circulando na vila

Bem vindo a este espaço, que se propõe divulgar as principais notícias do Vila Nova e região. Participe, com sugestões, ideias, fotografias...

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Dois casos de Dengue confirmados no Vila Nova e em Pirabeiraba

A Secretaria Municipal de Saúde confirmou na manhã desta quarta-feira que há dois casos de dengue em Joinville, um no bairro Vila Nova e outro em Pirabeiraba.

Os dois pacientes são masculinos. Um de 20 anos e outro de 16. Ambos já foram medicados e terão alta ainda nesta quarta. Os dois contraíram a doença em Joinville. 

A Secretaria de Saúde chamou uma entrevista coletiva para às 14 horas para explicar a situação e a estratégia de combate à doença na cidade. 

Joinville chega aos 114 focos de reprodução do mosquito da dengue. Em janeiro foram 106 casos, somados a três novos identificados nos primeiros três dias de fevereiro. Dos 43 bairros da cidade, nove fazem parte da lista de locais onde existem criadouros do mosquito. 

Essas regiões foram visitadas pela Vigilância Ambiental, que mantém o Programa de Controle à Dengue para identificar os criadouros do transmissor da doença que causa náuseas, dores no corpo e febre alta. 

Em relação ao ano passado o número de focos mais que triplicou. Em janeiro de 2014, foram encontrados 30 pontos de reprodução do mosquito. De acordo com a coordenadora do Programa de Controle à Dengue Vanderli de Oliveira, água parada por "mais de cinco dias" já é um prato cheio para a criação do Aedes Aegypti. Por isso, para a gerente, "eliminar água parada" é a arma mais eficaz de combate "à mosquita", porque é fêmea quem dissemina o vírus. 

A região do Itaum, na Zona Sul da cidade, contabiliza o maior número de focos. Somente nesse bairro existem 79 pontos de reprodução do transmissor da dengue. Outro que exige cuidado é o Floresta, com 18 focos identificados. Vila Nova, Petrópolis, Glória, Costa e Silva, Nova Brasília, Anita Garibaldi e Zona Industrial também integram a lista de atenção do programa de controle.

Fonte: A Notícia (www.an.com.br)

Nenhum comentário: