sanitária, Fundação 25 de Julho, Programa Saúde da Família Vila Nova Rural e do Centro de Referência do Trabalhador (Cerest) realizaram, nesta segunda-feira (10), a coleta de amostras de sangue de agricultores na região rural do bairro Vila Nova. 

O trabalho faz parte de projeto de pesquisa sobre a contaminação e doenças provocadas pelos agrotóxicos utilizados na lavoura. A ação ocorreu na Estação da Saúde, na Rodovia do Arroz.

A coleta das amostras sanguíneas foi coordenada pelo médico do Cerest, Evaristo Iglesias e executada por agentes da Unidade Sanitária Municipal. O agricultor Samir Grah, que já manejou com produtos agrotóxicos, compareceu para fazer os exames. Hoje ele trabalha numa plantação livre de venenos e preside a Associação dos Produtores Orgânicos Rio Cristina.

O presidente da Fundação 25 de Julho, Valério Schiochet, diz que durante o dia ainda serão realizadas coletas domiciliares, “para aqueles agricultores que não puderem comparecer na Estação da Saúde”.

O projeto, inédito entre agricultores da região rural de Joinville, tem como proposta orientar os produtores sobre os perigos da contaminação e de doenças provocadas pelo uso inadequado ou abusivo de agrotóxicos. Na produção agrícola na região predominam as culturas de arroz, banana, aipim e verduras.

Na primeira etapa do programa foram identificados agricultores com doenças e intoxicação provocadas pelo uso constante e abusivo dos venenos nas lavouras e encaminhados para consulta médica no Cerest. Em seguida foram aplicados questionários por acadêmicos de biomedicina, serviço de assistência social da Fundação 25 de Julho e por agente social da Estação da Saúde do bairro Vila Nova.

Segundo o médico Evaristo Iglesias, em mais ou menos 15 dias começam a sair os resultados desta etapa de trabalho. “A partir daí serão desencadeadas novas ações de orientação ou de medicação, se for o caso”, explicou.

Fonte: Prefeitura de Joinville. Foto: Rogerio da Silva

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Prefeitura reabre PA Norte nesta sexta-feira (7)

A população de Joinville pode contar com a volta de um importante reforço no atendimento da saúde. Com presença de servidores, convidados e comunidade em geral a Prefeitura de Joinville reabriu nesta sexta-feira (7) o Pronto Atendimento 24 Horas Norte, no bairro Costa e Silva.


O prédio passou por um período de cinco meses de reformas. Teve a cobertura substituída, nova pintura interna e externa e adequações na estrutura geral. O investimento do município foi de R$ 300 mil. A liberação do espaço desafoga o atendimento nos PAs Sul e Leste, para onde os pacientes eram atendidos no período das obras.

Para a secretária da Saúde, Francieli Schultz, o momento é de agradecimento aos servidores e ao prefeito Udo Döhler, pelo empenho na solução dos problemas da saúde em Joinville. Francieli também destacou o trabalho da ex-secretária Larissa Brandão “pela imensa contribuição na gestão da saúde”.

Num discurso forte em defesa da saúde de Joinville, o prefeito Udo Döhler fez questão de pontuar a dedicação dos servidores do PA Norte. “Foi a partir de pedido de uma servidora da unidade que se iniciou todo o processo para a reforma”, disse, ao citar a servidora Ana Maciel. Döhler também citou os investimentos que a Prefeitura vem realizando na saúde na cidade.

“Estamos investindo 37,5% na saúde. Quando chegamos era 30% e o nosso dever constitucional é de 15%. Mas, se necessário nós vamos investir mais”, afirmou. Ao finalizar sua fala, Döhler anunciou que a Unidade Básica de Saúde sede do Costa e Silva será entregue outubro.

Os serviços do PA Norte foram suspensos no início de fevereiro deste ano para o conserto das infiltrações na cobertura do prédio. A Secretaria da Saúde contratou empresa para a reforma do telhado, com valor de R$ 75.674,18.

Além de sanar as infiltrações, a revitalização envolveu a instalação de novas portas nos banheiros, eliminação de vazamentos na rede hidráulica, alterações e adequações na sala de isolamento, consertos na rede elétrica, substituição de forros e divisórias, reforma do arco central na entrada do prédio e pintura interna e externa da unidade.

O PA Norte integra a rede de atenção para os casos de emergência. É para ele são levados alguns dos casos de acidentes ou de ferimentos, traumas e sintomas agudos de doenças ocorridos na madrugada, por exemplo. A unidade atende pacientes dos bairros Glória, Costa e Silva, Vila Nova, Bom Retiro, Saguaçu, Santo Antônio, Pirabeiraba, América e região rural.

Fonte: Prefeitura de Joinville. Foto: Rogerio da Silva

quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Tradição, memória e Früstick na visita de agricultores ao prefeito Udo Döhler

Grupo participou de animado Früstick, na Prefeitura
Histórias de tempos passados, costumes, boas lembranças, boas risadas. Assim foi o encontro de quatro moradores da zona rural, todos com idades entre 88 e 98 anos, com o prefeito Udo Döhler na manhã desta quinta-feira, na Prefeitura de Joinville. Acompanhado dos familiares, o grupo participou de um animado Früstick, uma das tradições germânicas que resiste ao tempo entre os moradores mais antigos do meio rural dos bairros Vila Nova e Pirabeiraba.

Joaquim Poltronieri, 98 anos; Eugênio Bergmann, 95; Affonso Lütke, 95; e Arsílio Brüsque, de 88 anos somam 376 anos de história. A visita, programada pela Fundação 25 de Julho, foi um compromisso assumido no evento de aniversário de Affonso Lütke, em Pirabeiraba, já que naquele dia Udo Döhler recepcionava o ministro da Educação, em passagem pela cidade. 

“Essa é uma das visitas mais honrosas, porque aqui está a história de Joinville”, disse o prefeito. 

Em meio a histórias dos tempos antigos, Eugênio Bergmann presenteou o prefeito com um litro de cachaça, que, segundo ele, “estava guardada há 55 anos”. Bergmann, que é conhecido morador do Distrito de Pirabeiraba, contou que o brinde havia sido preparado para presentear um ministro que viria para Joinville há mais de 50 anos. “Como ele não veio, decidi homenagear o prefeito com este presente”, disse.

Além da cachaça, Lütke fez questão de mostrar uma bíblia do ano de 1815, escrita no idioma alemão gótico. “É uma herança dos meus antepassados”, disse. 

Em retribuição pela visita, Udo Döhler concedeu a cada um o boton com o brasão da cidade de Joinville. “É um reconhecimento pela contribuição à preservação dos costumes e história de nosso município”, disse. 

Depois das homenagens veio a hora do Früstick. No cardápio, lanches típicos à base de pães, queijos, linguiças, salames e musses, lembrando o costume dos colonizadores alemães e italianos. Foram momentos para relembrar tradições, como as técnicas de preparo de alimentos, as tradições dos tempos antigos, os lugares, pessoas, o falar nos dialetos alemão e italiano.

Fonte: Prefeitura de Joinville. - Foto: Jaksson Zanco

Festa do Colono da Sociedade Piraí é atração no final de semana

Desfile Típico  é uma das atrações da Festa do Colono 

A Festa do Colono da Sociedade Piraí, tradicional evento rural de Joinville, chega na sua 40ª edição. A partir desta sexta-feira (7), até domingo (9), a comunidade da Estrada Comprida, área rural do bairro Vila Nova, oferece atrativos gastronômicos, culturais e musicais. Toda a programação terá como local a sede da Sociedade Piraí, o Salão Jacob. 

A festa tem como objetivo comemorar o Dia do Colono (25 de julho). Entre as atrações para o público estão torneio de tiro ao alvo, bailes, eleição da rainha, danças folclóricas, comida típica e o tradicional desfile típico.

Na sexta-feira, primeiro dia da festa, não será cobrado ingresso. A programação começa às 19 horas com Torneio de Tiro ao Alvo Integração Rural; às 19h30 ocorre a abertura da Noite das Sopas (sopa preta e sopa branca); e, a partir das 20h30, baile com os Irmãos Radoll.

No desfile, agendado para domingo de manhã, as famílias da região vão levar na Estrada Comprida máquinas, tratores e implementos agrícolas. Na edição passada, segundo os organizadores, cerca de três mil pessoas passaram pela festa. “Este ano queremos pelo menos repetir esse público. Estamos com toda estrutura preparada para receber bem os visitantes”, disse Lourdes P. Jacob, da comissão organizadora. 

A Festa do Colono é uma promoção da Sociedade Piraí e tem o apoio da Prefeitura de Joinvilel, por meio da Fundação 25 de Julho e Fundação Turística. 

Confira a programação

Sexta-feira – 07/08

Entrada Livre

19h00 – Torneio de Tiro Ao Alvo – Integração Rural
19h30 – Abertura com Noite das Sopas
20h30 – Baile com Irmãos Radoll

Sábado – 08/08

20h30 – Apresentação do Grupo Folclórico Germânico Oldenburg
22h00 – Concurso e coroação da Rainha e Princesas
22h30 – Balie com Eccos Band, de Schroeder/SC

Ingresso para o baile de sábado: R$ 15,00 (feminino) e R$ 20,00 (masculino)


Domingo – 09/08

10h00 – Desfile Típico
11h00 – Apresentação da Escola Municipal Vanessa May Engellmann
12h00 – Almoço Típico no Buffet: frango, marreco recheado, língua e churrasco
14h00 – Tarde dançante com Eccos Band

Ingresso para a tarde dançante: R$ 15,00 (feminino e masculino)

Preços da Alimentação

Sopas preta e branca: R$ 15,00 (sexta-feira)

Churrasco ou Marreco – R$ 27,00 (sexta e sábado)

Buffet Típico – R$ 30,00 (somente no domingo)


Informações sobre a Festa do Colono Piraí 2015

3439-5499 (Lurdes), 3453-3113 (Vilson) e 3455-4375 (Sociedade Piraí)


Como chegar na 40ª Festa do Colono Piraí

Local: Salão Jacob – Sede Social da SER Piraí

Seguindo pela rua XV de Novembro, a Estrada Comprida começa logo após atravessar a Rodovia do Arroz, indo em direção à Estrada Blumenau. A partir da estrada de chão, pegar à direita no Portal do Turismo Rural no Piraí e seguir adiante até localizar o Salão Jacob, no lado direito.

quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Festa do Colono neste fim de semana na Sociedade Piraí


Entenda como funciona o Centro de Bem-estar Animal

O Centro de Bem-estar Animal (CBEA) entrou em funcionamento em 2012 e desde então proporciona mais dignidade a cães e gatos em situação de rua em Joinville e segurança à população. O serviço localiza-se numa região afastada do centro da cidade: na Estrada Blumenau, km 11, s/n, área rural do bairro Vila Nova, na segunda lateral à direita após o cemitério da Estrada Blumenau.

Há três anos, a equipe do Centro atua no controle e na diminuição da população de cães e gatos por meio de castrações internas e mutirões anuais, cuidado de animais vítimas de maus-tratos, identificações com dispositivo eletrônico (microchips), vermifugações e vacinações.

“Os bichinhos ficam aqui até receber alta. Depois, são encaminhados para guarda temporária de voluntários ou devolvidos ao local em que foram encontrados. Só acolhemos animais muito debilitados”, explica Ludmille Almeida, coordenadora do CBEA. Entre as exceções, estão Toco e Nina, que moram no local desde o início. O comportamento arredio deles dificulta adoções.

A administração da estrutura é responsabilidade da Secretaria do Meio Ambiente (SEMA). Abre das 7 às 19 horas, de segundas a sextas-feiras. Há 22 funcionários, entre auxiliares de serviços gerais, tratadores, veterinários, motorista, agente administrativo e coordenadores. A equipe realiza, em média, 50 atendimentos por mês.

O prédio possui consultório, centro cirúrgico, salas de preparo, vacinação e esterilização, totalmente equipados. Os acolhimentos no canil são passageiros. Atualmente, há pouco mais de 80 animais no local: 10 gatos e 72 cães. Para adotar, interessados precisam preencher um formulário de posse responsável e comparecer ao Centro das 10 às 16 horas.

A atividade do Centro é regida pela lei complementar 360/2011, regulamentada pelo decreto 20.644/201 de 2013, que instituiu o programa de proteção animal no município. Por conta disso, o Centro participa de campanhas educativas junto ao Núcleo de Educação Ambiental da SEMA e mantém parceria com organizações não governamentais para encaminhar os animais à adoção.

No período de abrigo, os bichos recebem toda a assistência necessária, como banhos, alimentação, tratamento de doenças e passeios diários. “A maioria dos cães e gatos chega ao Centro através de protetores independentes. Já vítimas de maus-tratos só podem ser recebidas mediante apresentação de boletim de ocorrência”, destaca Ludmille.

Os resgates acontecem com base em denúncias da Ouvidoria da Prefeitura, de fiscais ambientais do município ou de solicitações do Ministério Público. Quando são confirmadas situações de maus-tratos, o proprietário recebe notificação com um prazo determinado para adequação.

Para o gerente de manutenção de Áreas Públicas, Reginaldo da Roza, a educação ambiental é essencial e beneficia a cidade como um todo. “Participamos de trabalhos de conscientização, como o programa Posse Responsável. É importante lembrar que o Centro não é um abrigo público de cães e gatos. Depois de tratados, os animais seguem para novos lares com o apoio de voluntários”, diz.

Principais serviços da unidade:

Castração
É promovida como forma de controlar a reprodução de animais de rua. O município não possui abrigo público para felinos e caninos abandonados, nem hospital ou clínica pública. Pessoas com renda de até um salário mínimo podem agendar castrações pelo número 3433-6157, das 8h às 14h. Demais tutores devem procurar clínicas particulares para realizar a castração.

Posse Responsável
A população de cães na cidade é avaliada em cerca de 130 mil. Por isso o projeto prevê um cronograma de apresentações teatrais em escolas públicas, além de empresas, grupos sociais, para servidores municipais e eventos organizados pela SEMA. O intuito é sensibilizar para a importância da posse responsável de animais domésticos, instruindo ainda sobre castração e cuidados básicos.

Microchipagem
O que é?
É outra forma do controle populacional e de zoonoses, através da identificação e localização dos tutores e coibição do abandono dos mesmos através de dispositivos do tamanho de um grão de arroz. A aplicação é indolor e ocorre sob a pele do animal, como uma vacina. Devem ser chipados cães, gatos, equinos (cavalos), muares e asininos (jumentos, mulas etc.).

Onde fazer?
Tutores podem fazer a chipagem em clínicas veterinárias particulares. No CBEA, o procedimento deve ser requisitado por ficha disponível no site da SEMA, com pagamento de R$ 28,95 e a apresentação do documento na sede do órgão, na Piazza Itália, bairro Anita Garibaldi. Quem comprova posse de animais castrados, adoção em ONGs e situação de baixa renda é isento da taxa.

Flagrantes
Maltratar animais é crime, previsto pela lei federal 9605/98, decreto 24.645/34. Reporte flagrantes de captura, aprisionamento ou abate de aves de espécies silvestres à Polícia Militar Ambiental, pelo telefone 190. Em caso de flagrantes de maus-tratos e abandono de animais domésticos, registre boletim de ocorrência na Polícia Civil ou na Polícia Militar, também no 190. Se possível, anotar placa do veículo ou fotografar a ação para facilitar etapas seguintes, como multas.

Denúncias
Para denunciar maus-tratos, criação irregular, abandonos ou informar a existência de um animal de rua ferido, ligue 156, das 8 às 18 horas, de segunda a sexta-feira, ou registre a situação pelo site http://ouvidoria.joinville.sc.gov.br, comunicando endereço (rua, número do imóvel onde a situação ocorre ou de imóvel em frente ou ao lado, bairro e ponto de referência). Animais feridos ou doentes que tenham tutor devem ser encaminhados a clínicas particulares.

Coletas de animais mortos
A coleta de animais mortos é realizada pela Ambiental, empresa de limpeza urbana, acionada pelo telefone 3436-8090.

Outras informações podem ser conferidas na página da Secretaria do Meio Ambiente, no link https://meioambiente.joinville.sc.gov.br/conteudo/8-Animais.html ou pelo telefone do Centro de Bem-estar Animal, nos números3433-6157 e 3433-2230.

CBEA em números no primeiro semestre de 2015:

Adoções: 112
Alimentações: 25.568
Atendimentos clínicos: 1.076
Banhos: 483
Cirurgias complexas, exames, transfusões: 97 
Curativos: 3.498
Devoluções ao meio: 23
Esterilizações: 186
Medicações: 7.464
Microchipagens: 198
Óbitos: 63
Quimioterapias e fluidoterapias: 64
Vacinações: 318
Vermifugações: 411
Ocorrências da Ouvidora tratadas: 348

Fonte: Prefeitura de Joinville

terça-feira, 4 de agosto de 2015

Prefeitura de Joinville faz trabalho de manutenção em vias pavimentadas

Rua XV, no Vila Nova, foi um dos trechos beneficiados
Nesta terça-feira (4), a Prefeitura de Joinville está com cinco equipes da Unidade de Pavimentação da Secretaria de Infraestrutura Urbana (Seinfra) realizando a manutenção de vias asfaltadas. 

A operação tapa buracos compreende ruas dos bairros Vila Nova, Pirabeiraba, Costa e Silva, Santo Antônio, Centro, Jardim Paraíso e Guanabara. A partir de quarta-feira (5), o serviço se desloca para bairros da região Sul e Leste.

O conserto de buracos no asfalto atende nesta terça-feira as ruas Arno Waldemar Döhler, Dona Francisca (trecho da rótula do Tecelão até Pirabeiraba), XV de Novembro e laterais (trecho do bairro Vila Nova), Estrada Timbé e laterais (no Jardim Paraíso), Blumenau e laterais, no Centro e rua Guanabara e laterais.

Nos bairros ainda ocorrem os serviços de manutenção geral e drenagem, executados por equipes das Subprefeituras. 

Na região Oeste os trabalhos compreendem a drenagem nas ruas Rolf Brümer e Augusto Eccel e o patrolamento nas ruas Joaquim Girardi e Arataca. Equipe da Prefeitura também atua na limpeza do rio Motucas e na manutenção das praças.

A Subprefeitura Nordeste realiza a drenagem da rua Guilherme Klein, no Aventureiro; roçada na rua Dorothóvio do Nascimento, no Cubatão; patrolamento e ensaibramento na rua de acesso à Associação de Moradores da Vila Cubatão e na limpeza de terreno público na rua Calixto, no bairro Jardim Paraíso.

Fonte: Prefeitura de Joinville. Foto: Rogerio da Silva.