circulando na vila

Bem vindo a este espaço, que se propõe divulgar as principais notícias do Vila Nova e região. Participe, com sugestões, ideias, fotografias...

terça-feira, 31 de março de 2015

Audiência da LOT nesta quarta-feira no Vila Nova

A Prefeitura de Joinville promove esta semana, na quarta (1º) e quinta-feira (2) mais duas audiências públicas de apresentação do projeto da Lei de Ordenamento Territorial, mais conhecida como LOT. Na quarta-feira serão contemplados os bairros de abrangência da Subprefeitura Oeste: Vila Nova e Área Rural do Vila Nova. O local é a Igreja Medianeira, na rua 15 de Novembro, 8.763, bairro Vila Nova. 

Na quinta-feira será a vez dos bairros de abrangência da Subprefeitura Pirabeiraba: Centro do Distrito, Rio Bonito, Rio do Júlio, Dona Franciosca, área rural de Pirabeiraba e parte da Zona Industrial Norte. O local é a Escola Agrícola Carlos H. Funke (anexa à Fundação 25 Julho)
Rua: Rod. SC 418 KM 0 – Distrito de Pirabeiraba.

No total, serão promovidas oito novas audiências até o dia 9 de abril, sempre das 19 às 23 horas. A primeira foi no dia 18 de março. A previsão de duração é de quatro horas, sendo cerca de 2h30 para a oficina, tempo para cada cidadão presente esclarecer dúvidas pontuais sobre a rua onde mora ou outros questionamentos. Estas oficinas serão com arquitetos e urbanistas da Fundação Ippuj.

Após a oficina, é promovida a audiência, com previsão de duração de 1h30, a fim de serem feitos os encaminhamentos, sobre o conteúdo que contém as ponderações feitas pela comunidade, nas audiências anteriores. 

Concluídas as oito audiências, e antes da LOT ser encaminhada à Câmara de Vereadores, será realizada uma 9ª audiência pública macro, final.

Próximas Oficinas e Audiências 

Data: 1/4 (quarta-feira), das 19 às 23 horas
Subprefeitura Oeste: Vila Nova e Área Rural do Vila Nova.
Local: Igreja Medianeira
Rua: XV de novembro nº 8763 – Bairro: Vila Nova

Data: 2/4 (quinta-feira), das 19 às 23 horas
Subprefeitura Pirabeiraba: Pirabeiraba (Centro), Rio Bonito, Rio do Júlio, Dona Francisca, área rural de Pirabeiraba e parte da Zona Industrial Norte.
Local: Escola Agrícola Carlos H. Funke (anexo a Fundação 25 Julho)
Rua: Rod. SC 418 KM 0 – Distrito de Pirabeiraba

Data: 8/4 (quarta-feira), das 19 às 23 horas
Subprefeitura Nordeste: Aventureiro, Jardim Sofia, Jardim Paraíso, Vila Cubatão e Área Rural Vigorelli.
Local: Escola Municipal Senador Carlos Gomes de Oliveira
Rua: Lauro Schroeder nº 777 – Bairro: Aventureiro

Data: 9/4 (quinta-feira), das 19 às 23 horas
Subprefeitura Leste: Boa, Vista, Espinheiros, Comasa, Iririú, Jardim Iririú e Zona Industrial Tupy.
Local: Comunidade São Paulo Apóstolo
Rua: Ponte Serrada nº 440 – Bairro: Comasa

Radares móveis entram em operação na segunda-feira (6)

A fiscalização de trânsito com radares móveis entra em operação na próxima segunda-feira (6/4) em Joinville. Equipamentos integrantes do contrato de locação realizado pelo Departamento de Trânsito da Prefeitura (Detrans) foram testados por agentes de trânsito nesta terça-feira na rua Max Colin.

Segundo o gerente de Trânsito, Samuel Bernardes, um radar móvel e um radar com sistema OCR (que faz a leitura da placa do veículo) começam a ser operados em vias sinalizadas da cidade. “Os testes já foram realizados e os aparelhos estão calibrados e na próxima semana vamos começar a operar”, disse.

Em poucos minutos realizando o monitoramento na rua Max Colin, uma das mais movimentadas da cidade e com velocidade permitida de 60 km/h, os agentes de trânsito já constataram veículos trafegando a 80 km/h.  “Numa situação de fiscalização normal, o condutor teria o carro fotografado e um auto de infração seria expedido pela autoridade de trânsito”, comentou o agente que estava no local.


Os testes com radares fixos continuam por mais tempo. Conforme o contrato de locação, o período de verificação se estende por 90 dias e a operação de todo o sistema deve vigorar a partir de junho. “Foram instalados radares para testes em alguns pontos fixos, mas ainda não serão realizadas notificações”, explica Samuel. 

Foto: Rogério da Silva/Secom

sexta-feira, 27 de março de 2015

Defesa Civil alerta para risco de temporais no fim de semana

A Defesa Civil de Santa Catarina emitiu aviso meteorológico, nesta quinta-feira (26/03), alertando para o risco de temporais na sexta-feira, sábado e domingo (27, 28 e 29/03).

Com a chegada de uma frente fria no estado, o clima se mantém instável devido a um conjunto de condições atmosféricas favoráveis à continuidade de chuva. Nestes dias há risco de descargas elétricas (raios), temporais isolados, rajadas fortes de vento e riscos de alagamentos, com pontuais elevados de chuva no Litoral, Vale do Itajaí (Baixo Vale) e Planalto Norte.

Em caso de tempestades com descargas elétricas e vento, a Defesa Civil recomenda permanecer em local seguro e não transitar em locais abertos, próximo a árvores, placas publicitárias ou objetos que possam ser arremessados. 

Se houver granizo é aconselhável que as pessoas se protejam em lugares com boas coberturas, além de fechar janelas e portas, e não manusear nenhum equipamento elétrico ou telefone devido aos raios e relâmpagos.

Já em casos de alagamentos, é aconselhável evitar o contato com as águas, não dirigir em lugares alagados ou transitar em pontilhões e pontes submersas. A recomendação se estende ao cuidado com crianças próximas de rios e ribeirões.

Transtornos em razão do mau tempo podem ser registrados com a coordenadoria municipal da Defesa Civil pelo telefone de emergência 199 ou com o Corpo de Bombeiros, no número 193.

quinta-feira, 26 de março de 2015

Opção gastronômica à base de palmito no fim de semana

A Sociedade Rio da Prata está preparada para receber grande público na 2ª edição da Festa do Palmito, no sábado e domingo (28 e 29), em Pirabeiraba. A organização do evento espera repetir o sucesso de visitantes da primeira edição, mas agora com estrutura ampliada para atender com mais comodidade os adeptos de uma das iguarias mais apreciadas da culinária brasileira, o palmito.

A festa inicia no sábado, a partir das 20 horas, com jantar típico à base de palmito. O valor do prato será de R$ 32,00. Quem quiser participar do baile, com a banda Os Montanari, que começa às 23 horas, pode adquirir ingressos antecipados no valor de R$ 15,00 no comércio da região central de Pirabeiraba ou na hora por R$ 25,00.

No domingo as atrações começam mais cedo. Às 9h30 iniciam as apresentações culturais típicas da região. Às 11 horas inicia a música com o conjunto Estrela de Ouro. O almoço, à base de palmito, começa a ser servido às 11h30. O valor é de R$ 32,00 e haverá também pratos especiais à base de palmito com valores variados. No período da tarde, a partir das 14 horas, música e dança com o conjunto Estrela de Ouro. O encerramento da festa é as 18 horas.

Cardápio

Para o jantar de sábado e almoço de domingo, as delícias da culinária colonial que aguardam os visitantes são bastante variadas. O chefe de cozinha Arnoldo Nehls adianta o cardápio: arroz branco, espaguete, aipim cozido ao perfume de bacon; carne de marreco recheado, sobrecoxa, tiras de patinho com ervilhas, língua bovina.

Nas saladas aparece o carro chefe da festa: palmito em rodelas, lasanha de palmito, refogado de palmito na manteiga (veja receita abaixo), estrogonofe de palmito, vinagrete de palmito, maionese de batata e repolho roxo.

Outro prato a la carte contempla filé duplo, palmito em rodela, repolho, cenoura e pão francês. Entre os pratos especiais, rodelas de palmito com linguiça frita, arroz e saladas e risoto de plamito com salada e cubos de mussarela.

Além da música e das opções gastronômicas, haverá no local exposição e venda de produtos da cultura do palmito cultivado, produtos artesanais coloniais e artesanato da região.

Para fazer em casa

Palmito refogado na manteiga

Ingredientes:
1 vidro de palmito picadinho
1 colher de sopa de manteiga com sal
1 colher de soba de cebolinha verde
1 pitada de pimenta do reino
½ copo de água
Sal a gosto

Modo de fazer
Derreter a manteiga e misturar o palmito e a água
Ir refogando em fogo baixo.
Por último temperar com cebolinha e pimenta.
Antes de servir coloque em fio de azeite de oliva.
Bom apetite!


(Receita do chefe de cozinha Arnoldo Nehls)

quarta-feira, 25 de março de 2015

Encontro técnico abre programação da 2ª Festa do Palmito

Encontro técnico regional sobre a cultura do palmito cultivado abre nesta quinta-feira, na Sociedade Rio da Prata, em Pirabeiraba, a programação da 2ª Festa do Palmito. 

Na agenda do evento, palestras sobre o cultivo de palmeira para produção de frutos e as técnicas para a produção de mudas de pupunha. A abertura está prevista para as 9 horas, com credenciamento a partir das 8h30.

O cultivo de palmáceas para produção de palmito tem despertado nos últimos anos o interesse de agricultores no município, devido principalmente à busca de novas opções mais rentáveis entre as modalidades tradicionais da agricultura. 

A área cultivada com palmáceas em Joinville já alcança 200 hectares, com um total de 85 produtores. A produção em 2014 ultrapassou 600 toneladas.

Entre as palmáceas, a preferida pelos produtores é a pupunha. Árvore nativa da região tropical da América do Sul, vem se destacando pelo seu potencial para exploração racional de palmito, devido principalmente as suas características de precocidade e perfilhamento. 

“O palmito da pupunha apresenta grande vantagem de não escurecer rapidamente após o corte, o que é comum na maioria das outras palmeiras usadas para esta finalidade”, afirma German Ayala engenheiro agrônomo da Fundação 25 de Julho.

Na programação desta quinta-feira, produtores terão a oportunidade para discutir assuntos como o cultivo da palmeira juçara para a produção de frutos. O palestrante será o engenheiro agrônomo Fábio Martinho Zambonim, pesquisador da Epagri. 

O segundo tema do dia vai abordar a produção de mudas de pupunha em tubetes e o manejo da cultura, com o engenheiro agrônomo Márcio Franchetti, do viveiro Flora do Vale.

As inscrições podem ser realizadas na Epagri, pelo fone 3461-1520 ou Fundação 25 de Julho, fone 3424-1188.

O valor da inscrição é de R$ 30 reais, com direito ao almoço.

Procon de Joinville realiza pesquisa de preços de pescados

Com a proximidade da Semana Santa unida à tradição de não ingerir carne vermelha, a procura por pescados com valores que caibam no bolso do consumidor é maior durante este período. 

Assim, para otimizar o tempo de busca, o Procon de Joinville divulgou, nesta terça-feira (24/03), o custo do quilo de alguns pescados. 

A pesquisa foi realizada em cinco estabelecimentos dos bairros América, Saguaçu, Floresta, Boa Vista e Centro, com 16 produtos, entre anchova, bacalhau, cação em posta, camarão, corvina, garoupa, linguado, merluza, pescado, robalo, salmão e sardinha, tendo os preços divididos entre congelados e \"in natura\".

O quilo do camarão médio com casca congelado, por exemplo, pode ser encontrado por R$ 17,90 em um estabelecimento e por R$ 99,98 em outro, uma variação de mais de 550%. 

Entre os tipos de peixe pesquisados, o linguado foi o que apresentou maior variação de preço: 267%; seguido pelo bacalhau, com 250%; e o cação, com 227%.

Veja esta e outras pesquisas completa AQUI.

terça-feira, 24 de março de 2015

Subprefeitura Oeste retira entulhos de área de preservação ambiental na Estrada Duas Mamas

Trabalho de limpeza deve levar uma semana 
Equipes da Subprefeitura da Região Oeste trabalham há dois dias na retirada de entulhos na Estrada Duas Mamas, zona rural do bairro Vila Nova. 

Denúncia realizada na semana passada apontou para o crime ambiental, onde pessoas ainda não identificadas despejaram lixo em cinco pontos da estrada. O material, composto por roupas, sacolas, mochilas, brinquedos, atinge nascentes e córregos da região.

Os lugares onde os entulhos foram jogados são de difícil acesso. Máquinas não conseguem alcançar e o serviço é realizado por funcionários com auxílio de cordas. 

“Não tem como chegar lá em baixo com a máquina e o trabalho de limpeza é lento e deve levar pelo menos uma semana”, prevê João Tadeu Moreira, coordenador da Subprefeitura.

A Estrada Duas Mamas faz a ligação do bairro Vila Nova com o município de Schroeder. Conhecida como serrinha, a estrada fica a 20 km do perímetro urbano de Joinville e não há residências ao longo do trecho de 10 km de subida e descida.
A fiscalização da Secretaria do Meio Ambiente vai investigar, a partir dos tipos de entulhos recolhidos, a procedência dos materiais. 

A penalidade para este tipo de crime ambiental é de uma a mil UPMs (uma UPM vale em março R$ 231,66). “Se alguém observar este tipo de atitude é importante anotar o número da placa do veículo e realizar a denúncia na Prefeitura”, diz Rodrigo de Mendonça, coordenador da fiscalização ambiental. 

Joinville possui um serviço de recolhimento de materiais que não são mais usados através da Ambiental.

O telefone de contato é o 3441-0400.

Cepat divulga mais de 340 vagas de emprego em Joinville

O Centro Público de Atendimento aos Trabalhadores (Cepat) de Joinville divulgou, nesta segunda-feira (23/3), mais de 340 vagas de empregos na cidade, entre novas oportunidades e vagas ainda em aberto, sendo 22 exclusivas para pessoas com deficiência.

Segundo a relação, os cargos que oferecem os salários mais elevados são de mecânico de manutenção de máquinas industriais, R$ 2.279; caldeireiro (chapas de ferro e aço), R$ 2.241; torneiro mecânico, R$ 2.200; fresador (fresadora universal), R$ 2.186; e assistente de vendas, R$ 2 mil. 

Entre os cargos com maior oferta de vagas estão o de varredor de rua (153), auxiliar de linha de produção (40) e ajudante de acabamento de fundição (20). Os salários variam de R$ 788,00 a R$ 2.279,00 e as oportunidades são para os sexos masculino e feminino.

Pessoas com deficiência podem concorrer aos cargos de assistente de vendas, auxiliar de cozinha, auxiliar de linha de produção, auxiliar de limpeza, lavador de carros e repositor. 

Os interessados devem ir até o Cepat, que fica na rua Abdon Batista, nº 342, perto do Mercado Público Municipal. O candidato deve apresentar Carteira de Trabalho, CPF, RG e CEP de seu endereço. O horário de atendimento é das 8 às 14 horas. 

Veja a lista das vagas AQUI

segunda-feira, 23 de março de 2015

Mais um acidente com caminhão na Rodovia do Arroz

Carga de refrigerantes se espalhou pela pista 
Um caminhão que transportava bebidas tombou na Rodovia do Arroz nesta segunda-feira, por volta das 17 horas, no trecho entre o semáforo da rua XV de Novembro e Estrada do Atalho. Na mesma curva outros seis acidentes ocorreram nos últimos dois anos. O caminhão trafegava no sentido BR 101 - Vila Nova e se perdeu na hora de fazer a curva. Não há registro de feridos e os danos foram materiais. Por causa do acidente, filas se formaram nos dois lados da pista e a polícia militar está orientando o trânsito. 

Fundação 25 de Julho e Epagri promovem 2ª Festa Regional do Palmito

Dois dias de festa, no sábado e domingo (28 e 29/3), com equipes preparadas para receber grande público, são as estratégias da Fundação 25 de Julho e da Epagri para aperfeiçoar um evento que veio para ficar: a Festa do Palmito Cultivado. Realizada na Sociedade Rio da Prata, em Pirabeiraba, a comemoração deste ano espera receber pelo menos o mesmo público da edição de 2014, quando passaram pelo local perto de 3 mil pessoas. 

“Estamos com estrutura preparada nos mesmos moldes de festas que recebem grande público, como a Bandoneonfest e a Festa do Colono”, disse Valério Schiochet, presidente da Fundação 25 de Julho. No evento técnico que precede as comemorações, na quinta-feira (26), estão previstas duas palestras sobre a cultura do palmito cultivado.

Considerada uma das iguarias mais apreciadas da cozinha brasileira, a Festa do Palmito foi idealizada com a intenção de disseminar a cultura e consumo de um segmento que cresce a cada ano em todo o país. “A produção de palmito é uma grata surpresa para nós e hoje é uma cultura que cresce em média 10% ao ano”, comenta Onévio Zabot, gerente regional da Epagri em Joinville.

O cultivo de palmeiras para consumo de palmito ganha cada vez mais espaço entre as culturas de produção agrícola. Mais de três mil produtores rurais do litoral norte catarinense tem na produção de palmeiras parte de sua renda. Onévio Zabot afirma que em algumas cidades, como Massaranduba, por exemplo, a cultura já ultrapassou a produção de bananas em área plantada.

A diversidade das espécies surge com as dificuldades e restrições inicialmente impostas ao corte da palmeira Euterpe Edulis (juçara). A partir daí entram em cena alternativas com menor impacto ambiental, como a palmeira real, palmeira imperial e a pupunha. “O mercado se ajusta com a demanda e nós precisamos levar o apoio técnico para os produtores”, diz Valério Schiochet.

Agregar valor à produção primária é condição fundamental para que as palmeiras se estabeleçam como fonte geradora de emprego e renda. “Hoje o produto já é uma das fontes de renda que garante estabilidade para o agricultor e a Festa do Palmito se propõe a promover o conhecimento técnico, ajudando os produtores”, afirmou Zabot. Outra meta do evento é promover parcerias de negócios entre produtores, empresas compradoras  e fornecedores da cadeia produtiva.

Encontro técnico regional

Para disseminar informações técnicas entre os produtores e profissionalizar a produção do palmito, Fundação 25 de Julho e Epagri promovem o Encontro Técnico Regional, também na Sociedade Rio da Prata, no dia 26 de março, quinta-feira, a partir das 8 horas. “Nós temos esta responsabilidade de colaborar na capacitação como forma de incentivo à produção”, disse Valério Schiochet. 
  
Programação:

Encontro Técnico Regional
Dia 26 de Março, na Sociedade Rio da Prata
8h00 – Credenciamento
9h00 - Abertura
9h30 -  Palestra “O cultivo de palmeira Juçara para produção de frutos em SC”
11h00 Palestra “Produção de mudas de pupunha em tubetes e maneja da cultura”
12h30 Almoço à base de palmito

Inscrições na Epagri (fone 3461-1520) e na Fundação 25 de Julho (3424-1188)
Valor da Inscrição: R$ 30,00 (Palestras + almoço)

Festa do Palmito Cultivado
Dia 28 de março, sábado, na Sociedade Rio da Prata

20h00 – Jantar típico à base de palmito. Valor R$ 32,00
23h00 – Baile com a banda Os Montanari

Dia 29 de Março, domingo, na Sociedade Rio da Prata

09h30 – Início das atividades com apresentações culturais
11h00 – Início da música com conjunto Estrela de Ouro
11h30 – Almoço típico à base de palmito. Valor R$ 32,00
14h00 – Tarde-dançante com conjunto Estrela de Ouro
18h00 - Encerramento

sexta-feira, 6 de março de 2015

Caminhões batem de frente na Rodovia do Arroz

Dois caminhões bateram de frente nesta sexta-feira, por volta das 17h45, no trecho urbano da Rodovia do Arroz, no bairro Vila Nova. Um dos motoristas ficou ferido e foi conduzido ao Hospital São José. De acordo com testemunhas que presenciaram o acidente, um dos motoristas, que vinha no sentido Guaramirim Vila Nova invadiu a pista contrária, nas proximidades da Estrada do Atalho, e acabou batendo de frente com outro caminhão. Com o acidente grande fila de caminhões e veículos se formou nos dois lados da pista e na rua XV de Novembro. Caminhões guincho estão no local juntamente com a Polícia Militar para tentar liberar a pista. A previsão é de que isso ocorra até as 19 horas. Foto: Adilson Girardi