circulando na vila

Bem vindo a este espaço, que se propõe divulgar as principais notícias do Vila Nova e região. Participe, com sugestões, ideias, fotografias...

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

Produtor do Vila Nova é destaque em Feira de Inovação



O método de produção de algumas variedades de verduras do agricultor e empresário Adir Hinghaus, da região rural do Vila Nova, será um dos destaques do 4º Fórum de Inovação de Joinville, nos dias 6 e 7 de novembro, na Expoville. O plantio protegido, a embalagem dos produtos e o alface hidropônico, que se tornaram referência em qualidade e, atualmente, são vendidos para marcas de fast foods e grandes redes de supermercados, serão apresentados como um dos cases de sucesso do evento.

Há 15 anos, o empresário Hinghaus apostou em um modelo de produção de verduras que deu certo: o plantio protegido. Desde então, todas as mudas crescem com a proteção de um material que tem filtro UV (radiação ultravioleta), bloqueia a chuva de granizo e os fortes temporais. Com isso, a porcentagem de perda do plantio foi reduzida em 95%. O método também garante mais qualidade, pois a quantidade de agrotóxico é menor e não precisa ser reposto quando chove. “Antes, era necessário colocar mais agrotóxico nas verduras cada vez que chovia, porque a água retirava tudo”, explicou Hinghaus.

Hoje, todos os 15 mil metros quadrados de plantação contam com o plantio protegido. Na região rural do Vila Nova, seu Hinghaus produz espinafre, rúcula, radite, agrião, salsinha, cebolinha e alface. Além disso, o empresário também trabalha com outros tipos de verduras e legumes que são produzidos por terceiros.

Mas não é apenas no modelo de plantio que o agricultor inovou. Todas as verduras e legumes produzidos e importados por ele são embaladas antes de serem vendidas. Depois da colheita, o material passa por uma seleção - o que não estiver bom é descartado – e depois por um processo de lavagem até chegar na embalagem, que sai de lá lacrada e com data de fabricação e validade. “Desta forma, a verdura sai pronta para o consumo e a gente evita as perdas, pois os clientes não precisam procurar as melhores peças”, ressaltou o Hinghaus.

Outro destaque do plantio é o alface hidropônico, que é 100% mais limpo que o convencional por ser plantado na água e não conter substrato. O tempo de produção também é menor: cerca de 28 a 30 dias para ser colhido. O alface convencional pode levar até 45 dias para ficar pronto. No entanto, o alface hidropônico requer mais investimento e exige 100% de cuidados do produtor, o que torna a verdura mais cara também.

O método de plantio protegido e a venda das verduras e legumes em embalagens fez com seu Hinghaus atraísse grande marcas. “Esse modelo de produção permite com que eu programe a colheita, pois como eu trabalho com grandes empresas eu não posso deixar faltar produtos. Além disso, a qualidade deve ser sempre em primeiro lugar”, falou.

O diretor-presidente da Fundação 25 de Julho, Valério Schiochet, acredita que o plantio protegido é uma prática na qual os pequenos agricultores devem se espelhar. “Esse modelo diminui as perdas, aumenta a produção e a produtividade e pode agregar renda”, destacou.

O 4º Fórum de Inovação será realizado das 8h às 18h30 dos dias 6 e 7 de novembro. O evento também terá a premiação do 1º Prêmio de Inovação, voltado para acadêmicos que morem ou estudem em Joinville.

Durante o encontro, serão apresentados seis cases de sucesso.


Fonte: Prefeitura de Joinville / Foto: Rogério da Silva 

Nenhum comentário: