circulando na vila

Bem vindo a este espaço, que se propõe divulgar as principais notícias do Vila Nova e região. Participe, com sugestões, ideias, fotografias...

terça-feira, 26 de julho de 2011

Comunidade discute alternativas para o trânsito

A comunidade do Vila Nova, já sem esperanças quanto ao início das obras do binário com a rua XV, já começa a discutir alternativas para se livrar das longas filas que se formam na rua XV nos horários da manhã meio-dia e final da tarde. Reunidos em assembleia da Associação de Moradores do Alto da Rua XV, lideranças comunitárias e moradores cobraram do representante da Conurb presente na reunião ações mais eficazes no controle e na fluidez do trânsito no bairro. Sem uma resposta convincente, os moradores decidiram apresentar proposta para desvio do fluxo de veículos nos horários de pico, utilizando algumas ruas laterais. A ideia é transformar parte da rua XV em mão única em alguns pontos onde é possível fazer os desvios. A proposta, trazida à reunião pelo morador Melchior Beninca, deve ser apresentada à Prefeitura pela AMARXV para análise e implantação. Outra ideia é prolongar a rua Amália Tambosi, até a rua Leopoldo Beninca (1ª lateral da Bento da Rocha), possibilitando aos veículos sair da rua XV antes de chegar nos dois semáforos que trancam o trânsito. Uma das ações que poderia ser implantada de imediato é a colocação de placas de sinalização na Rodovia do Arroz, informando o acesso à BR-101, para evitar que veículos e caminhões continuem atravessando o bairro, causando mais congestionamentos.

2 comentários:

Tarciso Jannig disse...

Adilson
Moro na Estrada Piraí e também vejo que o maior problema na rua XV são os veículos pesados... os caminhões da britagem Volgesanger são extremamente lentos e atrapalham muito assim como os demais..
Sugestão:
Assim como nas principais ruas do Centro da Cidade, essa parte da rua XV também poderia ser proibido os vículos pesados em determinhado horário.. Poderiam permitir somente a partir de um horário da noite para carga e descarga. Com essa medida iria melhorar em muito o fluxo para os moradores.

elpidiozim disse...

Concordo com a opinião. Porém temos que criar alternativas para o transporte pesado, pois dependemos dele também, para nossas necessidades. Inacreditável o que ouvi nessa reunião, por pessoas influentes em opinião pública, questionando a real necessidade do binário (lê-se Embrumário). Não é possível, dentro da visão viária, que um bairro como Vila Nova, maior que muitos Municípios do Brasil inteiro, tenha apenas uma ligação com seu principal centro econômico. Além do binário, precisamos de pelo menos, mais tres ligações. Uma felizmente já foi feita, a Rua Barbante, que nos liga à Zona Sul da cidade. Precisamos criar alternativas internas no bairro para fugirmos da Rua XV, para atendermos deslocamentos entre as localidades principais e nos policiarmos para usarmos corretamente. É muito comum vermos veículos saindo do Parque XV e entrando na Bento T da Rocha, pela Rua XV, porque fica difícil passar por ligações existentes, e muitas vezes sem condições de tráfego. Urgentemente precisamos brigar pela ligação da Rua dos Suíços com Almirante Jaceguai, pelo Costa e Silva, que nos ligaria com a Zona Norte e Distrito Industrial. Disse
Elpidio Zimmermann