circulando na vila

Bem vindo a este espaço, que se propõe divulgar as principais notícias do Vila Nova e região. Participe, com sugestões, ideias, fotografias...

quinta-feira, 31 de março de 2011

Secretaria Regional participa de reunião de moradores

O secretário regional do Vila Nova, Dário Matthies (foto), esteve na reunião da AMARXV no último dia 28 de março e explicou aos presentes a situação das obras de contenção das enchentes no bairro. Dário Mathies, que foi conduzido ao cargo no dia 23 de março, após a saída do engenheiro Fabiano em função do desembarque o PMDB do governo, os moradores devem reclamar na secretaria sempre que houver problemas para serem resolvidos. "Se não houver o pedido, a secretaria não tem como atuar de forma eficiente", disse. Dário atua desde 2009 na Secretaria, antes no cargo de Coordenador II da Área Operacional.

Palmeiras prepara time para a Segundona

O Palmeiras do Vila Nova está a todo vapor na preparação de seu time para a disputa do Campeonato da Segunda Divisão de Amadores de Joinville, a Segundona. Em assembleia extraordinária realizada em sua sede na última terça-feira (dia 29), a diretoria decidiu que o time que vai disputar o torneio será formado pela base da equipe vice-campeã de 2010 no Copão Kurt Meinert, comandados por Márcio Barz Müller (Gaúcho). Segundo o diretor de esportes do Palmeiras, Ademar Geisler, o diferencial desta equipe está no fato de que ninguém vai receber salário para jogar: “Todos vão participar por amor à camisa e também para ajudar o Palmeiras a se destacar no futebol amador de Joinville”, destacou. O presidente do Palmeiras, Elpídio Zimmermann, adiantou que a Sociedade prepara também um time para participar do Copão Kurt Meinert.

quarta-feira, 30 de março de 2011

Concluída pavimentação da Estrada Lagoinha


Terminou nesta semana o asfaltamento da estrada Barbante, que faz a ligação entre os bairros Morro do Meio e Vila Nova (a estrada vai até a Rodovia SC 413, Rodovia do Arroz). Para a comunidade local, é o fim do pó e da lama, além disso a estrada recebeu microdrenagem (colocação de tubos) que ajuda a conter as inundações. A Estrada Barbante tem 2.160 metros. Ainda está prevista a construção do acesso a rodovia do Arroz,com pista de desacelaração. A ligação também proporciona facilidade de deslocamento entre os bairros Vila Nova e Morro do Meio e se constitui em alternativa para fugir das filas da Rua XV e dos alagamentos na Rua Minas Gerais.

terça-feira, 29 de março de 2011

Churrasco no Maestro

O Colégio Estadual Maestro Francisco Manoel da Silva, localizado na rua XV de Novembro, proximidades da Rodovia do Arroz, vai promover churrasco no dia 9 de abril, sábado. No dia haverá, além do churrasco com salada e pão, uma série de outras atividades para entretenimento, como cama elástica, piscina de bolinhas, campeonato de futsal, sorteio de uma viagem para o Resort Água de Palmas. O evento tem o apoio da Associação de Pais e Professores da escola e conta com o patrocínio da Borracharia do Negão, Rádio Udesc FM, Lanchonete JRM e Flavio Granemann Advocacia. Passar a contar também com o incentivo e divulgação do Jornal Notícias da Vila e do blog Circulando na Vila.

domingo, 27 de março de 2011

Pagode eleitoral...

Tenho recebido, através das redes sociais, inúmeras propagandas de eventos festivos do tipo "pagode com fulano de tal", "bailão entre amigos", "confraternização dos amigos de ...". Nada contra as festas entre amigos, mas é escancarado que se trata de estratégia de pré-candidatos às eleições do ano que vem. O que preocupa é que cada vez mais o povo é ludibriado por pessoas que,  sem as mínimas condições de representar a sociedade, seja no Legislativo ou no Executivo, buscam nestes eventos, oferecendo comida e bebida, o apoio para projetos que via de regra objetivam satisfazer apenas interesses pessoais. Interessante seria se houvessem mais reuniões para discussão de ideias, projetos, propostas para a comunidade. Infelizmente isso está se tornando cada vez mais raro. 

sexta-feira, 25 de março de 2011

Reunião da AMARXV

Nesta segunda-feira, dia 28, a Associação de Moradores do Alto da Rua XV de Novembro promove assembleia geral ordinária, com início previsto para as 19h30, na Sociedade Palmeiras. A pauta da reunião será uma palestra com representante da Secretaria Municipal de Saúde, sr. Agostinho Rosa, que vai falar sobre o planejamento de obras da Secretaria para o Vila Nova. Também estará presente o representante da Secretaria Regional do Vila Nova, sr. Dário Mathies, que vai explicar o andamento das obras de contenção de enchentes no bairro.

quinta-feira, 24 de março de 2011

AMARXV reivindica escola

A Associação de Moradores do Alto da Rua XV – AMARXV, está reivindicando junto ao governo do Estado a construção de uma escola de ensino médio, com opção de cursos profissionalizantes, para a região da Rua Bento Torquato da Rocha. Segundo o ofício, com data do dia 22 de março e que vai subscrito por este jornalista e por toda a diretoria da Associação, o bairro Vila Nova vive um momento de expansão socioeconômica, com a previsão de crescimento a partir de projetos como o binário com a Rua XV e a inauguração de 600 unidades habitacionais, do Programa Minha Casa Minha Vida. Com cópia para a Secretaria de Integração Regional e Prefeitura Municipal, a ideia é utilizar terreno existente no Loteamento Parque XV de Novembro IV, que dispõe de área de propriedade do Município reservada para escola, com aproximadamente 20 mil metros quadrados.  

segunda-feira, 21 de março de 2011

Nada de novo na audiência na Câmara

Não houve novidades na audiência realizada na Câmara de Vereadores, que reuniu deputados, vereadores, comunidade e especialmente o Secretário de Infra-Estrutura do Estado, Valdir Colbachini, que veio falar sobre as obras estruturais a ser realizadas com os recursos do BNDES. Promovida pelo presidente da Comissão de Finanças do Legislativo, vereador Jucélio Girardi, a reunião tinha o objetivo de esclarecer dúvidas e definir as datas de início das obras, principalmente o binário com a rua XV. Mas o encontro acabou não acrescentando nada além do que a comunidade já sabe. Ou seja, mais uma vez os poucos moradores do Vila Nova presentes ouviram promessas de início das obras. Fatos concretos, nada. Para a comunidade do Morro do Meio o saldo foi até pior, pois quando todos esperavam uma sinalização positiva em relação à elevação do nível da rua Minas Gerais, ouviu a informação de que o dinheiro disponível não é suficiente para concluir a obra. Mais uma vez, somos convocados a esperar...

domingo, 20 de março de 2011

Resultado da enquete do blog

A maioria dos leitores deste blog prefere os assuntos relacionados a política e atualidades. Na pesquisa que ficou no ar durante o mês de março, havia também as opções meio ambiente, esporte e outros. Na pontuação geral, os votos ficaram assim distribuídos: Atualidades (46%), Política (38%), Meio Ambiente (15%), Esporte (7%) e Outro (7). As informações coletadas servem de diretriz e orientação para a publicação de notícias no blog. A partir de hoje, junto com o outono, entra no ar uma nova enquete. O blog quer saber qual a avaliação dos serviços da Secretaria Regional no bairro.

sexta-feira, 18 de março de 2011

Festa da Banana

Começam hoje, sexta-feira, os eventos da 1ª Festa da Banana, evento realizado na comunidade de Aparecida, na Estrada Blumenau, zona rural do bairro Vila Nova.  Hoje, às 13h30, foi realizada a abertura oficial da Festa, com o Seminário Municipal da Banana. No sábado, a partir das 19h30, ocorre o jantar com culinária típica e o baile, com a dupla Sandro e Wilson. O valor do jantar, com direito ao baile, é de R$ 15,00 por pessoa. Quem preferir participar somente do baile paga R$ 8,00. A Festa da Banana é uma iniciativa do Grupo de Desenvolvimento da Mulher Rural da Estrada Blumenau e da Asbanville (Associação dos Bananicultures de Joinville).

quarta-feira, 16 de março de 2011

Galeria na Estrada do Salto II

A Prefeitura de Joinville, por intermédio da Secretaria Regional da Vila Nova, já iniciou os trabalhos de recuperação nas estradas e acessos da área rural do bairro. Estão sendo priorizados a construção de pontes e galerias que foram destruídas durante as chuvas. A equipe da unidade de pontes da Seinfra iniciou a construção de uma nova galeria sobre o rio Piraí, na Estrada do Salto 2, área rural da Vila Nova. Ao todo estão sendo implantados 56 blocos pré-moldados de concreto, medindo 3 metros de largura por outros 3 metros de altura. A foto é de Ruy Ferrari. Fonte: Prefeitura Municipal de Joinville

Conseg propõe mudar sede da Polícia Militar

Na reunião do Conselho de Segurança do Vila Nova, realizada na última segunda-feira, dia 14/2, o novo comandante da 3ª Companhia da Polícia Militar, Tenente Felipe Dutra, sugeriu a mudança da sede da polícia, do Parque XV para as imediações do Terminal de Ônibus do Vila Nova. O motivo da alteração seria para dar mais agilidade às ações e de posicionar a sede em um local mais centralizado e de melhor acesso para o restante do bairro. O encaminhamento será realizado através de consulta ao Ippuj, para verificação de espaço no Terminal de Ônibus.

terça-feira, 15 de março de 2011

Apresentações de teatro no Vila Nova

O Projeto Conexão Cultural Tigre/ICRH está chegando em Joinville nesta semana. Nos dias 16, 17 e 18 de março a comunidade do bairro Vila Nova recebe o Palco Móvel do projeto, que será instalado junto a Secretaria Regional do bairro, na rua Alvin Passold. A programação apresenta peças teatrais e sessão de cinema, tudo aberto ao público e gratuito.
Esta é a 4ª edição do projeto, desde seu início em 2008 já recebeu um público superior a 150 mil pessoas. O público vai poder conferir as peças teatrais "Bom Apetite" da Cia Pé de Vento Teatro (Florianópolis), "Teatro Quase Mudo" da Cia Numseikitem (Paraná) e "Quem conta um conto, aumenta um ponto" da Dionísos Teatro (Joinville). A programação ocorre durante todo o dia gratuitamente.
O palco móvel percorre todo o país com apresentações gratuitas de teatro e cinema, voltadas ao público em geral e realizados em praças públicas. O propósito do projeto é levar a cultura em forma de entretenimento para que a população possa aprender de forma lúdica e divertida. Em Santa Catarina, o projeto vai passar por mais seis cidades do estado.
O projeto Conexão Cultural é idealizado pelo Instituto Carlos Roberto Hansen e patrocinado pela Tigre, por meio da Lei Rouanet. Em Joinville, o projeto conta com o apoio da Fundação Cultural de Joinville (FCJ) e Prefeitura. A próxima parada do Conexão será em Rio Negrinho nos dias 21 e 22 de março. Fonte: Prefeitura Municipal de Joinville


segunda-feira, 14 de março de 2011

Padrinhos do binário

Fato muito comum nas obras públicas, com o binário do Vila Nova não será diferente: haverá um bom número de pessoas reivindicando a paternidade da obra, que está prestes a iniciar.

Para fazer justiça, este blog pesquisou junto ao Ippuj e constatou que o projeto do binário existe desde 1995 (governo de Wittich Freitag) e já foi modificado três vezes. Na primeira versão do projeto, o binário passaria pelo lado esquerdo da XV, sentido centro – bairro, utilizando a Rua Dálcio Bortoluzzi e passando pelo meio do Conjunto Irineu Bornhausen.

A obra já fazia parte de um conjunto de vias idealizadas pelos arquitetos Gilberto, Rogério e Murilo, todos do Ippuj, para promover mais fluidez no trânsito.

Em 2007, o Ippuj encaminhou uma série de projetos para buscar financiamento federal, através do BNDES. De lá para cá ficamos na dependência exclusiva do banco liberar os recursos. Houve tempo também para que a Prefeitura pudesse realizar as desapropriações. A parcela de contribuição do Estado foi ter realizado a licitação para execução da obra. É o Estado também quem vai fiscalizar sua execução.

À Prefeitura, coube realizar as desapropriações dos imóveis atingidos pela via e aprovar os projetos junto ao órgão financiador. A contribuição para que houvesse agilidade no processo foi da imprensa e da comunidade, que em várias oportunidades cobrou dos órgãos públicos e divulgou os principais entraves do processo.

domingo, 13 de março de 2011

Alagamento na Estrada Blumenau

As chuvas dos dias 10 e 11 provocaram estragos em toda a região rural do Vila Nova. Várias pontes foram danificadas e os acessos para as comunidades mais distantes ficaram prejudicados. Faltou energia elétrica na noite de quinta-feira e o bairro também ficou sem água de quinta até domingo à tarde. As fotos acima, encaminhadas por Janaína Girardi Zanella, são de trecho da Estrada Blumenau.

sexta-feira, 11 de março de 2011

Falta de água (na torneira) na região Oeste

A Companhia Águas de Joinville foi obrigada a paralisar a Estação de Tratamento de Água (ETA) do Piraí, devido a falta de energia durante a noite e madrugada e o entupimento da área de captação de água. Com isso, cerca de 30% da cidade, que compreende os bairros Vila Nova, Glória, São Marcos, Atiradores, Nova Brasília, Anita Garibaldi e parte do Floresta, já está com o abastecimento comprometido.

A estação de tratamento de água (ETA) do Piraí ficou parada por falta de energia desde as 22 horas do dia 10. Além disso, o nível do rio aumentou e a força da água trouxe sedimentos da parte de cima do leito que entupiram a área de captação de água.

Os acessos a toda localidade estão comprometidos e os funcionários que trabalham desde as 17 horas de ontem na estação ficaram ilhados, a comunicação com os mesmos só foi restabelecida no meio da manhã de sexta (11/03) no momento em que o fornecimento de energia elétrica foi restabelecido. Além disso, pelo menos um dos pilares que sustentam a adutora em uma das travessias sobre o Rio Piraí foi levado pela correnteza.

Os técnicos estão empenhados para restabelecer o sistema Piraí e empreendendo manobras para abastecer a região afetada com água do sistema Cubatão até que a situação seja normalizada.

Fonte: Companhia Águas de Joinville

Mais uma vez


Centenas de moradores do Vila Nova passaram mais uma noite levantando móveis, abandonando casas e tentando de todas as formas evitar que a água se alastrasse pelas suas propriedades. E o que é pior: desta vez sem energia elétrica, suspensa por volta das 22h30, justamente no momento mais crítico das cheias. Havia água inclusive na Rua XV de Novembro, mas os alagamentos atingiram principalmente as laterais da Bento da Rocha, Paulo Schneider, Lioeses Domiciano, Loteamento Jardim Florêncio, Jardim Cristofolini, Rua Catarina Baumer, Rua Jacob Baumer e Jardim Vila Nova, nos fundos do terminal de ônibus. A energia elétrica só foi restabelecida às 00h20.

quarta-feira, 9 de março de 2011

Novo Secretário do Vila Nova

A informação ainda é extra-oficial, mas é dada como certa a ida do comerciante Josoé Espíndula para o lugar do engenheiro Fabiano Lopes na Secretaria Regional do Vila Nova. Candidato do PT a vereador nas eleições de 2008, Espíndula chegou a assumir uma gerência na Promotur e depois ocupou cargo na Secretaria Regional do Nova Brasília. Lá, desentendeu-se com o então secretário Álido Lange e pediu exoneração do cargo. Caso se confirme a nomeação e Josoé tente se candidatar novamente, ficará à frente da Regional pelo menos até 30 de março do ano que vem, prazo de desincompatibilização eleitoral.

Aniversário do Vila Nova


Hoje, 9 de março, é o aniversário de Joinville, que completa 160 anos de fundação. Já o Vila Nova, faz aniversário, oficialmente, no dia 5 de julho. Neste dia o bairro comemora apenas 34 anos. Isso porque a lei que criou o bairro é de 1977( Lei n. 1526 de 5 julho de 1977). Se observarmos o livro de Ficker, que menciona a fundação de uma comunidade no final da Estrada Blumenau, em fevereiro de 1866, pode-se concluir que o Vila Nova tenha completado, em fevereiro de 2011, 145 anos.Para ilustrar o Vila Nova, nada melhor do que a famosa cachoeira do Piraí. A seguir, um pouco da nossa história, que tem muito mais dos que os 34 anos oficiais...

"O Bairro Vila Nova, apesar de existência recente no aspecto legal, tem raízes nos primórdios da colonização de Joinville, em razão da necessidade de se estender os limites da antiga colônia através de uma picada que ligasse à serra, fato que traria importantes resultados à Colônia, pois a ligaria à cidade de Curitiba. Outro fato que levou a Colônia a expandir-se está ligado à procura dos terrenos por seus respectivos proprietários, utilizando-se de algumas “picadas” já existentes, em geral no sentido Rio Cachoeira-Serra do Mar, através de riachos que apresentavam determinada profundidade navegável. A atual Rua XV de Novembro situada no Bairro Vila Nova, no início da colonização recebeu a denominação de Estrada do Sul e há pouco tempo é conhecida pelo atual nome. Existem controvérsias a respeito da origem do nome do bairro. A localidade era conhecida por Neudorf (Vila Nova), mas por volta de 1940 passou a denominar-se Vila Nova, talvez em função da proibição de se falar alemão durante a guerra”. Com efeito, lemos em Ficker, página 247: “Nesse mesmo mês (fevereiro de 1866), fundou-se o novo núcleo colonial no final da Estrada Blumenau... – Neudorf. Fonte: IPPUJ

domingo, 6 de março de 2011

A Conquista da Mulher

Em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, que ocorre dia 9 de março, publicamos abaixo artigo que extraímos do blog do Pastor Meirinho (prmeirinho.zip.net)

A CONQUISTA DA MULHER

Apesar de existir, ainda, muita discriminação contra a mulher, uma parte da sociedade internacional comemora, de fato, o dia internacional da mulher, que teve origem com a manifestação das mulheres russas em busca de Pão e Paz, além de outras reivindicações relacionadas a melhoria de vida, trabalho e contra a entrada do seu pais na primeira guerra mundial.

Muita gente pensa que o Dia Internacional da Mulher aconteceu em função do incêndio em 25/03/1911 na fábrica da Tringle Shirttwaist, em Nova Iorque, que matou 146 pessoas, a maioria costureiras. Esse equívoco, provavelmente se estabeleceu em função de sua maior divulgação.

No ocidente, a data foi comemorada entre 1910 – 1920, depois caiu no esquecimento e, na década de 60 restabelecida, graças ao movimento feminista. Em 1977, a data foi adotada pelas Nações Unidas, para lembrar a conquista da mulher no âmbito político, social e econômico.

Fazendo uma rápida respectiva no processo histórico interativo da vida social da mulher, tenho de admitir que os homens não souberam lidar com inteligência com essas raras Jóias. Nós (homens), não fomos gratos suficientemente à grande dádiva de Deus, e nem tampouco vimos à mulher com o coração, olhar e sentimento de Deus.

Quando Deus criou o universo, no eterno passado, depois resolveu organizar a terra que estava submetida a um verdadeiro caos, tomou os primeiros procedimentos, estabelecendo os reinos: mineral, vegetal e animal e todo o complemento. Assim, satisfeito disse: Muito bom!

Mas – penso eu, não o Senhor – que Ele, o Yawé, pensou:

- “Afinal de contas, tudo está muito maravilhoso, mas, para que tudo isso, se vivo em dimensão totalmente superior ao mundo da matéria?

- Ação:

- Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança.

- Tudo bem! A terra organizada, o paraíso estabelecido, toda a natureza exalta o criador, os animais se encantam entre si, namoram, casam e se divertem esbanjando felicidade, enquanto Adão fica meio perdido, no meio de toda a beleza, olhando mais para si próprio, do que para as belezas naturais e questionando: O que tem de errado comigo! O criador olha para aquele ser inquieto, e diz: “Falta alguma coisa!”.

- “Então o Senhor Deus fez cair pesado sono sobre o homem e este adormeceu (...)”.

- Enquanto Adão estava sob efeito de uma anestesia divina, fez um procedimento cirúrgico que resultou na extração de uma costela, com a qual preparou um ser maravilhoso, que acabou tirando Adão da solidão e fazendo-o ver toda a beleza criada, partindo de um reencontro consigo mesmo, através da mais desejada companhia.

A costela transformada em mulher, virou companheira inseparável que, além de garantir a posteridade da espécie, produziu satisfação e felicidade. A partir disso, Adão nunca mais foi o mesmo.

Será que era necessário a mulher lutar tanto para ter a sua dignidade preservada, considerando que, na mente do criador tinha todo este perfil potencializado? Penso que não! Mas, o homem sempre conspirou contra o Pai, em função de seu recalque edênico, e por isso, procurou transformar a mulher, em muitas situações, em mero objeto de desejo.

Jesus veio, não somente salvar a humanidade, mas também libertá-la de todas as forma de preconceito. Por Ele, não seria necessário ter um Dia Internacional da Mulher, porque sempre a viu com um olhar e carinho especial. Você acha que se a sociedade fosse mais consciente e justa precisaria da lei, Maria da Penha?

Jesus tinha o coração do Pai, que escolheu Maria para ser mãe do salvador. O salvador deu atenção especial à mulher, mesmo procedendo além de toda a cultura religiosa e social de Seu tempo, ao ouvir o coração angustiado da mulher samaritana; a abrir acessibilidade social e espiritual a discriminada “mulher pecadora”, quando disse: “nem eu te condeno, vá em paz; ao libertar Maria madalena, possuída por sete demônios.

As mulheres viam em Jesus um homem espetacular, de valor colossal, por isso o seguiam com tanta paixão. Foram elas as últimas no sofrimento da cruz e as primeiras a visitá-lo no sepulcro e vê-lo apos a ressurreição. Até hoje, estatisticamente falando, formam a maioria em seguir a Jesus. Nas igrejas cristãs, a maioria é mulher. A maioria dos homens é ganho por Cristo pelas mulheres. Só lamento dizer que, se continuar a tendência, os céus serão povoados na sua maioria pelas mulheres, que lutaram por suas conquistas sociais na terra, e continuam lutando mais que os homens para conquistarem os céus. Lamento, porque “a graça de Deus se há manifestado, trazendo salvação a todos os “homens” – Os humanos de ambos os gêneros.

Nossa homenagem a todas as mulheres, que além de conquistarem na terra uma posição mais digna, envidam esforços, para que todos os homens sejam melhores, “aqui na terra como nos céus”

Escola Karin resgata tradição


As aulas da sexta-feira que antecedeu o feriadãol, na escola Karin Barkenmeyer, no Vila Nova, em Joinville, foram em ritmo de Carnaval. Alunos do 1º ao 9º ano participaram de um projeto para resgatar a tradição das antigas marchinhas de Carnaval. “Os alunos pesquisaram sobre as marchinhas do início do século 20 e tiveram que fazer paródias sobre temas como Justiça, zelo, respeito e responsabilidade”, explica o professor Gilberto Gadotti Junior.

“Foi legal conhecer as marchinhas de Carnaval”, disse Gabriela Sofiatti, de oito anos. Ela e a turma da 3ª série apresentaram uma paródia de uma conhecida marchinha de Carnaval: “Só não posso esquecer, das cinco palavras básicas”. Mas quais são elas? Gabriela sabe: “Obrigado, de nada, desculpa, por favor e com licença”, responde a menina.

Josué Vitor Ribeiro, de seis anos, diz que conhecia muitas das marchinhas, e gostou da experiência do Carnaval na escola. Usando máscara e uma peruca psicodélica, conta que a turma dele fez uma paródia: “A nossa música era sobre o zelo”. Fonte: http://karinbarkemeyernoticias.blogspot.com

sexta-feira, 4 de março de 2011

Ampliação do Aeroporto de Joinville

Mais um passo foi dado na adequação da infraestrutura do Aeroporto de Joinville Lauro Carneiro de Loyola ao crescimento das demandas por transporte aéreo. Na quinta-feira (3/3), foi nomeada uma comissão para coordenar e controlar a execução das ações do Plano de Trabalho previsto no Acordo de Cooperação Técnica entre a Prefeitura de Joinville com a Infraero, assinado em 14 de dezembro do ano passado. Foram nomeados: Rodrigo Thomazi, secretário de Integração e Desenvolvimento Econômico; Diva Mara Machado Schlindwein e Hercília Aparecida Garcia Reberti, da Procuradoria Geral do Município; e Adilson Luiz Girardi, da Secretaria de Administração. A parceria prevê investimentos de R$ 48,5 milhões, sendo R$ 28,6 por conta da Infraero e R$ 19,3 a contrapartida da Prefeitura. Os recursos serão investidos na realização do contorno rodoviário, com desvio da rua Dorothóvio do Nascimento (projeto denominado Contorno do Aeroporto), retificação do Rio Cubatão, na área próxima à cabeceira 15 da pista de pouso e decolagem, além das desapropriaçoes necessárias à ampliação da pista. As próximas etapas incluem o novo terminal de transporte de cargas (TECA), com 4.500 m2e a estrutura de combate a incêndio. O secretário Thomazi comemorou a sinalização de que as desapropriações e obras poderão ocorrer ainda em 2011, conforme conversas na reunião com os moradores, realizada na quinta-feira à noite (3/3) na sede da Minerasil. A Infraero estima que serão investidos R$ 20 milhões nas indenizações e desapropriações, além de R$ 1 milhão e 600 mil na retificação do rio Cubatão. A Prefeitura é responsável por realizar a avaliação e cadastro dos imóveis relacionados. Fonte: www.joinville.sc.gov.br

quinta-feira, 3 de março de 2011

Binário do Vila Nova

Com a liberação dos recursos do BNDES, é grande a expectativa dos moradores do Vila Nova para o início das obras do binário com a rua XV. A data anunciada pelo governo do Estado, dia 20 de março, dificilmente poderá ser cumprida, pois existem tramitações internas, tanto do Estado, como do BNDES e da Prefeitura, que devem levar o início dos trabalhos para o mês de abril ou até maio. O fato é que o projeto já demorou tanto que o tema é motivo de piadas nas rodas de conversa do bairro. Enfim, vamos aguardar o final do mês para ver o que acontece.

quarta-feira, 2 de março de 2011

Ginásio do Sesc

Este blogueiro cometeu duas injustiças na nota publicada sobre a doação de terreno para o Sesc. A primeira ao não citar o nome do ex-presidente da Associação de Moradores do Conjunto Irineu Bornhausen, Jorge Furtado, que encabeçou o pedido na Prefeitura. A segunda é em relação ao prazo do processo no Legislativo e ao apoio do vereador Jucélio Girardi no projeto. A doação teve que ser submetida quatro vezes para aprovação da Câmara. A primeira para aprovar a doação inicial. Depois porque o Sesc não aceitou a condição da Prefeitura de compartilhar o ginásio com a Fundação de Esportes, conforme constava na lei 6.040/2007. Mais tarde, o Sesc mandou ofício para a Prefeitura alterar o prazo previsto para iniciar a obra, de um ano para dois e por último porque foi solicitado também pelo Sesc um acréscimo na área a ser doada, de 1.500 metros para 2.625 metros quadrados. A última alteração da lei foi encaminhada ao Legislativo em 14/10/2009 e foi publicada dia 16/4/2010. Todos os processos tramitaram normalmente no Legislativo e o vereador Jucélio Girardi colaborou na agilidade das aprovações. Entre a aprovação da lei inicial, publicada em 18/12/2007 e a última alteração, publicada dia 16/4/2010, passaram-se 2 anos e quatro meses. Depois disso, foi dado início na Prefeitura ao processo de desmembramento das áreas (que depende de coleta de documentos, levantamento topográfico, aprovação da Fundema e do Seinfra), escrituração e registro no cartório de registro de imóveis do parcelamento e finalmente encaminhamento para escrituração e registro da doação (fase em que se encontra agora). Para não perder prazos de recursos, a Unidade de Controle Patrimonial encaminhou ao Sesc o Termo de Doação do imóvel, cuja assinatura foi registrada na nota deste blog.